PEÕES E CONTRATADOS: VIOLAÇÕES DA LIBERDADE NA POESIA DE PEDRO CASALDÁLIGA E AGOSTINHO NETO

Autores

  • Edson Flávio Santos UNEMAT

Resumo

A presente pesquisa, propõe-se a realizar um estudo sobre parte da produção poética de Pedro Casaldáliga, em Mato Grosso Brasil, e Agostinho Neto, em Angola /África. Estabelecemos uma aproximação da poesia dos poetas acima para observar a presença das temáticas relativas as relações de poder e privações de liberdade. A literatura produzida pelos poetas funcionará como arma de denúncia contra o regime capitalista e opressor. As hipóteses apresentadas foram postas no intuito de verificar como os autores valeram-se de seus ofícios de poetas e intelectuais na luta pelos direitos do homem que sofre as mazelas de uma sociedade capitalista e exploradora. Para a análise, utilizou-se os estudos críticos de CANDIDO (1982), estudos da relação entre utopia, engajamento e práxis literária de ABDALA JR. (2003); estudos críticos comparados sobre a literatura angolana de LARANJEIRA (2005; 2014); RUIVO (2015) e PADILHA (2007); estudos acerca das relações do homem no contexto de exploração e opressão MARX (2010)

Downloads

Publicado

24/10/2019

Como Citar

Santos, E. F. (2019). PEÕES E CONTRATADOS: VIOLAÇÕES DA LIBERDADE NA POESIA DE PEDRO CASALDÁLIGA E AGOSTINHO NETO. Revista De Estudos Acadêmicos De Letras, 12(2), 12–21. Recuperado de https://periodicos.unemat.br/index.php/reacl/article/view/4106