A PRÁTICA COMO COMPONENTE CURRICULAR: A EXPERIÊNCIA DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO FÍSICA DA UFU

Autores

DOI:

https://doi.org/10.30681/relva.v9i2.10684

Palavras-chave:

Curricularização da Prática, Formação de professores, Relação teoria e prática, Licenciatura

Resumo

Este artigo objetiva demonstrar que os avanços trazidos nos documentos oficiais sobre a relação teoria e prática na formação de professores/as impactaram diretamente na formulação e implementação do Projeto Pedagógico do Curso (PPC) de Graduação em Educação Física, grau Licenciatura, da Universidade Federal de Uberlândia (UFU). Trata-se de uma investigação de cunho bibliográfico e documental. Foram analisados: o Parecer nº 28/2001 do Conselho Nacional de Educação, em seu Conselho Pleno (CNE/CP), naquilo que concerne ao conceito de Prática como Componente Curricular - PCC; o Projeto Institucional de Formação e Desenvolvimento do Profissional da Educação da UFU, fundamentado na Resolução CNE/CP nº 02/2015; e, por fim, o PPC da Educação Física - Grau Licenciatura, da UFU. Buscamos identificar o conceito e a materialização da PCC na UFU, em específico, no curso de educação Física. O Projeto Institucional destina parte da carga horária da PCC aos Projetos Interdisciplinares (PROINTER) e o PPC do Curso organiza estes projetos em 4 componentes curriculares, orientados por dois eixos: a docência e a escola. Os resultados indicam que, neste curso, a formação de professores/as tem se dado por meio de uma compreensão crítica do “ser professor/a” e da função social da escola. Além disso, percebeu-se que o Seminário das Licenciaturas (SEILIC) tem conseguido produzir articulação entre os saberes acadêmicos, escolares e comunitários por meio dos estudos desenvolvidos nos PROINTER. Dentre os principais desafios, está a busca por maior interlocução entre essas atividades desenvolvidas no âmbito da PCC e os estágios supervisionados.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Referências

AMARAL, G. A. do; ANTUNES, M. F. de S. A produção de instrumentos de planejamento: um projeto coletivo para transformação da prática docente. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIAS DO ESPORTE, 17., 2011, Porto Alegre. Anais... Porto Alegre: editora, 2011. p. 1-14. Disponível em: link. Acesso em: xx set. 2022.

AMARAL, G. A. Planejamento de Currículo na Educação Física: possibilidades de um projeto coletivo para as escolas públicas de Uberlândia, Minas Gerais. 2003. 204f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Pontifícia Universidade Católica, São Paulo, PUC-SP, 2003. Disponível em: link. Acesso em: xx set. 2022.

ANTUNES, M. F. de S. et al. Proposta Curricular para a Educação Física: uma experiência a partir da formação continuada. Motrivivência: Revista de Educação Física, Esporte e Lazer, ano XX, n. 31, p. 143-162, dez. 2008. Disponível em: link. Acesso em: xx set. 2022.

BISCONSINI, C. R.; OLIVEIRA, A. A. B. de. Movimento, Porto Alegre, v. 24, n. 2, p. 455-470, abr./jun. de 2018. Disponível em: <https://seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/issue/view/3454>. Acesso em: 12 set. 2022.

BOLÍVAR, A. et al. La investigación biográfico-narrativa en Educación. Madrid: La Muralla, 2001.

BRASIL. MEC. CNE. Conselho Pleno. Resolução CNE/CES nº 2, de 20 de dezembro de 2019. Define as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação Inicial de Professores para a Educação Básica e institui a Base Nacional Comum para a Formação Inicial de Professores da Educação Básica (BNC-Formação). Diário Oficial da União, Brasília, 20 fev. 2019. Disponível em: http://normativasconselhos.mec.gov.br/normativa/view/CNE_RES_CNECPN22019.pdf. Acesso em: 06 Set. de 2020.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação/ Conselho Pleno. Resolução n.2, de 1º de julho de 2015. Define as Diretrizes Curriculares Nacionais para a formação inicial em nível superior (cursos de licenciatura, cursos de formação pedagógica para graduados e cursos de segunda licenciatura) e para a formação continuada. Brasília/DF, 2015. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/docman/agosto-2017-pdf/70431-res-cne-cp-002-03072015-pdf/file>. Acesso em: 12 set. 2022.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação/Conselho Pleno. Parecer CNE/CP 28/2001. Dá nova redação ao Parecer CNE/CP 21/2001, que estabelece a duração e a carga horária dos cursos de Formação de Professores da Educação Básica, em nível superior, curso de licenciatura, de graduação plena. Brasília/DF, 2002. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/028.pdf>. Acesso em: 26 ago. 2021.

