O MENINO NO ESPELHO E O ESPELHO DE NARCISO: LEITURA LITERÁRIA, IMAGINAÇÃO E EXPERIMENTAÇÃO DO MUNDO

Autores

  • Marcos Aparecido Pereira
  • Epaminondas de Matos Magalhães

Resumo

Este trabalho busca discutir mediação de leitura literária na escola fazendo uma analogia com passagens da obra O menino no espelho, de Fernando Sabino. Nesse sentido acreditamos que é preciso revisitar o mundo infantil, suas perspectivas, necessidades e, sobretudo, seus tipos de interação com o texto literário, afinal, apenas compreendendo que crianças e adolescentes são sujeitos ativos na construção de conhecimento é que seremos capazes de dialogar com seus repertórios de leitura e vivências, a fim de mediar novos encontros frutíferos no mundo da ficção. Percebemos que a escola é, ainda, vastamente pautada pelo discurso homogeneizador, fundamentado no saber legitimado pela crítica e/ou pelos manuais didáticos, quando o assunto é o que se deve ler. Assim, esquece-se que a leitura literária para crianças e adolescentes deve, primeiramente, ser capaz de encantar, de mobilizar, a partir de convenções compartilhadas, o universo psíquico e emocional desses.

Downloads

Publicado

09/09/2020

Como Citar

Pereira, M. A., & Magalhães, E. de M. (2020). O MENINO NO ESPELHO E O ESPELHO DE NARCISO: LEITURA LITERÁRIA, IMAGINAÇÃO E EXPERIMENTAÇÃO DO MUNDO. Revista Alere, 21(1), 215–232. Recuperado de https://periodicos.unemat.br/index.php/alere/article/view/4843

Edição

Seção

ARTIGOS DO DOSSIÊ TEMÁTICO