A LITERATURA NOS PRIMEIROS JORNAIS DO/NO AMAPÁ: DA VILA AO TERRITÓRIO

Autores

  • Valdiney Valente Lobato de Castro

Palavras-chave:

Literatura, jornal, Amapá

Resumo

Por ter sido o principal suporte por onde circulou a leitura no mundo oitocentista, o jornal rapidamente, graças a seu caráter portátil, à periodicidade das notícias e às viagens a vapor, alcançou as regiões brasileiras mais distantes. O Amapá, subordinado ao governo da província do Grão-Pará, esteve por anos dependendo das rotas paraenses para ter acesso às folhas públicas. Somente no final do século XIX, essas gazetas passam a circular com mais frequência nas terras amapaenses; em 1897, o Pinsonia, começa a ser produzido em Macapá e, finalmente, em 1945, surge O Amapá, órgão oficial do território recentemente instaurado. A proposta deste estudo incide em analisar os primeiros jornais a circularem pelas terras amapaenses com o intuito de compreender como a literatura estava presente nessas folhas. Para tanto foram coligidas notícias sobre o Amapá em jornais brasileiros e textos literários que circularam por meio dos impressos nas terras amapaenses. A pesquisa pode ajudar a construir um cenário sobre os primeiros passos da literatura no Amapá, bem como elucidar acerca do acesso à leitura por meio dos impressos.

Downloads

Publicado

25/05/2022 — Atualizado em 26/05/2022

Versões

Como Citar

Valente Lobato de Castro, V. (2022). A LITERATURA NOS PRIMEIROS JORNAIS DO/NO AMAPÁ: DA VILA AO TERRITÓRIO. Revista Alere, 23(1), 197–220. Recuperado de https://periodicos.unemat.br/index.php/alere/article/view/6268 (Original work published 25º de maio de 2022)

Edição

Seção

ARTIGOS DO DOSSIÊ TEMÁTICO