BRASIL. DECRETO Nº 8.752, de 9 de maio de 2016. Dispõe sobre a Política Nacional de Formação dos Profissionais da Educação Básica. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2016/Decreto/D8752.htm>. Acesso em: 8 de set. 2021.

CUNHA, M. I. Docência universitária. In: OLIVEIRA, D. A et al.. DICIONÁRIO: trabalho, profissão e condição docente. Belo Horizonte: UFMG/Faculdade de Educação, 2010. CDROM.

CURADO, K.; GONÇALVES, S.. As novas DCN’S para a formação de professores: retrocessos e resistências. Canal da Anfope Nacional no Youtube, 2020. Disponível em: <https://www.youtube.com/results?search_query=As+novas+DCN%E2%80%99S+para+ a+forma%C3%A7%C3%A3o+de+professores%3A+retrocessos+e+resist%C3%AAncia s.+>. Acesso em: 24 de jun. de 2020.

FRIGOTTO, G. Educação e a crise do capitalismo real. 2. ed. São Paulo: Cortez, 1996.

GOODSON, I. Historias de vida del profesorado. Barcelona: Octaedro, 2004.

LIMA, L. F.. A relação teoria-prática no processo de formação do professor de Educação Física. 2000. X f. Dissertação (Mestrado Educação) - Faculdade de Educação, Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2000. Disponível em: link. Acesso em: xx set. 2022.

MOHR, A.; WIELEWICKI, H. de G. (Org.). Prática como componente curricular: que novidade é essa 15 anos depois? Florianópolis: NUP/CED/UFSC, 2017.

MOLINA NETO, V.; MOLINA, R. M. K. A construção narrativa como instrumento metodológico de formação. In: SILVA, A. M.; DAMIANI, I. R. (Org.). Práticas corporais. Florianópolis: Nauemblu Ciência & Arte, 2005. p. 35-59.

NÓVOA, A. Os professores e a sua formação. Portugal: Publicações Dom Quixote, 1992.

PEREIRA, B.; MOHR, A. Origem e Contornos da Prática como Componente Curricular. In: MOHR, A.; WIELEWICKI, H. de G. (Org.). Prática como componente curricular: que novidade é essa 15 anos depois? Florianópolis: NUP/CED/UFSC, 2017. p. 19 - 38.

ROTELLI, P. P. A construção e utilização de materiais curriculares como estratégia de formação de professores de educação física. 2012. 249 f. Dissertação (Mestrado) - Educação, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2012. Disponível em: <http://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/99453>. Acesso em: 12 set. 2022.

SOARES, C. L. et al. Metodologia do Ensino da Educação Física. Campinas: Cortez, 1992.

STASCXAK, F. M.; SANTANA, J. S. Narrativas autobiográficas de professoras da educação básica: a constituição da identidade docente como processo permanente. Revista Pemo, Fortaleza, v. 1, n. 2, p. 1-13, 2019. Disponível em: <https://revistas.uece.br/index.php/revpemo>. Acesso em: 12 set. 2022.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA. CONSELHO UNIVERSITÁRIO. Resolução nº 32 do Conselho Universitário de 24 de novembro de 2017. Dispõe sobre o Projeto Institucional de Formação e Desenvolvimento do Profissional da Educação. Uberlândia, 2017. Disponível em: . Acesso em: 26 ago. 2022.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA. Coordenação do Curso de Graduação em Educação Física. Projeto Pedagógico do Curso de Graduação em Educação Física - grau Licenciatura, Uberlândia, 2018. Disponível em: <http://www.faefi.ufu.br/graduacao/educacao-fisica-licenciatura/projeto-pedagogico>. Acesso em: 8 set. 2022.

VEIGA, I. P. A. A prática pedagógica do professor de didática. 2. ed. Campinas: Papirus, 1992.

Downloads

Publicado

2022-12-31

Como Citar

A PRÁTICA COMO COMPONENTE CURRICULAR: A EXPERIÊNCIA DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO FÍSICA DA UFU. (2022). Revista De Educação Do Vale Do Arinos - RELVA, 9(2), 97-109. https://doi.org/10.30681/relva.v9i2.10684

Artigos Semelhantes

1-10 de 232

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.