IMPRENSA VIRTUAL: DEZ PALAVRAS ABRINDO UM DEBATE NA LINGUAGEM

Autores

  • Rayani Andressa da Cruz Oliveira Universidade do Estado de Mato Grosso- UNEMAT
  • Jocineide Macedo Karim Universidade do Estado de Mato Grosso

DOI:

https://doi.org/10.30681/real.v11i01.2570

Resumo

Considerando a importância e diversidade comunicativa da mídia virtual, este trabalho pauta-se em observar como questões ligadas à variação linguística são abordadas pela imprensa. Visto que comumente assuntos ligados à linguagem é pauta para jornalistas. Assim, neste trabalho temos como objetivo de pesquisa, não só o de observar o comportamento da imprensa em relação a assuntos sobre a variedade linguística, mas também compreender o modo como a linguagem vêm sendo abordada. Para tanto, buscamos embasamento teórico nos estudos da Sociolinguística, observar o quanto, é necessário, que as variações sejam vistas como constituintes da língua, consideradas e levadas para reflexões nos meios de comunicação em que, muitas vezes, desconsideram as variantes e propagam preconceitos linguísticos. Ao promover esse tipo de discriminação, os profissionais da imprensa vão contra ao que determina o Código de Ética do Jornalista.

Biografia do Autor

Rayani Andressa da Cruz Oliveira, Universidade do Estado de Mato Grosso- UNEMAT

Mestranda em Linguística pela UNEMAT – Universidade do Estado de Mato Grosso, Campus de Cáceres/MT. Bolsista CAPES-FAPEMAT. Graduada pela Unemat (2017). E-mail: raycruzandressa@gmail.com   

Jocineide Macedo Karim, Universidade do Estado de Mato Grosso

Professora Adjunta da Universidade do Estado de Mato Grosso. Doutora em Linguística pela UNICAMP. Docente do Departamento de Letras e Programa de Pós Graduação Stricto Sensu em Linguística da Unemat – Campus de Cáceres. E-mail: jocineidekarim@yahoo.com.br 

 

Referências

AGUILERA, V. A. Crenças e atitudes linguísticas: o que dizem os falantes das capitais brasileiras. Estudos Linguísticos (São Paulo), v. 2, p. 105-112, 2008. Disponível em: http://www.gel.org.br/estudoslinguisticos/volumes/37/EL_V37N2_11.pdf Acesso em: 12 de junho de 2016.

ALKMIM, Tânia Maria. Sociolingüística. In: MUSSALIN, F.; BENTES, A.C. (Org.). Intro-dução à linguística – domínios e fronteiras. São Paulo: Cortez, 2002. p. 40. 11 Cf.

CALVET, Louis-Jean. Sociolinguística, uma introdução crítica. Trad. Marcos Marcilio. São Paulo: Parábola, 2002.

BAGNO, Marcos. A norma oculta: língua & poder na sociedade brasileira. São Paulo: Pa-rábola Editorial, 2003.

______. Não é errado falar assim! Em defesa do Português Brasileiro. São Paulo: Parábola Editorial, 2009.

CHRISTOFOLETTI, Rogério. Código de ética dos jornalistas: Revisão bem-vinda, mas insuficiente. Nov. 2007. Disponível em: http://www.intervozes.org.br/direitoacomunicacao/?p=19691 Acesso em: 13 dezembro. 2016.

Dicionário de gramatica. Com gramática. Ortografia. Lexicologia. História da língua portugue-sa. Suas variantes, evoluções, rumos e futuro. Existe qüestão? ‘kestão’ ou ‘cuestão’, a pro-núncia de questão. Disponível em: https://dicionarioegramatica.com.br/tag/como-e-a-pronuncia-da-palavra-questao/. Acesso em: 14 jan. 2017.

FARACO, Carlos Alberto. Norma culta brasileira: desatando alguns nós. São Paulo: Pará-bola Editorial, 2008.

FENAJ FEDERAÇÃO NACIONAL DOS JORNALISTAS. Código de Ética dos Jornalis-tas Brasileiros – (1985/2007). Disponível em: http://fenaj.org.br/codigo-de-etica-dos-jornalistas-brasileiros-19852007/– código de ética>. Acesso em: 28 nov. 2016.

MARQUEZ, José Roberto. Portal IBC: O que é código de conduta e ética profissional? Março, 2016. Disponível em: http://www.ibccoaching.com.br/portal/comportamento/o-que-codigo-conduta-etica-profissional/ Acesso em: 18 maio. 2016

MORENO, Claudio. Sua língua: Transar, obséquio e subsídio. Disponível em: http://sualingua.com.br/2009/05/18/transar-obsequio-e-subsidio/ Acesso em: 13 jan. 2016

PATI, Camila. 10 Palavras que muita gente pronuncia errado. Exame.com, São Paulo, 18, fev.2014. Disponível em: https://exame.abril.com.br/carreira/10-palavras-que-muita-gente-pronuncia-errado/#. Acesso em: 14 jan. 2016.

SCHERRE, Marta. Doa-se lindos filhotes de poodle: variação linguística, mídia e precon-ceito. São Paulo: Parábola Editorial, 2005.

LABOV, William. Padrões sociolinguísticos. São Paulo: Parábola, [1972] 2008.

WEINREICH, Uriel; LABOV, William e HERZOG, Marvin. Fundamentos empíricos para uma teoria da mudança linguística. São Paulo: Parábola, 2006 [1975].

Downloads

Publicado

01/08/2018

Como Citar

da Cruz Oliveira, R. A., & Karim, J. M. (2018). IMPRENSA VIRTUAL: DEZ PALAVRAS ABRINDO UM DEBATE NA LINGUAGEM. Revista De Estudos Acadêmicos De Letras, 11(01), 32–46. https://doi.org/10.30681/real.v11i01.2570