Anúncios

  • CHAMADA DE ARTIGOS - ALERE 23 - 2021/1 (QUALIS B2)

    29/03/2021
        Fast traslate Icon translate     Fast traslate Icon translate     Fast traslate Icon translate     Fast traslate Icon translate     Fast traslate Icon translate

    Dossiê Literaturas e Culturas de Expressões Amazônicas

    A 23ª edição da revista Alere foi pensada a partir de uma parceria com o Programa nacional de cooperação acadêmica na Amazônia n° 21/2018, PROCAD-Amazônia. Um projeto que envolve a Universidade do Estado do Mato Grosso (UNEMAT), a Universidade Federal de Rondônia (UNIR) e a Universidade Federal do Pará (UFPA). Por meio do projeto intitulado Diásporas amazônicas: língua, cultura eeducação sob o signo da diversidade, que  estrutura-se a partir do seguinte pressuposto: “O termo“diáspora” significa, a princípio, “dispersão de um povo ou de uma classe pelo mundo ao longodos anos ou dos séculos”, com o que fazemos alusão à presença histórica de populações de origens diversas que se estabeleceram no território Amazônico. A temática refere-se, primeiramente, à presença de populações de origem europeia aclimatadas ao longo doprocesso de colonização iniciado no século XVI e contribuindo com língua portuguesa e para o surgimento das pluralidades que caracterizam a vertente brasileira desse idioma. Referimo-nos, de igual modo, às populações de origem africana aportadas ao continente americano num processo de contato cultural e linguístico cuja herança se manifesta na presença de numerosas comunidades remanescentes de quilombos, nos movimentos sociais que buscam a recuperação e afirmação das raízes afro-brasileiras e, de forma mais difusa, na vasta contribuição das línguas africanas para a constituição das variedades brasileiras do português. Referimo-nos, enfim, ao maior símbolo da diversidade da Amazônia: é nas sociedades e línguas indígenas que reside a maior diversidade linguística e cultural da região amazônica, visto que enquanto todo o continente europeu fez-se a partir de um único grupo linguístico, o Indo-Europeu, na Amazônia há pelo menos quatro grupos linguísticos com profundidade temporal equivalente ao Indo-Europeu (Tupi, Macro-Jê, Carib, e Aruák), cada um constituído de línguas de sociedades indígenas originárias do continente americano, com histórias também marcadas por numerosos movimentos migratórios e contatos interétnicos, dentre os quais aqueles travados com as populações europeias a partir doprocesso de colonização.” Neste dossiê receberemos artigos, ensaios, entrevistas e resenhas que contribuam com o escopo delineado no projeto, sobretudo em suas expressões culturais e literárias. Os textos para avaliação deverão ser postados na plataforma da revista: https://periodicos.unemat.br/index.php/alere

     

    Organizadores:

    Alexandre Mariotto Botton (PPGEL/UNEMAT)

    Germana Maria Araújo Sales (PPGL/UFPA)

    João Carlos Gomes (PPGML/UNIR) 

    Tânia Maria Pereira Sarmento Pantoja (PPGL/UFPA)

     

    Prazo para o envio dos artigos - PRORROGADO: 30 de novembro de 2021

    Previsão de publicação: 30 de outubro de 2021

    Aviso: caso haja dificuldade no envio do artigo via sistema, favor enviar para o e-mail alexandre.botton@unemat.br

    Saiba mais sobre CHAMADA DE ARTIGOS - ALERE 23 - 2021/1 (QUALIS B2)
  • CHAMADA DE ARTIGOS - ALERE 24 - 2021/2 (QUALIS B2)

    04/12/2020
        Fast traslate Icon translate

    Dossiê Literatura & Utopia: 20 anos

    Para comemorar e registrar os 20 anos de existência e de produção de conhecimentos do grupo de pesquisa Literatura & Utopia, agradecemos o acolhimento, pela Revista Alere, da presente proposta de dossiê temático, aberto ao recebimento de trabalhos para o número 24 (2021/2) .



    Formado em junho de 2000, o Literatura e Utopia é composto por uma equipe de professores/as pesquisadores/as e alunos/as de graduação, mestrado e doutorado de várias universidades brasileiras, com sede na Universidade Federal de Alagoas (UFAL). O objetivo central unindo os vários projetos, já concluídos ou em andamento, é o de estudar várias tradições, mo(vi)mentos, gêneros e/ou textos literários sob a perspectiva dos Estudos Culturais, com ênfase na área dos Estudos Críticos da Utopia e em interfaces com os Estudos de Gênero e Queer, os Estudos Pós- e Descoloniais e os Estudos da Tradução, privilegiando abordagens críticas interdisciplinares e interseccionais. Busca-se, assim, compreender os pontos de ligação entre os textos culturais e literários e a consciência utópica/distópica. E entendemos que esse enfoque acadêmico se faz ainda mais urgente em face ao contexto de crise social e ecológica em que nos encontramos nesse presente histórico.



    Para este dossiê comemorativo, receberemos artigos, resenhas, entrevistas e depoimentos que, relacionados ao perfil acima descrito, contribuam para a expansão e continuidade, em âmbito nacional, deste diálogo sobre os utopismos e distopismos da cultura.

