CULTURA INDÍGENA: BATIZADO TRADICIONAL DO MENINO MANOKI

Autores

  • Claudionor Tam?xi IRANXE
  • Regiane Cristina CUSTÓDIO

Resumo

Este texto se origina de uma pesquisa sobre o povo Irantxe que se autodenomina Manoki. O objetivo é descrever o batizado tradicional do menino Manoki como uma ferramenta insubstituível para uma boa educação dos meninos. Retrata o processo ou rito de passagem do menino para a fase adolescente, e consequentemente para a fase adulta. O batizado tradicional é uma forma de educação dentro da cultura. Após seu acontecimento os meninos vão ter um aprendizado não apenas com os homens, mas, se tornarão responsabilidade da família e todo o grupo contribuirá na sua formação. O batizado do menino Manoki é considerado uma parte essencial da educação tradicional. A pesquisa objetiva contribuir para chamar a atenção dos meninos para o significado da cultura Manoki principalmente entre os jovens.

Downloads

Publicado

04/12/2018

Como Citar

IRANXE, C. T., & CUSTÓDIO, R. C. (2018). CULTURA INDÍGENA: BATIZADO TRADICIONAL DO MENINO MANOKI. História E Diversidade, 10(1), 89–104. Recuperado de https://periodicos.unemat.br/index.php/historiaediversidade/article/view/3231