DIÁLOGOS ENTRE CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE, MARCOS BAGNO E ESTUDANTES DO IFBA: VARIAÇÃO LINGUÍSTICA NO ENSINO TÉCNICO

Autores

DOI:

https://doi.org/10.30681/real.v15.6067

Palavras-chave:

Variação linguística. Preconceito linguístico. Estágio supervisionado. Ensino de língua portuguesa.

Resumo

Neste trabalho apresentamos reflexões a partir da experiência com o Estágio Supervisionado II de Língua Portuguesa, componente obrigatório do curso de Letras Vernáculas da Universidade Federal da Bahia, realizado numa turma do subsequente (curso técnico de Eletrotécnica) do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA). Situamos o ensino remoto emergencial no cenário da pandemia de covid-19, momento de exclusão social e aumento de evasão, mas única forma de funcionamento das escolas, para preservar vidas. Fundamentados nas propostas de Bagno (2007 [1999]), Possenti (1996) e Faraco (2004) e outros, refletimos sobre nosso planejamento e desenvolvimento de aulas, enfatizando aquelas com as temáticas da variação e do preconceito linguístico. Observamos que a abordagem variacionista a partir da discussão de textos da literatura e da linguística com os alunos foi frutífera no ensino de língua portuguesa materna e, a partir dos resultados, defendemos que a pedagogia da variação pode constituir uma maneira de superação da dicotomia entre teoria e prática nos currículos dos cursos de Letras, produzindo uma verdadeira “aproximação à realidade” dos estudantes, como sugerem Pimenta e Lima (2005/2006).



Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alberto Guimarães Santos, Universidade Federal da Bahia - UFBA

Graduado em Letras Vernáculas pela Universidade Federal da Bahia - UFBA.

Sandra Carneiro de Oliveira, Universidade Federal da Bahia - UFBA

Sandra Carneiro de Oliveira é doutora em Língua e cultura pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), mestre em Estudo de linguagens pela Universidade do Estado da Bahia (UNEB), especialista em Estudos linguísticos e literários pela Faculdade de Ciências da Bahia (FACIBA) e licenciada em Letras pela Universidade do Estado da Bahia (UNEB). É professora da área de estágio supervisionado em língua portuguesa nos cursos de licenciatura em Letras na Faculdade de Educação da UFBA. Foi professora do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA), professora da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), professora da UFBA/Universidade Federal do Oeste da Bahia (UFOB), professora visitante da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC) e professora da Educação Básica no município de Santaluz, BA. Tem experiência nas áreas de Sociolinguística, Estágio Supervisionado e Ensino de Língua Portuguesa. Participa do Grupo de Pesquisa Fala e Contexto no Português Brasileiro (GconPort - UNEB), do Grupo de Estudo e Pesquisa em Educação e Linguagem (GELING - UFBA) e do Grupo de Estudo, Pesquisa e Ensino de Línguas (GEPELIN - UFOB). Coordena com Fátima Aparecida de Souza o Grupo de Extensão Ensino de Língua Portuguesa na Educação Básica: concepções e práticas - GEELP.



Referências

BAGNO, Marcos. Preconceito linguístico: o que é, como se faz. 49. ed. São Paulo: Edições Loyola, 2007 [1999].

FARACO, Carlos Alberto. Por uma pedagogia da variação linguística. Texto apresentado no II CIEL - Ciclo de Eventos em Linguística, na Universidade Federal de Ponta Grossa (Paraná), 2004. Disponível em: <https://variacaolinguistica.files.wordpress.com/2011/06/faraco-_por_uma_pedagogia_da_variacao_linguistica1.pdf>. Acesso em: 04 dez. 2021.

FARACO, Carlos. Bases para uma pedagogia da variação linguística. Conferência apresentada por Raquel Freitag [s.l., s.n], 2020. 1 vídeo (1h 9min 15s). ABRALIN ao vivo. Associação Brasileira de Linguística. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=3kS-RHie0Zw.2020>. Acesso em: 10 jan. 2022.

