Efeitos da reforma psiquiátrica no processo de acolhimento no CAPS AD em Viamão, RS / Effects of psychiatric reform on the host process at CAPS AD in Viamão, RS / Efectos de la reforma psiquiátrica en el proceso de acogida en el CAPS AD en Viamão, RS

Regina Pedroso, Roberto Henrique Amorim de Medeiros

Resumo


Objetivo: O presente trabalho busca verificar relações entre o surgimento dessas práticas na rede de atenção psicossocial do município e os efeitos do modelo antimanicomial, a partir da Reforma Psiquiátrica no Brasil na década de 1970. Método: Este trabalho consiste em um estudo do caso do CAPS ad Nova Vida, de Viamão, construído por meio de pesquisa documental e entrevistas com atores que tiveram participação no processo de reformulação da atenção à saúde mental. Resultados/Conclusão: Por meio do procedimento de análise do conteúdo foi possível compreender e refletir acerca do impacto do processo da Reforma no acolhimento oferecido naquele serviço e sua importância na composição do modelo atual de atenção à saúde mental daquele município.

Palavras-chave


Acolhimento; Saúde Mental; Reforma Psiquiátrica

Texto completo:

PDF

Referências


Foucault M. História da Loucura na Idade Clássica. Editora Perspectiva; 1978.

Bezerra Jr B, Amarante P, organizadores. Psiquiatria sem hospício: Contribuições ao estudo da Reforma Psiquiátrica. Rio de Janeiro: Relume Dumará; 1992.

Secretaria Estadual de Saúde (RS). Lei Estadual nº 9716/1992. Institui a Reforma Psiquiátrica no Estado do Rio Grande do Sul. Porto Alegre; 1992.

Gastal FL, Leite SO, Fernandes FN, Borba ATB, Kitamura CM, Binz MAR, et al. Reforma psiquiátrica no Rio Grande do Sul: uma análise histórica, econômica e do impacto da legislação de 1992. Rev psiquiatr Rio Gd Sul. 2007; 29(1), 119-129.

Pitta AMF. Um balanço da Reforma Psiquiátrica Brasileira: Instituições, Atores e Políticas. Ciênc saúde coletiva. 2011; 16(12):4579-89.

IBGE, Censo. Banco de Dados Virtual do IBGE. [internet] 2010 [acesso em 2014 abril 20]. Disponível em: .

Severo BS. Política de Saúde Mental em Viamão-RS, transdisciplinaridade e integralidade em Saúde Coletiva. In: Anais II Congresso Mundial de Transdisciplinaridade, Vitória, ES; 2005.

Ministério da Saúde (BR). Acolhimento nas Práticas de Produção de Saúde. Brasília: Editora MS; 2012.

Ministério da Saúde (BR). Saúde Mental no SUS: Os Centros de Atenção Psicossocial. Brasília: Editora MS; 2004.

Bardin L. Análise de Conteúdo. Lisboa: Edições Setenta; 2004.

Amarante P. O homem e a serpente: outras histórias para a loucura e a psiquiatria. Rio de Janeiro: Fiocruz; 1996.

Londero S. Re-inventando o acolhimento em um serviço de Saúde Mental [dissertação]. Porto Alegre: Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Psicologia Social; 2010.

Zambenedetti G, Silva RAN. A noção da rede nas reformas sanitária e psiquiátrica no Brasil. Psicologia em Revista. 2008; 14(1):131-50.

Puentes M. Detrás de la droga: Raíces espirituales, culturales, sociales, familiares, psicológicas y orgánicas de la problemática de la drogadicción. Buenos Aires: Lugar Editorial; 2009.

Andrade AT, Sousa MLT, Quinderé PHD. Acolhimento no Centro de Atenção Psicossocial para álcool e outras drogas: concepções dos trabalhadores de saúde. Pesquisas e Práticas Psicossociais. 2013; 8(2):167-75.

Ministério da Saúde (BR). Portaria n.336/GM, de 19 de fevereiro de 2002. Define as normas e diretrizes para a organização dos serviços que prestam assistência em saúde mental. Diário Oficial da União, Brasília, 20 fev. 2002. Seção 1, pág. 22.

Gerhardt TE, Silveira DT. Métodos de Pesquisa. Editora da UFRGS; 2009.

Kantorski LP. A Reforma Psiquiátrica: um estudo parcial acerca da produção científica. Revista Eletrônica de Enfermagem. 2001; (3)2: [17 telas].

Mesquita J, Novelino MSF, Cavalcanti MT. A Reforma Psiquiátrica no Brasil: Um novo olhar sobre o paradigma da Saúde Mental. In: Anais XVII Encontro Nacional de Estudos Populacionais, Caxambu, MG; 2010.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 JOURNAL HEALTH NPEPS



ISSN 2526-1010