Dificuldades dos responsáveis por crianças na adesão a puericultura/ Difficulties of those responsible for children in adhering to childcare/ Dificultades de los responsables de niños para adherirse al programa de cuidado infantil

Autores

  • Fabiana Rezer Faculdade do Norte de Mato Grosso
  • Thailorrane Vieira de Souza Faculdade do Norte de Mato Grosso
  • Wladimir Rodrigues Faustino Faculdade do Norte de Mato Grosso

DOI:

https://doi.org/10.30681/25261010

Palavras-chave:

Cuidado da Criança, Saúde Pública, Centros de Saúde.

Resumo

Objetivo: analisar as dificuldades dos responsáveis por crianças menores de um ano na adesão ao programa de puericultura. Método: estudo descritivo, exploratório e com abordagem quantitativa, realizado a partir de entrevistas com 40 responsáveis de crianças menores de um ano, que realizaram consultas de puericultura em nove Estratégias Saúde da Família. Para a coleta de dados, utilizou-se um questionário semiestruturado. Os dados foram analisados pelo percentual do cálculo de concordância, considerado satisfatório acima de 80% e o índice de validade do conteúdo. Resultados: evidenciou-se que 80% dos responsáveis sabem que a consulta de puericultura é para acompanhar o crescimento e desenvolvimento infantil, 60% que a consulta deve ocorrer mensalmente e 47% até os dez anos de idade. Entre as dificuldades para a adesão à puericultura, destacou-se o planejamento das equipes, com limitações para agendamentos e realização das consultas. Conclusão: para a superação desse cenário, destacam-se algumas estratégias como, implementação de grupos, educação continuada/permanente com a equipe, reorganização do cronograma de atividades da unidade de saúde e produção de cartilhas educativas sobre puericultura.

Referências

Alves RMM, Araújo DSS, Delmondes RL, Ferreira LCS, Francisco RRG, Luna F, et al. Consulta de Puericultura: o olhar sobre a prática do enfermeiro. Interfaces. 2019; 7(1):187-190.

Carvalho RAS, Santos VS, Melo CM, Gurgel RQ, Oliveira CCC. Inequalities in health: living conditions and infant mortality in Northeastern Brazil. Rev Saúde Pública. 2015; 49(5):1-9.

Tavares MNM, Silva FJA, Silva CRL, Pinto AGA. Consulta de enfermagem em Puericultura na estratégia de saúde da família: revisão integrativa. Nursing (São Paulo). 2019; 22(256): 3144-49.

Rosa AC, Monteiro JCAS, Souza G, Nolasco M, Carmo IC, Rodrigues NA, et al. Atuação do enfermeiro na realização da puericultura: desafios e perspectivas. Rev Eletrônica Acervo Saúde. 2018; 11(supl 1):1099-1105.

Silveira FDR, Silva GRF, Shimo AKK, Nery IS, Carvalho NAR, Morais KLB. Sociodemographic and obstetric profile of women undergoing episiotomy after returning to sexual activity. Rev Enferm UFPI. 2019; 8(1):38-43.

Brito GV, Albuquerque IMAN, Ribeiro MA, Ponte ECS, Moreira RMM, Linahres MGC. Consulta de Puericultura na Estratégia Saúde da Família: Percepção de Enfermeiros. Rev APS. 2018; 21(1):48-55.

Vilela MLF, Pereira QLC. Consulta puerperal: orientação sobre sua importância. J Health NPEPS. 2018; 3(1):228-240.

Lucena DBA, Guedes ATA, Cruz TMAV, Santos NCCB, Collet N, Reichert APS. Primeira semana saúde integral do recém-nascido: ações de enfermeiros da Estratégia Saúde da Família. Rev gauch enferm. 2018; 39(supl 1):0068.

Fanezi LNC. Características das crianças atendidas na consulta de puericultura. Res Soc Dev. 2020; 9(4):1-15.

Vieira DS, Soares AR, Nóbrega VM, França JRFS, Collet N, Reichert APS. Ações Implementadas por Enfermeiros na Consulta de Puericultura: revisão integrativa da literatura. Enfem atual. 2018; 86(24): 1-24.

Fusquine RS, Lino NCF, Chagas ACF, Muller KTC. Adesão e rejeição à consulta puerperal por mulheres de uma unidade básica de saúde da família. Arq Ciênc Saúde. 2019; 26(1):37-40.

