O embarque em um aeroporto como exercício de epidemiologia/ The boarding on an airport as an exercise in epidemiology/ El embarque en un aeropuerto como ejercicio de epidemiología

Autores

  • Antônio Augusto Dall'Agnol Modesto Universidade Cidade de São Paulo (UNICID), São Paulo

Palavras-chave:

Epidemiologia, Técnicas e Procedimentos Diagnósticos, Programas de Rastreamento, Sensibilidade e Especificidade, Pirataria Aérea

Resumo

Objetivo: propor uma narrativa para o ensino de medidas relacionadas a testes diagnósticos e rastreamento através de sua observação no contexto da segurança aeroportuária. Método: trata-se de ensaio teórico-reflexivo, realizado no segundo semestre de 2018, incitado por vivências do autor e experiências na docência universitária. Seus principais referenciais são a epidemiologia clínica, em especial o estudo dos testes diagnósticos, e as narrativas em medicina. Para discutir questões específicas de saúde, foram utilizados artigos de revisão e diretrizes de instituições como o Ministério da Saúde e o Instituto Nacional de Câncer. Resultados: conceitos como sensibilidade, especificidade e valores preditivos positivo e negativo podem ser discutidos através do caso do rastreamento de armas e explosivos no embarque de aeroportos. Considerações finais: situações não relacionadas à saúde dão materialidade a conceitos epidemiológicos fundamentais, facilitando seu ensino-aprendizagem. O uso desses exemplos na formação em saúde reforça a interdisciplinaridade buscada nesse campo.

Biografia do Autor

Antônio Augusto Dall'Agnol Modesto, Universidade Cidade de São Paulo (UNICID), São Paulo

Graduado em Medicina pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2007) com residência em Medicina de Família e Comunidade pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (2010). Doutor em Medicina Preventiva pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (2016). Professor de Atenção Primária à Saúde Interdisciplinar na Faculdade de Medicina da Universidade Cidade de São Paulo.

Referências

Keyes KM, Galea S. Current Practices in Teaching Introductory Epidemiology: How We Got Here, Where to Go. Am J Epidemiol. 2014; 180(7):661-8.

Stein AT. Medicina Baseada em Evidências aplicada à prática do médico de família. In: Gusso G, Lopes JMC. Tratado de Medicina de Família. Porto Alegre: Artmed; 2012.

Lotufo PA, Benseñor IM, Olmos RD. Epidemiologia clínica. In: Gusso G, Lopes JMC. Tratado de Medicina de Família e Comunidade: princípios, formação e prática. Porto Alegre: Artmed; 2012.

Mitre SM, Siqueira-Batista R, Girardide-Mendonça JM, Morais-Pinto NM, Meirelles CAB, Pinto-Porto C, et al. Metodologias ativas de ensinoaprendizagem na formação profissional em saúde: debates atuais. Ciênc saúde coletiva. 2008; 13(Sup 2):2133-44.

Favoreto CAO, Camargo Júnior KR. A narrativa como ferramenta para o desenvolvimento da prática clínica. Interface (Botucatu). 2011; 15(37):473-83.

Grossman E, Cardoso MHCA. As narrativas em medicina: contribuições à prática clínica e ao ensino médico. Rev Bras Educ Med. 2006; 30(1):6-14.

Almeida Filho ND, Rouquayrol MZ. Diagnóstico em epidemiologia. In: Almeida Filho ND, Rouquayrol MZ. Introdução à Epidemiologia. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 2013

Moynihan R, Heath I, Henry D. Selling sickness: the pharmaceutical industry and disease mongering. BMJ. 2002; 324:886-91.

Norman AH, Tesser CD. Prevenção quaternária na atenção primária à saúde: uma necessidade do Sistema Único de Saúde. Cad Saúde Pública. 2009; 25(9):2012-20.

Szabo L. Vitamin D, the Sunshine Supplement, Has Shadowy Money Behind It. The New York Times [online]. 18 ago 2018. Disponível em https://www.nytimes.com/2018/08/ 18/business/vitamin-d-michaelholick.html. Acesso em 20 out 2018.

Ross AC, Manson JE, Abrams SA, et al. The 2011 Report on Dietary Reference Intakes for Calcium and Vitamin D from the Institute of Medicine: What Clinicians Need to Know. J Clin Endocrinol Metab. 2011; 96(1):53-8.

Wu A. The History of Airport Security The Savvy Traveler [online]. 2004. Disponível em http://savvytraveler.publicradio.org /show/features/2000/20000915/sec urity.shtml. Acesso em 9 set 18.

Ministério da Saúde (BR). Secretaria de Atenção à Saúde. Cadernos de Atenção Básica – n 29. Departamento de Atenção Básica. Rastreamento. Brasília: Ministério da Saúde; 2010.

Norman AH, Tesser CD. Rastreamento de doenças. In: Gusso G, Lopes JMC (orgs). Tratado de Medicina de Família e Comunidade: princípios, formação e prática. Porto Alegre: Artmed; 2012.

Costa SF. Introdução ilustrada à Estatística. São Paulo: Harbra; 2013.

Jamoulle M, Gusso G. Prevenção quaternária: primeiro não causar dano. In: Gusso G, Lopes JMC. Tratado de Medicina de Família e Comunidade: princípios, formação e prática. Porto Alegre: Artmed; 2012.

Migowski A, Azevedo e Silva G, Dias MBK, et al. Diretrizes para detecção precoce do câncer de mama no Brasil. II – Novas recomendações nacionais, principais evidências e controvérsias. Cad Saúde Pública. 2018; 34(6):e00074817.

Routledge R. Bayes’s Theorem. In: Encyclopædia Britannica [online]. Encyclopædia Britannica, inc.; 7 fev 2018. Disponível em https://www.britannica.com/topic/ Bayess-theorem. Acesso em 20 out 2018.

Wilson JMG, Jungner G. Principles and practice of screening for disease. Genebra: World Health Organization; 1968.

Modesto AAD, Lima RLB, D’Angelis AC, Augusto DK. Um novembro não tão azul: debatendo rastreamento de câncer de próstata e saúde do homem. Interface (Botucatu). 2018; 22(64):251-62.

Giovanella L, Mendonça MHM. Atenção Primária à Saúde. In: Giovanella L, Escorel S, Lobato LVC, Noronha JC, Carvalho AI. Políticas e Sistema de Saúde no Brasil. 2a ed. Rio de Janeiro: Editora Fiocruz; 2012.

Downloads

Publicado

01/06/2019

Como Citar

Dall’Agnol Modesto, A. A. (2019). O embarque em um aeroporto como exercício de epidemiologia/ The boarding on an airport as an exercise in epidemiology/ El embarque en un aeropuerto como ejercicio de epidemiología. Journal Health NPEPS, 4(1), 341–352. Recuperado de https://periodicos.unemat.br/index.php/jhnpeps/article/view/3178

Edição

Seção

Ensaio Teórico-Reflexivo/ Reflective Analysis/ Artículo de Reflexión