O OLHAR QUE TRANSCENDE OS OLHOS: DE GADOS E HOMENS, DE ANA PAULA MAIA

Autores

  • Andria da Silva Oliveira

Palavras-chave:

Olho. Olhar. Aparências. Ana Paula Maia. De gados e homens.

Resumo

A gênese da presente escrita se propõe a
uma possível leitura do romance De Gados e Homens
(2013), de Ana Paula Maia, como metáfora do olhar que
conhece, que verifica o não visível das coisas expostas
no mundo material, social e consumista. As discussões
pautam-se nas percepções da personagem protagonista

Edgar Wilson, e que são sutilmente vistas pelas páginas
do romance, nos olhares das variadas personagens e dos
animais. Esses mesmos olhos limitados, cartesianos,
que comparam, analisam e separam, incapazes da
percepção do olhar que conhece, são também os olhos
que estão entre e dentro dos seres humanos.

Downloads

Publicado

16/10/2021

Como Citar

da Silva Oliveira, A. (2021). O OLHAR QUE TRANSCENDE OS OLHOS: DE GADOS E HOMENS, DE ANA PAULA MAIA. Revista Alere, 22(2), 55–70. Recuperado de https://periodicos.unemat.br/index.php/alere/article/view/5888

Edição

Seção

ARTIGOS