GERALDI, João Wanderley. (Org.). O texto na sala de aula. 4. ed. São Paulo: Ática, 2006 [1984].

LIMA, M. S. L.; PIMENTA, S. G. Estágio e docência: diferentes concepções. Poíesis Pedagógica, v. 3, n. 3 (3 e 4), p. 5-24, 2005/2006.

LUCCHESI, Dante. Norma linguística e variedade popular. In: Bagno, Marcos (Org.). Linguística da norma. São Paulo: Edições Loyola, 2002.

LUCCHESI, Dante. O conceito de transmissão linguística irregular e o processo de formação do português do Brasil. In: RONCARATI, Claudia N.; ABRAÇADO, Jussara. (Orgs.). Português Brasileiro: contato linguístico, heterogeneidade e história. Rio: 7 Letras, 2003.

LUCCHESI, Dante. Introdução. In: LUCCHESI, Dante; BAXTER, Alan; RIBEIRO, Ilza. (Orgs.). O português afro-brasileiro. Salvador: EDUFBA, 2009. p. 27-37.

MATTOS E SILVA, Rosa Virgínia. “O português são dois...”: novas fronteiras, velhos problemas. São Paulo: Parábola, 2004.

OUSHIRO, Lívia. Conferência de encerramento: A importância dos estudos de avaliação e percepções sociolinguísticas. Mediação: Valdecy de Oliveira Pontes. [S. l.; S. n.]. 1 vídeo (1 h 21 min 50 seg.). V Fórum de Estudos Linguísticos do Ceará. 9 de setembro de 2020. Disponível em:<https://www.youtube.com/watch?v=8WUxd_qJebQ&t=2663s>. Acesso em: 10 jan. 2022.

POSSENTI, Sírio. Por que (não) ensinar gramática na escola. Campinas, SP: Mercado de Letras: Associação de Leitura do Brasil, 1996. (Coleção Leituras no Brasil).

RIQUE, Itamara Jamilly C. Preconceito linguístico: sociedade, escola e o ensino de português. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Letras) - Universidade Estadual da Paraíba. Orientador: Rosângela Neres Araújo da Silva. Disponível em: <http://docplayer.com.br/24923350-Preconceito-linguistico-sociedade-escola-e-o-ensino-de-portugues.html>. Acesso em: 01 dez. 2021.

ROSENBERG, Marshall B. Comunicação não-violenta: técnicas para aprimorar relacionamentos pessoais e profissionais. Trad. Mário Vilela. São Paulo: Ágora, 2006.

SANTOS, Edméa. Notícias: EAD, palavra proibida. Educação online, pouca gente sabe o que é. Ensino remoto, o que temos para hoje. Mas qual é mesmo a diferença? #livesdejunho… ReDoC - Revista Docência e Cibercultura, agosto de 2020, online. Disponível em: <https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/re-doc/announcement/view/1119>. Acesso em: 18 nov. 2021.

SCHERRE, Maria Marta Pereira. Respeito Linguístico: contribuições da Sociolinguística Variacionista. Conferência apresentada por Cristina dos Santos Carvalho. [S. l.; S. n.]. 1 vídeo (2 h 04 min 10 seg.). Abralin ao Vivo. 08 jul. 2020. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=W4XqhsiB9I0>. Acesso em: 19 jan. 20202.

Downloads

Publicado

2023-09-03

Como Citar

Guimarães Santos, A. ., & Carneiro de Oliveira, S. (2023). DIÁLOGOS ENTRE CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE, MARCOS BAGNO E ESTUDANTES DO IFBA: VARIAÇÃO LINGUÍSTICA NO ENSINO TÉCNICO. Revista De Estudos Acadêmicos De Letras, 16(01). https://doi.org/10.30681/real.v15.6067