Dor psicopatológica antes do desenvolvimento da doença de Alzheimer/ Psychopathological pain before the development of Alzheimer's disease/ Dolor psicopatológico antes del desarrollo de la enfermedad de Alzheimer

Autores

  • Arnaldo Pinto Guedes de Paiva Neto Bacharel em Medicina, pela Universidade Federal de Alagoas (UFAL). Faculdade de Medicina (FAMED), Hospital Universitário Prof. Alberto Antunes (HUPAA). Ativista na abordagem filosófica da Mecânica Quântica. Monitor de semiologia psiquiátrica, pelo Instituto Arte & Psiquiatria Nise da Silveira – IAP NISE, atuante no Hospital Escola Dr. Portugal Ramalho (HEPR).

Palavras-chave:

Epilepsia, Doença de Alzheimer, Amnésia.

Resumo

Objetivo: identificar a causa da dor psicopatológica antes do desenvolvimento da doença de Alzheimer. Método: estudo observacional e descritivo, do tipo relato de experiência, realizado no Hospital Escola Portugal Ramalho, entre 2016 e 2019. Agrupou-se os pacientes conforme as causas dos tipos de esquecimento, com construção de gráficos, de acordo com as principais teorias acerca da gênese da doença de Alzheimer. Resultados: os grupos de pacientes foram submetidos à anamnese e ao teste de Folstein. Percebeu-se que os tratamentos dependem se a amnésia é relacionada ao humor; se ocorre por sequelas vasculares e endocrinológicas; ou pacientes com demência de Alzheimer diagnosticada. Conclusão: a causa da dor psicopatológica se baseia no esquecimento involuntário que gera a não aceitação ou no medo de relembrar situações traumáticas. Embora essas causas variam de acordo com as hipóteses que levam ao dano cognitivo e mnêmico.

Biografia do Autor

Arnaldo Pinto Guedes de Paiva Neto, Bacharel em Medicina, pela Universidade Federal de Alagoas (UFAL). Faculdade de Medicina (FAMED), Hospital Universitário Prof. Alberto Antunes (HUPAA). Ativista na abordagem filosófica da Mecânica Quântica. Monitor de semiologia psiquiátrica, pelo Instituto Arte & Psiquiatria Nise da Silveira – IAP NISE, atuante no Hospital Escola Dr. Portugal Ramalho (HEPR).

Médico atuante com idosos em Postos de Saúde da Família e acompanhando ambulatório de Neurologia do Hospital Universitário Prof. Alberto Antunes (HUPAA).

Monitor de semiologia psiquiátrica, pelo Instituto Arte & Psiquiatria Nise da Silveira – IAP NISE, atuante no Hospital Escola Dr. Portugal Ramalho (HEPR).

Referências

Dalgalarrondo P. Psicopatologia e semiologia dos transtornos mentais. Porto Alegre (RS): Artmed Editora; 2018.

De Falco A, Cukierman D S, Hauser-Davis R A, Rey N A. Doença de Alzheimer: hipóteses etiológicas e perspectivas de tratamento. Rev Quim Nova. 2019; 39(1):63-80.

Sperandio S, Bredesen D, De Belle I. Rev An alternative, nonapoptotic form of programmed cell death. Proc Natl Acad Sci U S A. 2000; 97(26):14376-14381.

Danysz W, Parsons C G, Möbius H J, Stöffler A, Quack G. Neuroprotective and symptomatological action of memantine relevant for Alzheimer’s disease — a unified glutamatergic hypothesis on the mechanism of action. Neurotox res. 2000; 2(2-3):85-97.

Sayeg N. Como diagnosticar e tratar doença de Alzheimer. Rev Bras Med. 2012; 69(12):97-109.

Hane F, Leonenko Z. Effect of metals on kinetic pathways of amyloid-? aggregation. Rev Biomolecules. 2014; 4(1):101-116.

Lester-Coll N, Rivera E J, Soscia S J, Doiron K, Wands J R, De la Monte S M. Intracerebral streptozotocin model of type 3 diabetes: relevance to sporadic Alzheimer's disease. J alzheimers dis. 2006; 9(1):13-33.

Bredesen D. E. O fim do alzheimer. Rio de Janeiro (RJ). Editora Objetiva; 2017.

Jovanova-neši? K, Nikoli? V, Jankovi? B. Locus ceruleus and immunity. II. Suppression of experimental allergic encephalomyelitis and hypersensitivity skin reactions in rats with lesioned locus ceruleus. Int j neurosci. 1993; 68(3-4):289-294.

Tsutsui K, Ukena K, Usui M, Sakamoto H, Takase M. Novel brain function: biosynthesis and actions of neurosteroids in neurons. Neurosci res. 2000; 36(4):261-273.

Maciela C, Florence K. Complicações psiquiátricas do uso crônico do álcool: síndrome de abstinência e outras doenças psiquiátricas Psychiatric complications of alcoholism: alcohol withdrawal syndrome and other psychiatric disorders. Rev Bras Psiquiatr. 2004; 26(1):47-50.

Peña G L Y, Rodríguez A J C, Casas R L. Demencia en la enfermedad de Pick. Ver cuba med mil. 2001; 30(2):129-132.

Carmant L, Kramer U, Holmes GL, Mikati MA, Riviello JJ, Helmers SL. Differential diagnosis of staring spells in children: a video-EEG study. Pediatr neurol. 1996; 14(3):199-202.

Formiga F, Fort I, Robles MJ, Riu S, Rodríguez D, Sabartes O. Aspectos diferenciales de comorbilidad en pacientes ancianos con demencia tipo Alzheimer o con demencia vascular. Rev Neurol. 2008; 46(2):72-6.

Paiva Neto APG. A gênese neurofisiológica da memória e seu significado clínico. Rev braz j health rev. 2019; 2(2):768-786.

Barboza DS, Silva RGM. Sistemas de classificação de pacientes em uma unidade de terapia intensiva neurológica. J Health NPEPS. 2016; 1(2):197-207.

Silva JMS, Bolpato MB. Principais causas de quedas em idosos e atuação da enfermagem nas orientações preventivas. J Health NPEPS. 2017; 2(2):418-429.

Downloads

Publicado

01/06/2020

Como Citar

de Paiva Neto, A. P. G. (2020). Dor psicopatológica antes do desenvolvimento da doença de Alzheimer/ Psychopathological pain before the development of Alzheimer’s disease/ Dolor psicopatológico antes del desarrollo de la enfermedad de Alzheimer. Journal Health NPEPS, 5(1), 417–429. Recuperado de https://periodicos.unemat.br/index.php/jhnpeps/article/view/3820

Edição

Seção

Relato de Experiência/ Case Report/ Reporte de Caso