POR QUE SE OMITEM? A COR, O ÍNDIO, O POAIEIRO

Autores

  • Tieko Yamaguchi Miyazaki
  • Ricardo Marques Macedo

Resumo

Intrigados pela percepção de que nas quase 400 páginas de relatos de pioneiros de Tangará da Serra sobre o período de desbravamento e colonização a cor é esquecida, da mesma forma que nenhuma referência ocorre ao poaieiro e ao indígena, os autores da presente reflexão se socorrem de Sebastião Salgado e Roland Barthes para avaliar o peso da cor na fotografia e do poeta espanhol Blas de Otero na poesia. Da mesma forma, valem-se do contrapeso do romance de Alfredo Marien para focalizar as duas outras ausências: do índio e do poaieiro, prováveis moradores da região.

Downloads

Publicado

09/09/2020

Como Citar

Miyazaki, T. Y., & Macedo, R. M. (2020). POR QUE SE OMITEM? A COR, O ÍNDIO, O POAIEIRO. Revista Alere, 21(1), 383–402. Recuperado de https://periodicos.unemat.br/index.php/alere/article/view/4853

Edição

Seção

SEÇÃO LIVRE

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>