Instituto Brasileiro de Geografica e Estatística [internet]. Estatísticas do Registro Civil [acesso em 15 de abril de 2020]. Disponível: http:www.ibge.gov.br

Horta CJG, Carvalho JAM, Frias LAM. Recomposição da fecundidade por geração para Brasil e regiões: atualização e revisão. Assoc Bras Estud Soc. 2016; 1(1):1-22.

Organização das Nações Unidas. Declaração Universal dos Direitos Humanos das Mulheres. Nações Unidas do Brasil: Brasília; 2018.

Vasconcelos VM, Frota MA, Martins MC, Machado MMT. Puericultura em enfermagem e educação em saúde: percepção de mães na estratégia saúde da família. Esc Anna Nery. 2012; 6(2): 326-331.

Malaquias TSM, Gaíva MAM, Higarashi IH. Perceptions of the family members of children regarding well-child check-ups in the family healthcare strategy. Rev Gauch Enferm. 2015; 36(1):62-8.

Moura JRC, Carvalho ACG, Ribeiro TPB. A percepção das mães sobre os benefícios da puericultura. Rev Interdisciplin Pensam Cient. 2019; 4(3):78-88.

Ferreira FA, Freitas RSC, Santos MCS, Silva SEM, Silva AM, Santos MKSS. Consulta de puericultura: problemas encontrados em menores de 2 anos. Rev Enferm UFPE online. 2019; 13(supl1):1-7.

Melo DPR. A consulta de puericultura na perspectiva de mães e profissionais de Unidades Básicas de Saúde de Belo Horizonte [dissertação]. Minas Gerais: Universidade Federal de Minas Gerais; 2017, p.162.

Vitolo MR, Gama CM, Campagnolo PDB. Frequência de utilização do serviço público de puericultura e fatores associados. J Pediatr (Rio J). 2010; 86(1):80-84.

Suto CSS, Laura TAOF, Costa LEL. Puericultura: a consulta de enfermagem em Unidades Básicas de Saúde. Rev Enferm UFPE online. 2014; 8(9):3127-33.

Vieira DS, Santos NCCB, Nascimento JA, Collet N, Toso BRGO et al. A prática do enfermeiro na consulta de puericultura na Estratégia de Saúde da Família. Texto Contexto Enferm. 2018; 27(4): e4890017.

Curado MO, Anna KLDS, Scariot MF, Souza TG, Lara HCAA. Consulta de puericultura em crianças em um centro de educação infantil em Várzea Grande–MT. In: Anais da II Mostra Cientifica do Programa de Interação Comunitária do Curso de Medicina; 2019 set; Várzea Grande. p. 1-5.

Zanardo GM, Andrade U, Zanardo GM, Menezes LP. Atuação do enfermeiro na consulta de puericultura: uma revisão narrativa da literatura. Rev enferm. 2017; 13(13):55-69.

Vieira MS, Chagas SS, Alves LMS. Relato de experiência sobre a importância da consulta de enfermagem em puericultura. Enferm Brasil. 2017; 16(4): 253-256.

Gauterio DP, Irala DA, Cezar VMR. Puericultura em Enfermagem: perfil e principais problemas encontrados em crianças menores de um ano. Rev bras enferm. 2012; 65(3): 508-513.

Alves IG, Teixeira BW. Legião brasileira de assistência (LBA) e os cuidados: a puericultura e a moralização da maternidade. Ciênc Soc Apl. 2018; 6(6):1-8.

Brígido AF, Santos EO, Prado EV. Qualificação do Cuidado a Puericultura: uma Intervenção em Serviço na Estratégia de Saúde da Família. Rev Pesqui Cuid Fundam. 2019; 11(n esp):448-458.

Downloads

Publicado

01/06/2020

Como Citar

Rezer, F., Vieira de Souza, T., & Faustino, W. R. (2020). Dificuldades dos responsáveis por crianças na adesão a puericultura/ Difficulties of those responsible for children in adhering to childcare/ Dificultades de los responsables de niños para adherirse al programa de cuidado infantil. Journal Health NPEPS, 5(1), 338–350. https://doi.org/10.30681/25261010

Edição

Seção

Artigo Original/ Original Article/ Artículo Originale