DOIS IRMÃOS OU UM ‘EU’ DIVIDIDO

Autores

  • RODIRLEI SILVA ASSIS UNESP-Assis

Resumo

Este artigo tem por finalidade analisar as imagens do Líbano presentes em Dois irmãos (2000), de Milton Hatoum. A ênfase memorialística do romance proporciona um conjunto de imagens orientais que, embora não se prendam ao aspecto da materialidade direta, se coadunam e se colam a imagens inerentes a múltiplas nacionalidades. São conjuntos imagéticos que desenham uma espécie de mosaico identitário capaz não somente de surpreender a condição diaspórica dos povos oriundos do Oriente Médio, radicados em Manaus nos primeiros decênios do século XX, mas a trajetória humana em busca da sobrevivência. Para demonstrar como a materialidade funciona, em Dois irmãos, apenas como topos das construções identitárias, nossa análise parte das localizações espaciais, relativas, sobretudo à imagem da casa, que aqui temos como repositório imagético, para a apreensão da complexidade cultural que é construída no cerne da narrativa.

Referências

BACHELARD, Gaston. A poética do espaço. Trad. Antônio de Pádua. São Paulo: Martins Fontes, 2000.

CHIARELLI, Stefânia Techima. Vidas em trânisto: as ficções de Samuel Rawet e Milton Hatoum. São Paulo: Annablume, 2007.

HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. Trad. de Christina Cabo. Rio de Janeiro: Record, 1999.

HARDMAN, Francisco Foot. Morrer em Manaus: os avatares da memória em Milton Hatoum. FINAZZI-AGRÒ, Ettore. (dir.) In: Letterature d’America. Università di Roma: La Sapienza, set. 2000.

HATOUM, Milton. Dois irmãos. São Paulo: Companhia das Letras, 2000.

MARETTI, Eduardo (Org.). Escritores. São Paulo: Limiar, 2002, p. 219-220.

NASSAR, Raduan. Lavoura Arcaica. São Paulo: Companhia das Letras, 2004.

QUILLET, Pierre. Bachelard. Paris: Seghers, 1964.

SAID, Edward. Reflexões sobre o exílio e outros ensaios. Trad. de Pedro Maia. São Paulo: Companhia das Letras, 2003.

SAID, Edward. Orientalismo: o Oriente como invenção do Ocidente. Trad. de Rosaura Eichenberg. São Paulo: Cia das Letras, 2007

TODOROV, Tzvetan. O homem desenraizado. Trad. de Christina Cabo. Rio de Janeiro: Record, 1999.

Downloads

Publicado

06/12/2012

Como Citar

ASSIS, R. S. (2012). DOIS IRMÃOS OU UM ‘EU’ DIVIDIDO. Revista Alere, 6(2), 22. Recuperado de https://periodicos.unemat.br/index.php/alere/article/view/511

Edição

Seção

ARTIGOS