    Os textos também poderão ser enviados para os seguintes endereços de e-mail: helvio.moraes@unemat.br ; cavalcantiildney@gmail.com . No campo assunto, inserir "Submissão de artigo - Alere 24" 



    Organização:

    Prof. Helvio Moraes (Unemat)

    Profa. Ildney Cavalcanti (Ufal)



    Prazo para o envio dos artigos - PRORROGADO: 30 de outubro de 2021

    Previsão de publicação: 30 de dezembro de 2021

    Caso haja dificuldade na submissão via sistema, favor encaminhar o artigo para o e-mail: helviomoraes01@gmail.com

    Saiba mais sobre CHAMADA DE ARTIGOS - ALERE 24 - 2021/2 (QUALIS B2)
  • CHAMADA DE ARTIGOS - ALERE 22 - 2020/2 (QUALIS B2)

    09/07/2020
     Organizadoras:

    Profª. Drª. Elisabeth Batista (UNEMAT)

    Profª. Drª. Marinei Almeida (UNEMAT)

    Profª. Drª. Vera Maquêa (UNEMAT)

     
    Prazo para encaminhamento:  30/10/2020

    Previsão de publicação: 31/12/2020
      
    Dossiê: Uma década de diálogos literários na pós-graduação stricto sensu


    É com satisfação que anunciamos que a Revista Al?re, do Programa de Pós-graduação em Estudos Literários - PPGEL - Unemat, publicará uma Edição de aniversário, com um número especial sobre uma década de pesquisas e produções na área.

    Este número 22 (2020/2) receberá artigos assinados por egressos do PPGEL, em coautoria com seus respectivos orientadores, bem como de autoria de professores do PPGEL e de Programas de outras Instituições.

     

    O presente número aceitará também artigos com temáticas relacionadas à expansão, no Brasil, da Pós-graduação na área dos Estudos Literários.

     

    As orientações concernentes à elaboração do texto seguem as Diretrizes da Revista, disponíveis no link

    https://periodicos.unemat.br/index.php/alere/about/submissions#authorGuidelines

    Contato: revistaalere10anos@gmail.com

    Saiba mais sobre CHAMADA DE ARTIGOS - ALERE 22 - 2020/2 (QUALIS B2)
  • Chamada de artigos - Alere 19 - 2019/1 (Qualis B2)

    15/05/2019

    Chamada de Artigos – REVISTA AL?RE – nº 19 – 2019/1

     

    Organizadores:

    Prof. Dr. Helvio Moraes (UNEMAT)

    Profª Drª Cilene Margarete Pereira (UNINCOR)

     

    Prazo  para  encaminhamento:  15/09/19

      

    Dossiê: Literatura e Canção Popular

    Para compor o número 19 (2019/1), esperamos receber artigos que problematizem e investiguem a relação entre a Literatura e a Canção Popular em suas variadas manifestações e sob as mais diversas perspectivas.

    Para Luiz Tatit (O século da Canção), “a prática musical brasileira sempre esteve associada à mobilidade melódica de palavras, frases e pequenas narrativas ou cenas cotidianas”. O contrário também é verdadeiro: a letra se realiza de modo cabal pela canção, ou, como afirma Francisco Bosco (“Por uma ontologia da canção: poema e letra): “a letra de música é heterotélica, dirige-se à totalidade estrutural a que pertence – a canção”.

    Em texto seminal sobre a relação entre música popular e poesia, Affonso Romano de Sant’Anna (Música Popular e Moderna Poesia Brasileira) busca estabelecer comparações entre períodos específicos da poesia brasileira e algumas fases da música popular ao longo do século XX, levantando, ao mesmo tempo, inúmeras questões que ainda precisam ser exploradas no cotejo entre a produção do compositor e a do poeta, o modo como o contexto político e social possibilita tal cotejo, entre outras. Indica, por exemplo, a possibilidade de comparação entre elementos da estética modernista e as letras de Noel Rosa, em sua tentativa de se livrar “de uma linguagem anterior romântica ou simbolista”, de maneira que o “ ‘antiliterário’, as expressões corriqueiras, o humor, as soluções imprevistas e outros efeitos estão presentes nesse poeta tanto quanto nos modernistas”. Faz o mesmo com a relação da Geração de 45 e o samba-canção, e as vanguardas de finais da década de 50 e da de 60 com a Tropicália. Desde a década de 60, pelo menos, letristas como Caetano Veloso, Chico Buarque, Gilberto Gil e Aldir Blanc, entre outros – sem deixar de lado os de outros países, como Bob Dylan (prêmio Nobel de Literatura em 2016), John Lennon e Lou Reed – conseguiram, por diversas formas, que abrangem um amplo leque desde a poesia narrativa ao concretismo, tornar ainda mais estreita e complexa a relação entre música e literatura. Assim, é de nosso interesse acolher artigos que proponham leituras de letras de canções populares a partir de pressupostos da teoria literária; que investiguem a relação entre um momento histórico específico e sua produção literária e musical; que analisem a presença da música popular na ficção, entre outras possíveis relações.

    A revista também recebe artigos com outras temáticas.

    Os trabalhos devem ser enviados com identificação Assunto: “AL?RE 19 – Submissão de Artigo” para:

    revista.alere@gmail.com   c/c

    helviomoraes01@gmail.com

    prof.cilene.pereira@unincor.edu.br

    Saiba mais sobre Chamada de artigos - Alere 19 - 2019/1 (Qualis B2)