GIL VICENTE: UM DRAMATURGO DO ENTRELUGAR

Autores

  • Victor Soares Lopes Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj)

DOI:

https://doi.org/10.30681/real.v16.6019

Palavras-chave:

Gil Vicente, Humanismo, Teatro Vicentino

Resumo

Neste estudo será observado o legado do dramaturgo português Gil Vicente, perpassando, brevemente, pelo teatro pré-vicentino e o pós-vicentino, a fim de situá-lo na História. Além disso, será abordado o contexto em que o artista viveu, apresentando a passagem de Gil Vicente pela corte portuguesa do século XVI (MALEVAL, 1992), local onde as suas peças teatrais eram encenadas. Como objeto de análise, a Farsa de Inês Pereira (1523) servirá como suporte para evidenciar as características vividas neste século, sob o olhar vicentino, em seus personagens caricaturados (REDE MUNICIPAL DE BIBLIOTECAS PÚBLICAS DO CONCELHO DE PALMELA, 2010). Partindo do princípio de que o autor português transitou entre a Idade Média e o Renascimento, com natureza humanista (AMORIM, 2020), é identificado que Gil Vicente seja um dramaturgo do entrelugar, devido a passagem entre esses dois importantes períodos, porém completamente divergentes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AMORIM, Cláudia. Literatura portuguesa: das origens à contemporaneidade. Curitiba: IESDE, 2020.

BERNARDES, José Augusto Cardoso. “Gil Vicente no seu tempo e no nosso tempo'' - José Augusto Cardoso Bernardes. Coimbra: A Escola da Noite - Grupo de Teatro de Coimbra, 2016. (1573 min.), Conferência na Biblioteca Pública de Évora, son., color. Legendado. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=1SUBlJVQBNo&ab_channel=AEscoladaNoite-GrupodeTeatrodeCoimbra. Acesso em: 07 set. 2021.

CALDAS, Tatiana Alves Soares. A farsa de Inês Pereira: a figura feminina num mundo em transição. Cadernos do CNLF, [s. l.], v. 9, n. 8, 2005. Disponível em: http://www.filologia.org.br/ixcnlf/8/index.htm. Acesso em: 8 set. 2021.

MOISÉS, Massaud. A literatura portuguesa. 28. ed. São Paulo: Cultrix, 1995.

REDE MUNICIPAL DE BIBLIOTECAS PÚBLICAS DO CONCELHO DE PALMELA. TEATRO: Dossiê temático dirigido às Escolas. [S.l.]: REDE MUNICIPAL DE BIBLIOTECAS PÚBLICAS DO CONCELHO DE PALMELA, 2010. Disponível em: https://docplayer.com.br/68087470-Rede-municipal-de-bibliotecas-publicas-do-concelho-de-palmela-teatro-dossier-tematico-dirigido-as-escolas-novembro-71.html. Acesso em: 7 set. 2021.

RODRIGUES, Pedro de Oliveira. A figura feminina em Gil Vicente: Uma análise da oposição entre a tradição e a modernidade na “Farsa de Inês Pereira”. Mafuá, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, n. 34, 2020. Disponível em: https://mafua.ufsc.br/2020/a-figura-feminina-em-gil-vicente-uma-analise-da-oposicao-entre-a-tradicao-e-a-modernidade-na-farsa-de-ines-pereira/. Acesso em: 7 set. 2021.

VICENTE, Gil. Farsa de Inês Pereira. Belém: Universidade da Amazônia, [s.d.]. Disponível em: http://www.dominiopublico.gov.br/download/texto/ua00115a.pdf. Acesso em: 7 set. 2021.

Downloads

Publicado

2023-09-03

Como Citar

Soares Lopes, V. (2023). GIL VICENTE: UM DRAMATURGO DO ENTRELUGAR. Revista De Estudos Acadêmicos De Letras, 16(01). https://doi.org/10.30681/real.v16.6019