Letalidade da COVID-19 entre profissionais de saúde no Pará, Brasil/ Lethality of COVID-19 among healthcare professionals in Pará, Brazil/ Letalidad de la COVID-19 entre profesionales de la salud en Pará, Brasil

Autores

DOI:

https://doi.org/10.30681/25261010

Palavras-chave:

Infecções por Coronavirus, Trabalhadores da Saúde, Saúde do Trabalhador, Pandemias, Epidemiologia

Resumo

Objetivo: analisar a letalidade da COVID-19 por sexo e idade entre os profissionais de saúde no Pará, Brasil. Método: estudo epidemiológico e observacional, com utilização de dados secundários públicos sobre casos e óbitos acumulados por COVID-19 e dados demográficos, entre março e outubro de 2020. O número de casos e óbitos por COVID-19 ocorridos entre profissionais de saúde foram comparados em relação à idade e ao sexo pelo teste qui-quadrado, seguido por regressão logística pelo método Backward Stepwise de Wald. Resultados: entre os 15.332 casos confirmados de COVID-19, 70,3% eram do sexo feminino e 61,3% com idade entre 30 a 49 anos (39,2±11,6 anos). Registraram-se 97 óbitos, com uma taxa de letalidade de 0,6%. A probabilidade de óbito foi 52,8 vezes (20,7-134,5) e 4,0 vezes (2,5-6,2) maior entre jovens e homens quando comparados às demais notificações. Conclusão: a taxa de letalidade entre os profissionais de saúde é alta, especialmente entre homens jovens. Este é um alerta sobre os impactos da doença entre os trabalhadores da saúde e suscita ao poder público, especificamente ao setor saúde melhores condições de trabalho e políticas de saúde do trabalhador.

Biografia do Autor

Ana Cristina Viana Campos, Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa).

Docente da Faculdade de Saúde Coletiva da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (FASC/Unifesspa)

Luciana Pereira Colares Leitão, Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará

Docente da Faculdade de Saúde Coletiva da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (FASC/Unifesspa)

Referências

Esakandari H, Nabi-afjadi M, Fakkari-afjadi J, Farahmandian N, Miresmaeili S, Bahreini E. A comprehensive review of COVID-19 characteristics. Biol Proced Online. 2020; 2:1-10.

Organização Pan-Americana da Saúde. Folha informativa - COVID-19 (doença causada pelo novo coronavírus) [Internet]. Washington; 2020 Nov 11 [acesso em 11 dez 2020]. Disponível: www.paho.org/bra/index.php?option=com_content&view=article&id=6101:covid19&Itemid=875

Ministério da Saúde (BR). Coronavírus Brasil. Painel de casos de doença pelo coronavírus 2019 (COVID-19) no Brasil pelo Ministério da Saúde [Internet]. Brasília; 2020 [acesso em 31 out 2020]. Disponível em: https://covid.saude.gov.br/

Hunter E, Price DA, Murphy E, Van der Loeff IS, Baker KF, Lendrem D, Lendrem C, Schmid ML, Pareja-Cebrian L, Welch A, Payne BAI, Duncan CJA. First experience of COVID-19 screening of health-care workers in England. Lancet. 2020; 395(10234):e77-e78.

Koh D, Goh HP. Occupational health responses to COVID-19: What lessons can we learn from SARS? J Occup Health. 2020; 62(1):e12128.

Souza CDF, Paiva JPS, Leal TC, Silva LF, Santos LG. Evolução espaçotemporal da letalidade por COVID-19 no Brasil, 2020. J bras pneumol. 2020; 46(4):e20200208.

Antonio-Villa NE, Bello-Chavolla OY, Vargas-Vázquez A, Fermín-Martínez CA, Márquez-Salinas A, Bahena-López JP. Health-care workers with COVID-19 living in Mexico City: clinical characterization and related outcomes. Clin Infect Dis. 2020; 28:ciaa1487.

Benito LAO, Palmeira AML, Karnikowski MGO, Silva ICR. Mortalidade de profissionais de enfermagem pelo Covid-19 no Brasil no primeiro semestre de 2020. Rev Divulg Científica Sena Aires. 2020; 9(Esp.1):656–68.

Mendonça FD, Rocha SS, Pinheiro DLP, Oliveira SV. Região Norte do Brasil e a pandemia de COVID-19: análise socioeconômica e epidemiológica. J Health NPEPS. 2020; 5(1):20-37.

Sant’Ana G, Imoto AM, Taminato M, Peccin MS, Bernarda L, Göttems D, et al. Infecção e óbitos de profissionais da saúde por COVID-19: revisão sistemática. Acta paul enferm. 2020; 33:eAPE20200107.

Oliveira MM, Daher DV, Silva JLL, Andrade SSCA. A saúde do homem em questão: busca por atendimento na atenção básica de saúde. Ciênc saúde colet. 2015; 20(1):273-278.

