JORNAL IMPRESSO: FOMENTADOR DA PRODUÇÃO DE ESTEREÓTIPOS SOBRE A FRONTEIRA BRASIL/BOLÍVIA

Autores

  • Valdeir Barbosa Nunes UNEMAT
  • Maria do Socorro de Sousa Araújo

Resumo

Esta Comunicação tem como análise uma discussão sobre as concepções de fronteira e dos transfronteiriços vistos nas manchetes veiculadas no jornal impresso de Cáceres-MT, intitulado Correio Cacerense, durante a década de 1980. Quais visões podem ser obtidas sobre as vivências nas fronteiras que ligam o estado de Mato Grosso com a Bolívia? Como as experiências transfronteiriças eram noticiadas nesse período? Que concepções perduram atualmente, no mesmo jornal? Como as pessoas que habitam esses espaços de fronteira interpretam as notícias? Estas são algumas perguntas que, pelos estudos propostos, nos possibilitam explicar concepções sobre vivências e formas de sociabilidades das populações da fronteira oeste que ganham um efeito de verdade a partir de opiniões oriundas dos discursos da mídia impressa local.

Downloads

Publicado

24/10/2019

Como Citar

Nunes, V. B., & Araújo, M. do S. de S. (2019). JORNAL IMPRESSO: FOMENTADOR DA PRODUÇÃO DE ESTEREÓTIPOS SOBRE A FRONTEIRA BRASIL/BOLÍVIA. Revista De Estudos Acadêmicos De Letras, 12(2), 97–107. Recuperado de https://periodicos.unemat.br/index.php/reacl/article/view/4114