ISTO É PARA QUANDO VOCÊ VIER: O PRISMA DA MEMÓRIA EM NOVE NOITES, DE BERNARDO CARVALHO

Autores

  • Renan Augusto Ferreira Bolognin

Resumo

Este artigo propõe uma leitura teórico-analítica da estrutura memorialista bipartida do romance Nove noites, de Bernardo Carvalho. Para tanto, realizamos um percurso bipartido: i. Primeiramente, apresentamos algumas engrenagens da narrativa memorialista e enfatizamos seus estudos teóricos propostos por Franco Baptista Sandanello; ii. Em seguida, dedicamo-nos detalhadamente ao desdobramento cultural perceptível na fluidez do conceito estrutural narratário, que se entrelaça ao leitor do romance.

Downloads

Como Citar

Bolognin, R. A. F. (2018). ISTO É PARA QUANDO VOCÊ VIER: O PRISMA DA MEMÓRIA EM NOVE NOITES, DE BERNARDO CARVALHO. Revista Alere, 16(2), 171–192. Recuperado de https://periodicos.unemat.br/index.php/alere/article/view/2983

Edição

Seção

ARTIGOS