SOBRE O TOM MEMORIALISTA DE AS TRÊS MARIAS (1939), DE RACHEL DE QUEIROZ

Autores

  • Daniela Rezende Soares

Resumo

Este artigo busca apresentar alguns aspectos memorialistas presentes na obra As três Marias (1939), da escritora cearense Rachel de Queiroz. Para tanto, serão exploradas as proximidades existentes o texto e as memórias de juventude de sua autora, no intuito de analisar os modos pelos quais o conteúdo memorialístico é trabalhado no contexto da criação ficcional e da estrutura do romance. Serão recuperadas visões que a críticaliterária estabeleceu sobre a produção da autora, tal como as encontradas em Antônio Cândido, Mário de Andrade, José Aderaldo Castello e Haroldo Bruno; e, por fim, será apresentada uma proposta de reavaliação crítica da trajetória de Rachel de Queiroz em meio à história literária brasileira.

Downloads

Como Citar

Soares, D. R. (2018). SOBRE O TOM MEMORIALISTA DE AS TRÊS MARIAS (1939), DE RACHEL DE QUEIROZ. Revista Alere, 16(2), 135–154. Recuperado de https://periodicos.unemat.br/index.php/alere/article/view/2981

Edição

Seção

ARTIGOS