VIDAS INDÔMITAS EM HOMENS IMPRUDENTEMENTE POÉTICOS, DE VALTER HUGO MÃE

Autores

  • CECÍLIA KRUG
  • VERA MAQUÊA

Palavras-chave:

Valter Hugo Mãe. Homens imprudentemente poéticos. Contemporaneidade.

Resumo

Este artigo examina o romance Homens
imprudentemente poéticos, de Valter Hugo Mãe, em
que a complexidade da vida humana, indômita, é
representada e articulada pela linguagem poética e pelo
tópos distante que ambienta o romance. O estudo versa
também sobre os conflitos entre as personagens e o
impacto das ações humanas para a totalidade da vida no
planeta. E ainda, consideram-se sentidos do humanismo
na configuração do enredo cingidos por experiências de
vida e morte na cultura de uma aldeia. Entre os autores
que dão suporte teórico-críticos a essa leitura estão
Walter Benjamin, Antonio Candido, Giorgio Agamben e
Edward Said.

Downloads

Publicado

16/10/2021

Como Citar

KRUG, C., & MAQUÊA, V. (2021). VIDAS INDÔMITAS EM HOMENS IMPRUDENTEMENTE POÉTICOS, DE VALTER HUGO MÃE. Revista Alere, 22(2), 105–124. Recuperado de https://periodicos.unemat.br/index.php/alere/article/view/5891

Edição

Seção

ARTIGOS