QUALIDADE DE VIDA DE PACIENTES NEFROPATAS QUE FAZEM HEMODIÁLISE

Autores

  • Fabiana Rezer Centro Universitário São Camilo Faculdade do Norte de Mato Grosso
  • Lailine Alves Reis Faculdade do Norte de Mato Grosso
  • Wladimir Rodrigues Faustino

Resumo

Objetivo: Avaliar a Qualidade de Vida, através da escala de qualidade de vida de World Health Organization Quality of Life Group-Bref, de pacientes Nefropatas que fazem hemodiálise na região Norte de Mato Grosso. Método: Foram avaliados 10 pacientes que realizam hemodiálise em uma clínica há mais de um ano.  Foi aplicado o questionário World Health Organization Quality of Life Group-Bref, em relação aos aspectos: físico; psicológico; relações sociais e meio ambiente, somando ao total 26 questões. A análise foi realizada pela escala Likert de zero a cinco, quanto mais próximo de cinco, melhor é a avaliação do item. Resultados: no domínio físico, os participantes demonstraram insatisfação na capacidade de trabalho (2) e satisfação na dependência de medicações (3,7). No domínio psicológico, apresentaram baixa frequência os sentimentos negativos (2,5), e o item melhor avaliado foi a imagem corporal e aparência (4,6). Nas Relações sociais, o item menos satisfatório é a atividade sexual (3,3) e o melhor item foi a suporte social (4,6). O meio ambiente, o pior item foi a participação em, e oportunidade de recreação/ lazer (2,8) e o melhor item foi ambiente no lar (4,3). Conclusão: verificou-se alta prevalência negativa nos quesitos físico e ambiental, com influência negativa na qualidade e vida destas pessoas.

Biografia do Autor

Lailine Alves Reis, Faculdade do Norte de Mato Grosso

Especialista em urgância e emergência

Enfermeira

Referências

Santos AFM, Fernandes AMG, Sena DCS, Carvalho GAFL, Junior LSS, Pellense MCS. Atuação do enfermeiro frente às principais complicações em pacientes durante o procedimento de hemodiálise. Rev UNIFACEX. 2018; 1(1): 114-2.

Penariol MDCB, Pimentel ABNM, Faria ETSS, Rodrigues AS, Milagres CS. Segurança do paciente no contexto da hemodiálise: uma revisão integrativa. Braz J of Healt Rev. 2021; 04(1):1620-1639.

Brasil. Sociedade Brasileira de Nefrologia. O que é hemodiálise. Brasil, 2018 [acesso em: 10/12/2020]. Disponível em: https://www.sbn.org.br/orientacoes-e-tratamentos/tratamentos/hemodialise/

Sousa DFMS, Ottoni EM, Vaz JLF, Vieira LA, Leão PO, Yassin SL, Machado LCS, Oliveira LA. Avaliação da qualidade de vida em pacientes transplantados renais. Braz J of Healt Rev. 2021, 4(1):952-956.

Gomes NDB, Leal NPR, Pimenta CJL, Martins KP, Ferreira GRS, Costa KNFM. Qualidade de vida de homens e mulheres em hemodiálise. Rev baiana enferm. 2018; 32(e24935):1-10.

Jesus NM, Souza GF, Mendes-Rodrigues C, Neto OPA, Rodrigues DDM, Cunha CM. Qualidade de vida de indivíduos com doença renal crônica em tratamento dialítico. J. Bras. Nefrol. 2019; 41(3): 364-74.

Silva SA, Silva FM, Cavalcante AEO, Oliveira ETA, Matos MHF, Carvalho AR et al. Qualidade de vida e aspectos sociodemográficos de doentes renais crônicos. Rev. REAS/EJCH. 2021; 13(2): 1-9.

Gomes NDB, Leal NPR, Pimenta CJL, Martins KP, Ferreira GRS, Costa KNFM. Qualidade de vida de homens e mulheres em hemodiálise. Rev. Baiana enferm. 2018; 32:e24935.

Costa GMA, Pinheiro MGBN, Medeiros SM, Costa RRO, Cossi MS. Qualidade de vida de pacientes com insuficiência renal crônica em tratamento hemodialítico. Rev. enfermería global. 2016; 43: 73-85.

Bernardo MF, Santos EM, Cavalcanti MCF, Lima DSC. Estado nutricional e qualidade de vida de pacientes em hemodiálise. Rev. Medicina Ribeiro Preto online. 2019; 52(2): 128-35.

Lima JS, Rufino RD. Análise sobre a qualidade de vida de pacientes que realizam hemodiálise fora do Município de Serra Talhada-PE. Rev. Multi. Sert. 2019; 01(2): 240-52.

Freitas EA, Freitas EA, Santos MF, Félis KC, Moraes Filho LM, Ramos LSA. Assistência de enfermagem visando a qualidade de vida de pacientes renais crônicos na hemodiálise. Rev. Inic Cient e Ext. 2018; 1(2): 114-21.

Ribeiro CT. Percurso do reconhecimento dos pacientes renais crônicos como pessoas com deficiência: implicações para as políticas públicas de inclusão e de mercado de trabalho [Monografia]. Fortaleza: Universidade Federal do Ceará; 2019. 61p. Graduação em Gestão de Política Públicas.

Mendonça CM, Pereira WAGS, Lenzi RV. Influência econômica na qualidade de vida dos pacientes portadores de doença renal crônica em tratamento no centro de hemodiálise de Cacoal. Revista Eletrônica FACIMEDIT. 2017; 6(1).

Viana FS, Boechat YEM, Lugon JR, Matos JPS. Diferenças na cognicação e qualidade de vida entre pacientes idosos e os muito idosos em hemodiálise. J. Bras. Nefrol. 2019; 41(3): 375-83.

Nepomuceno FCL, Melo Junior IM, Silva EA, Lucena KDT. Religiosidade e qualidade de vida de pacientes com insuficiência renal crônica em hemodiálise. Rev. saúde e debate. 2014; 38(100): 119-28.

Fukushima RLM, Menezes ALC, Inouye K, Pavarini SCI, Orlandi FS. Fatores associados a qualidade de vida de pacientes renais crônicos em hemodiálise. Acta paul enferm. 2016; 29(5):518-524.

Leite EML, Oliveira GS, Almeida AS, De Lira SM. Percepções de pacientes submetidos a tratamento dialítico substitutivo sobre a sexualidade. Rev enferm UFPE on line. 2018; 10(14):2610-20.

VAC. Alterações no desempenho ocupacional de pessoas com doença renal crônica em diálise peritoneal. Rev REFACS on line. 2018; 6(supl):591-599.

Downloads

Publicado

26/08/2021

Como Citar

Rezer, F., Alves Reis, L., & Rodrigues Faustino, W. (2021). QUALIDADE DE VIDA DE PACIENTES NEFROPATAS QUE FAZEM HEMODIÁLISE. Revista Ciência E Estudos Acadêmicos De Medicina, 1(14). Recuperado de https://periodicos.unemat.br/index.php/revistamedicina/article/view/5412

Edição

Seção

Artigos