PRODUÇÃO DE CRÔNICAS MEMORIALÍSTICAS NA EJA EM TEMPOS PANDÊMICOS: UMA EXPERIÊNCIA COM A MOTIVAÇÃO DE PASSADO A LIMPO, DE ICLEIA RODRIGUES DE LIMA

Autores

  • Juliana Oliveira Costa e Santos E.E.Profa. Alzira Maria da Silva. Secretaria Estadual de Educação de Mato Grosso.
  • Marta Helena Cocco Universidade do Estado de Mato Grosso. Programa de Mestrado Profissional em Letras, Sinop/MT.

DOI:

https://doi.org/10.30681/moinhos.v1i10.6495

Palavras-chave:

Educação de Jovens e Adultos, Letramento Literário, Crônicas memorialísticas

Resumo

Neste artigo relatamos uma experiência de projeto de intervenção pedagógica desenvolvido no Mestrado Profissional em Letras (PROFLETRAS/UNEMAT/Sinop-MT) no ano de 2020 em período pandêmico, que atendeu estudantes do Ensino Fundamental II, do CEJA (Centro de Educação de Jovens e Adultos) “Cleonice Miranda da Silva”, na cidade de Colider-MT. A sequência de atividades desenvolvidas objetivou contribuir para a formação do leitor da Educação de Jovens e Adultos-EJA, por meio de atividades de letramento com textos memorialísticos, e também despertar o conhecimento de mundo e experiências pessoais dos alunos, propiciando situações de leitura significativas. A leitura dos textos literários memorialísticos de Icléia Rodrigues Lima, da literatura contemporânea produzida em Mato Grosso, foi fonte inspiradora para a escrita dos alunos. Como resultados, verificamos que, ao narrarem suas histórias de vida, os estudantes da EJA se perceberam como sujeitos ativos e refletiram sobre os fatos narrados, o que é fundamental para construção e reafirmação de suas identidades, além do resgate da autoestima. O produto final desta pesquisa intervencionista foi uma coletânea de memórias produzida pelos alunos. Como suporte teórico nos apoiamos em Cosson (2019), Le Goff (1998), Solé (1998), entre outros.

Referências

BAGGENSTOSS, Deise. Poemas e Narrativas curtas da Literatura Mato-Grossense: Produção de leitura e de textos multimodais/Deise Baggenstoss – Sinop/2018. Dissertação de mestrado.

BENJAMIN, Walter. Magia e Técnica, Arte e Política Ensaios sobre Literatura e História da Cultura. In: Obras Escolhidas. Volume 1. São Paulo: Editora Brasiliense, 1985.

COSSON, Rildo, Letramento Literário: teoria e prática. 2a. ed., 9a reimpressão. – São Paulo: Contexto, 2019. 139 p.

COSSON, Rildo. PAULINO, Graça. Letramento Literário: para viver a literatura dentro e fora da escola. .In: ZILBERMAN, Regina; RÖSING, Tania M. K. (orgs). Escola e Leitura velha crise, novas alternativas. São Paulo: Global Editora/ALB, 2009.

LE GOFF, Jacques. História e memória. tradução Bernardo Leitão... [et al.] – Campinas, São Paulo: Editora da UNICAMP, 1990.

LIMA, Icléia Rodrigues de. Passado a limpo/ Cuiabá-MT: Carlini&Caniato Editorial, 2018.

MALAGUTI, Nilze Maria. Letramento Literário na EJA: estratégia para a leitura e a escrta, Sinop, 2015. Dissertação de Mestrado.

PORTELLI, A. O que faz aistória oral diferente. In: Cultura e Representação. São Paulo: Projeto História, n.14, 1997.

ROUXEL, Annie. Apropriação singular das obras e cultura literária. Trad. Amaury C. Moraes. In: Leitura subjetiva e ensino da literatura. Org. ROUXEL, Annie; Org. LANGLADE, Gérard; REZENDE, Neide Luzia de. São Paulo: Alameda, 2013.

SOLÉ, Isabel. Estratégias de leitura. Porto Alegre: Editora Artmed, 1998. THIOLLENT, Michel, Metodologia da Pesquisa-Ação/Michel Thiollent - 18. ed. São Paulo: Cortez; 2011.

ZILBERMAN, Regina. Estética da recepção e história da literatura. São Paulo: Ática, 1990.

Downloads

Publicado

2022-08-18

Como Citar

Oliveira Costa e Santos, J., & Cocco, M. H. (2022). PRODUÇÃO DE CRÔNICAS MEMORIALÍSTICAS NA EJA EM TEMPOS PANDÊMICOS: UMA EXPERIÊNCIA COM A MOTIVAÇÃO DE PASSADO A LIMPO, DE ICLEIA RODRIGUES DE LIMA. Revista Moinhos, 1(11). https://doi.org/10.30681/moinhos.v1i10.6495

Edição

Seção

Artigos