VÍSCERAS DA VIOLÊNCIA EM DE GADOS E HOMENS, DE ANA PAULA MAIA

Autores

  • ROSIVETH APARECIDA DO ESPÍRITO SANTO OLIVEIRA

Palavras-chave:

Ana Paula Maia; Realismo; Naturalismo, Violência; De gados e homens

Resumo

O romance De gados e Homens, de Ana Paula
Maia, eclode na literatura brasileira contemporânea
assentando-se em uma tradição do naturalismo. Em uma
forma concisa, traz à tona um universo embrutecido,
caracterizado por um ambiente imundo, personagens
sujas e marginalizadas que perfilam numa realidade

poluída, com cenas quase escatológicas, criando um
espaço que se aproxima e se enquadra em definições do
realismo literário. O fio condutor de nossa leitura seguirá
os passos de Edgar Wilson, o protagonista da narrativa,
que é personagem recorrente em vários romances
da autora. Por meio dele faremos uma breve análise
sobre a forma como a violência constrói o argumento
no romance. Entre os estudos que respaldam nossa
leitura estão os de Dalcastagnè (2012), Vicelli (2015),
Shollhammer (2009), Chauí (1998).

Downloads

Publicado

16/10/2021

Como Citar

DO ESPÍRITO SANTO OLIVEIRA, R. A. (2021). VÍSCERAS DA VIOLÊNCIA EM DE GADOS E HOMENS, DE ANA PAULA MAIA. Revista Alere, 22(2), 381–398. Recuperado de https://periodicos.unemat.br/index.php/alere/article/view/5905

Edição

Seção

ARTIGOS