A GESTÃO ESCOLAR E SUA RELAÇÃO COM OS RESULTADOS DO IDEB

UMA COMPARAÇÃO DE DESEMPENHOS

Autores

  • Erasmo Soares SANTOS

DOI:

https://doi.org/10.30681/relva.v9i1.6430

Palavras-chave:

IDEB, Avaliação Educacional, Qualidade de Ensino

Resumo

A pesquisa tem o objetivo de investigar as práticas pedagógicas, bem como a gestão escolar, referentes ao desempenho do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) das turmas de 5º Ano de duas Instituições da rede pública Municipal dos municípios de Lucas do Rio Verde - MT e Juruti- PA, referente aos anos de 2015 e 2017, de modo a identificar elementos que justifiquem a incompatibilidade dos resultados obtidos e o desempenho dos alunos. Para tanto, caracterizou-se as práticas pedagógicas dos professores que atuam nos anos iniciais do Ensino Fundamental das referidas Instituições, com ênfase na avaliação, bem como a maneira de gerir os processos das Instituições, por parte da equipe gestora das respectivas unidades de ensino. A coleta de dados constou de levantamentos bibliográficos em revistas, artigos científicos e livros sobre a temática investigada, bem como os documentos curriculares e orientativos pedagógicos disponibilizados pelo Governo Federal por intermédio do Ministério da Educação (MEC). Ainda, no contexto da coleta de dados, o trabalho contou com o estudo das bases legais, sem perder de vista o Projeto Político Pedagógico (PPP), das Instituições pesquisadas. Os resultados da pesquisa apontam a diferença de desempenho entre as duas escolas, além de parte da atuação docente em uma das Instituições não ser compatível com a formação inicial.

Biografia do Autor

Erasmo Soares SANTOS

Possui graduação em História pela Faculdade Cidade de Guanhâes - FACIG, graduado em Pedagogia pelo Centro Universitário Internacional - Uninter, Especialização em Libras e Educação Inclusiva pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Mato Grosso - IFMT. Mestrando em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande – FURG

Referências

ANTONIO, C. A.; LUCINI, M. Ensinar e aprender na educação do campo: Processos históricos e pedagógicos em relação. Cad. Cedes, Campinas, v. 27, n. 72, p. 177-195, 2007.

ARANHA, M.S.F. (org.). Educação Inclusiva. Ministério da Educação, Secretaria de Educação Especial, Brasília: 2004.

BRANDÃO, C. R. Em Campo Aberto. São Paulo: Cortez, 2001.

BRASIL. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Índice de Desenvolvimento da Educação Básica – IDEB. Brasília, 2015.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica – Sistema de Avaliação da Educação Básica – SAEB. Brasília-DF, 2017.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica- Base Nacional Curricular Comum. Brasília-DF, 2017.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica- Conselho Escolar e o financiamento da Educação no Brasil. Brasília-DF, 2006.

BRASIL. Senado Federal. Lei n° 9394/96. Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional, Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília: 1996.

FERNANDES, C. de O. (org.). Indagações sobre currículo: currículo e avaliação. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica, 2007.

FREITAS, S. L. et al. Avaliação Educacional: formas de uso na prática pedagógica. Meta: Avaliação, Rio de Janeiro, v. 6, n. 16, p. 85-98, 2014.GIL, A. C. Método e Técnica de Pesquisa Social. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2009.

GREGO, S.M.D. A avaliação formativa: ressignificando concepções e processos. GREGO, S.M.D. (org.). UNESP- Universidade Estadual Paulista, 2013.

HAGE, S. M. Por uma escola do campo de qualidade social: transgredindo o paradigma (multi) seriado de ensino. Em Aberto, Brasília, v. 24, n. 85, p. 97-113, 2011.

LORDÊLO, J. A. C.; DAZZANI, M. V. Avaliação educacional: desatando e reatando nós. DAZZANI, M. V. (org.). – Salvador: EDUFBA, 2009.

LUCKESI, C. C. Avaliação da Aprendizagem Escolar: estudos e proposições. 19ª edição, São Paulo: Cortez, 1999.

MELO, D. V. de. Qualidade da educação e o Ideb: o olhar da equipe gestora no Município de Olinda. In: ENCONTRO DE PESQUISA EDUCACIONAL EM PERNAMBUCO – EVEPE, 7., 2018, Pernambuco. Anais... Pernambuco: Universidade Federal de Pernambuco, 2018.

MOLINA, M. C. Educação do Campo e Pesquisa: questões para reflexão. Brasília: Ministério do Desenvolvimento Agrário, 2006.

PERRENOUD, P. Os ciclos de aprendizagem: um caminho para combater o fracasso escolar. Tradução de Patrícia Chittoni Ramos Reuillard, Porto Alegre: Artmed, 2004.

SILVA FILHO, J. A da. et al. Avaliação Educacional: sua importância no processo de aprendizagem do aluno. In: IV FÓRUM INTERNACIONAL DE PEDAGOGIA – FIPED, 4., 2012, Campina Grande. Anais... Campina Grande: Realize editora, 2012.

TOSTA, K. S. Análise da qualidade do IDEB como índice de desenvolvimento da educação básica: um estudo de caso no município de Campos dos Goytacazes/RJ. 2015. Dissertação (Mestrado em Políticas Sociais) - Programa de Pós-Graduação em Políticas Sociais, Centro de Ciências do Homem, Universidade Estadual do Norte Fluminense, Rio de Janeiro, 2015.

VIDAL, E. M. VIEIRA, S. L. Gestão educacional e resultados no IDEB: um estudo de caso em dez municípios cearenses. Est. Aval. Educ., São Paulo, v. 22, n. 50, p. 419-434, 2011.

Downloads

Publicado

29/07/2022

Como Citar

SANTOS, E. S. (2022). A GESTÃO ESCOLAR E SUA RELAÇÃO COM OS RESULTADOS DO IDEB: UMA COMPARAÇÃO DE DESEMPENHOS. Revista De Educação Do Vale Do Arinos - RELVA, 9(1), 42–57. https://doi.org/10.30681/relva.v9i1.6430