Jin JM, Bai P, He W, Wu F, Liu XF, Han DM, et al. Gender Differences in Patients With COVID-19: Focus on Severity and Mortality. Front Public Heal. 2020; 8:152.

Kalache A, Silva A, Giacomin KC, Lima KC, Ramos LR, Louvison M, et al. Envelhecimento e desigualdades: políticas de proteção social aos idosos em função da pandemia Covid-19 no Brasil. Rev Bras Geriatr Gerontol. 2020; 23(6):e200122.

Souza LG, Randow R, Siviero PCL. Reflexões em tempos de COVID-19: diferenciais por sexo e idade. Com Ciênc Saúde. 2020; 31(Suppl 1):75-83.

Pan A, Liu L, Wang C, Guo H, Hao X, Wang Q, et al. Association of Public Health Interventions With the Epidemiology of the COVID-19 Outbreak in Wuhan, China. JAMA. 2020; 323(19):1915–23.

Kambhampati AK, O’Halloran AC, Whitaker M, Magill SS, Chea N, Chaiet SJ et al. COVID-19–Associated Hospitalizations Among Health Care Personnel—COVID-NET, 13 States, March 1–May 31, 2020. Morb Mortal Wkly Rep. 2020; 69(43):1576–1583.

Escobar AL, Rodriguez TDM, Monteiro JC. Letalidade e características dos óbitos por COVID-19 em Rondônia: estudo observacional. Epidemiol serv saúde. 2020; 30(1):e2020763.

Machado MH, Oliveira E, Lemos W, Lacerda WF, Aguiar Filho W, Wermelinger M, et al. Mercado de trabalho da enfermagem: aspectos gerais. Enferm Foco. 2016; 7(ESP):35-62.

Schwartz KL, Achonu C, Buchan SA, Brown KA, Lee B, Whelan M, et al. Epidemiology, clinical characteristics, household transmission, and lethality of severe acute respiratory syndrome coronavirus-2 infection among healthcare workers in Ontario, Canada. Manzoli L, editor. PLoS One. 2020; 15(12):e0244477.

Helioterio MC, Lopes FQRS, Sousa CC, Souza FO, Pinho PS, Sousa FNF, et al. Covid-19: Por que a proteção de trabalhadores e trabalhadoras da saúde é prioritária no combate à pandemia? Trab Educ Saúde. 2020; 18(3).

Rozin L. Em Tempos De Covid-19: Um Olhar Para Os Estudos Epidemiológicos Observacionais. Rev Espaç saúde. 2020; 21(1):6–15.

Associação Médica Brasileira [página na internet]. Faltam EPIs em todo o país; [acesso em 18 nov 2020]. Disponível em: https://amb.org.br/epi/

Fiho JMJ, Assunção AÁ, Algranti E, Garcia EG, Saito CA, Maeno M. A saúde do trabalhador e o enfrentamento da COVID-19. Rev Bras Saúde Ocup. 2020; 45:10–2.

Universidade Federal do Pará. Portal UFPA. Belém. UFPA oferece clínica psicológica virtual para atendimento à população. 2020 [acesso em 18 nov. 20]. Disponível em: https://portal.ufpa.br/index.php/ultimas-noticias2/11541-ufpa-oferece-clinica-psicologica-virtual-para-atendimento-a-populacao

Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará. Portal UNIFESSPA. Marabá. Unifesspa vai oferecer apoio psicológico on-line a profissionais que atuam no combate à Covid-19. 2020 [acesso em 18 nov. 20]. Disponível em: https://www.unifesspa.edu.br/noticias/4560-unifesspa-vai-ofertar-apoio-psicologico-para-profissionais-que-atuam-no-combate-a-covid-19

Saúde vai investir R$ 2,3 milhões em suporte psicológico a profissionais de saúde. Ministério da Saúde, Brasília, 23 abril 2020 [acesso em 18 nov. 20]. Disponível em: https://www.gov.br/pt-br/noticias/saude-e-vigilancia-sanitaria/2020/04/ministerio-da-saude-vai-investir-em-suporte-psicologico-a-profissionais-de-saude

Sachett JAG. Adaptação para o atendimento profissional de saúde em tempos de COVID- 19: contribuições da telessaúde para o “novo normal”. J Health NPEPS. 2020; 5(2):11-15.

Downloads

Publicado

03/02/2021

Como Citar

Campos, A. C. V., & Leitão, L. P. C. (2021). Letalidade da COVID-19 entre profissionais de saúde no Pará, Brasil/ Lethality of COVID-19 among healthcare professionals in Pará, Brazil/ Letalidad de la COVID-19 entre profesionales de la salud en Pará, Brasil. Journal Health NPEPS, 6(1). https://doi.org/10.30681/25261010

Edição

Seção

Artigo Original/ Original Article/ Artículo Originale