SABERES COMPARTILHADOS: A CONSTITUIÇÃO DE SUJEITOS NA CONSTRUÇÃO DE UM DICIONÁRIO DE LÍNGUA DE FRONTEIRA

Autores

  • Verli Petri Universidade Federal de Santa Maria
  • Jennifer Alvares Universidade Federal de Santa Maria

DOI:

https://doi.org/10.30681/real.v10i2.2518

Resumo

Resumo: Este artigo visa apresentar um gesto de leitura bem particular sobre os resultados obtidos no desenvolvimento de um projeto (que engendrou ensino/pesquisa/extensão) desenvolvido nas relações entre universidade e escola. Os resultados podem ser conferidos em uma obra publicada sob o título: Dicionário Compartilhado de Língua de Fronteira, que foi planejada e desenvolvida pela parceria feita entre o Programa de Educação Tutorial – Letras (PET) e o Programa de Escolas Interculturais de Fronteira (PEIF), financiados pelo MEC, sediados na Universidade Federal de Santa Maria, no período de 2014 e 2015, culminando com o lançamento das obras em 2016. O principal objetivo foi o de dar mais ou menos consciência aos sujeitos fronteiriços, na cidade de Itaqui – RS, sobre sua condição de falante que se realiza entre o português e o espanhol. O material produzido pelas crianças resultou em um dicionário que trata da língua compartilhada entre os sujeitos de fronteira de uma região sul-rio-grandense que faz divisa com a Argentina. A iniciativa deu-se com alunos do ensino fundamental das escolas de Itaqui-RS. Um trabalho feito por e para eles evidenciando essa “língua de fronteira” que muitas vezes é deixada às margens por uma parcela da população, bem como passa por invisível para a maioria das iniciativas governamentais.

Biografia do Autor

Verli Petri, Universidade Federal de Santa Maria

Professora Associada de Língua Portuguesa no Departamento de Letras Vernáculas, Curso de Letras, da Universidade Federal de Santa Maria.

Jennifer Alvares, Universidade Federal de Santa Maria

Aluna do Curso de Letras da UFSM.

Referências

REFERÊNCIAS

BIAZUS, Camilla. Dicionário Compartilhado: espaço de criação, resistência e subjetividade. 2015. 294f. Tese de doutorado, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria-RS, 2015.

NUNES, José Horta. Nomenclatura de dicionário e redução da hiperlíngua brasileira. Histoire Épistémologie Langage (Imprimé), v. 28,2, p. 63-84, 2006. Disponível em: http://www.persee.fr/doc/hel_0750-8069_2006_num_28_2_2883. Acesso em: 25 set. 2017.

ORLANDI, Eni P. Lexicografia Discursiva. In: ______. Língua e Conhecimento Linguístico: para uma história das ideias no Brasil. São Paulo: Cortez, 2002, p. 101-119.

______. Análise de Discurso: princípios & procedimentos. 8.ed. Campinas: Pontes, 2009.

PETRI, Verli. Contribuições da análise de discurso para o ensino de línguas: em busca da desconstrução da unidade imaginária. In: SCHONS, Carme; CAZARIN, Ercília (Org.). Língua, escola e mídia: en(tre)laçando teorias, conceitos e metodologias. Passo fundo: Ed. Universidade de Passo Fundo, p.25-33, 2011.

______.; et al. Um outro olhar sobre o dicionário: a produção de sentidos. 1. ed. Santa Maria: PPGL-Editores, 2010. v. 1. 120 p. Disponível em: <http://corpus.ufsm.br/?p=140>. Acesso em: 25 set. 2017.

RODRIGUES, Nina R.L; PETRI, Verli. O funcionamento de dicionários no ensino de língua portuguesa. In: PETRI et al. Um outro olhar sobre o dicionário: a produção de sentidos. 1. ed. Santa Maria: PPGL-Editores, 2010. v. 1. 120 p. Disponível em: <http://corpus.ufsm.br/?p=140>. Acesso em: 23 set. 2017.

SIVERIS, Daiane; PETRI, Verli. O dicionário e a sala de aula: possíveis relações. In: PETRI et al. Um outro olhar sobre o dicionário: a produção de sentidos. 1. ed. Santa Maria: PPGL-Editores, 2010. v. 1. 120 p. Disponível em: <http://corpus.ufsm.br/?p=140>. Acesso em: 25 set. 2017.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA – IBGE. Disponível em: <http://cidades.ibge.gov.br/painel/painel.php?codmun=431060> Acesso em: 20 set. 2017.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS PARA A EDUCAÇÃO, A CIÊNCIA E A CULTURA – UNESCO. Patrimônio Cultural Imaterial. Disponível em: <http://www.unesco.org/new/pt/brasilia/culture/world-heritage/intangible-heritage/> Acesso em: 23 set. 2017.

PREFEITURA MUNICIPAL DE ITAQUI-RS. História do município. Disponível em: <http://www.itaqui.rs.gov.br/?action=estatico&eId=1>. Acesso em: 23 set. 2017.

Downloads

Publicado

2018-01-04

Como Citar

Petri, V., & Alvares, J. (2018). SABERES COMPARTILHADOS: A CONSTITUIÇÃO DE SUJEITOS NA CONSTRUÇÃO DE UM DICIONÁRIO DE LÍNGUA DE FRONTEIRA. Revista De Estudos Acadêmicos De Letras, 10(2), 61–74. https://doi.org/10.30681/real.v10i2.2518