Prevenção de lesão por pressão: conhecimento e ações de cuidadores e pacientes domiciliares/ Pressure ulcer prevention: knowledge and actions of caregivers and home patients/ Prevención de lesion por presión: conocimiento y acciones de cuidadores...

Autores

  • Luis Rafael Leite Sampaio Universidade Regional do Cariri
  • Tatyelle Bezerra Carvalho Universidade Regional do Cariri
  • Brenda Belém Luna Sampaio Universidade Regional do Cariri
  • Maria Neyze Martins Fernandes Universidade Regional do Cariri
  • Cleide Correia de Oliveira Universidade Regional do Cariri

Palavras-chave:

Lesão por Pressão, Atenção Primária à Saúde, Cuidadores.

Resumo

Objetivo: conhecer as ações realizadas no domicílio para a prevenção de lesão por pressão na Estratégia Saúde da Família. Método: pesquisa descritiva e qualitativa, direcionada à população em risco para o desenvolvimento de lesão por pressão (LP) no município de Crato, Ceará, Brasil. A coleta de dados foi realizada por intermédio da escala de Braden e entrevista semiestruturada, nos meses de março a maio de 2018. Os aspectos éticos envolvidos na pesquisa foram respeitados. Resultados: os resultados obtidos foram divididos em duas categorias: 1) análise do risco de desenvolvimento de LP a partir da escala de Braden; 2) percepção dos pacientes domiciliares e cuidadores acerca das ações para a prevenção de LP na Estratégia Saúde da Família. Desta, emergiram duas subcategorias: a) percepção de pacientes domiciliares e cuidadores acerca da LP; b) medidas de prevenção para LP realizadas por pacientes e cuidadores. Conclusão: os participantes da pesquisa detém o conhecimento acerca da LP baseado nas experiências diárias, desenvolvendo efetivamente as ações para a prevenção das lesões.

Referências

Miranda GMD, Mendes ACG, Silva ALA. O envelhecimento populacional brasileiro: desafios e consequências sociais atuais e futuras. Rev Bras Geriatr Gerontol. 2016; 19(3):507-519

Ministério da Saúde (BR). Portaria 825, de 25 de abril de 2016: redefine a Atenção Domiciliar no âmbito do Sistema Único de Saúde e atualiza as equipes habilitadas. Brasília: MS; 2016.

Woo KY, Sears K, Almost J, Wilson R, Whitehead M, VanDenKerkhof EG. Exploration of pressure ulcer and related skin problems across the spectrum of health care settings in Ontario using administrative data. Int Wound J. 2017; 14(1):24-30.

Kamimura HM, Lee H, Take A, Mukaikubo S, Ogata S. Educational Strategies for Preventing Pressure Ulcer in Japan. Bull Sch Health Sci. 2012; 22:(1):7-12.

Moro JV, Caliri MHL. Úlcera por pressão e o cuidado em domicílio. Esc Anna Nery. 2016; 20(3): e20160058

Moreira PSCR, Souza MMT. Cuidados de enfermagem a lesão por pressão - relato de caso. Rev Pró-UniverSUS. 2018; 09(1):105-110.

Gomes MFP, Fracolli LA, Machado BC. Atenção domiciliar do enfermeiro na estratégia saúde da família. Mundo Saúde (Impr.). 2015; 39(4):470-475.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Indicadores Sociais Municipais: uma análise dos resultados do universo do Censo Demográ?co. Rio de Janeiro: IBGE; 2018.

Ministério da Saúde (BR). Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Perguntas frequentes da estratégia e-SUS AB, Versão Preliminar. Brasília: MS; 2015.

Šáteková L, Žiaková K, Zeleníková R. Predictive validity of the Braden Scale, Norton Scale, and Waterlow Scale in the Czech Republic. IJNP. 2017; 23(1):e12499.

Bardin L. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70; 2016.

Cabello PAG, Arévalo-Velasco JM. Estimación del coste sanitario de las úlceras por pre sión en pacientes lesionados medulares. Rev Gerenc Polít Salud. 2016; 15(30):60-67.

Vieira CPB, Oliveira EWF, Ribeiro MGC, Luz MHBA, Araújo OD. Ações preventivas em úlceras por pressão realizadas por enfermeiros na atenção básica. J res: fundam care Online. 2016; 8(2):4447-4459.

Borghardt AT, Prado TN, Bicudo SDS, Castro DS, Bringuente MEO. Úlcera por pressão em pacientes críticos: incidência e fatores associados. Rev Bras Enferm. 2016; 69(3):460-467.

Garcia-Días JF, Cabello-Jaime R, Muñoz-Conde M, Berguera-Lezaun I, Blanca-Barba F, Carrasco-Herrero JM. Validación de las escalas de Braden y EMINA en pacientes de atención domiciliaria incluidos en programa de inmovilizados. Gerokomos. 2015; 26(4):150-156.

Gadd MM, Morris SM. Use of the Braden Scale for Pressure Ulcer Risk Assessment in a Community Hospital Setting. J Wound Ostomy Continence Nurs. 2014; 41(6):535-538.

Nunes JB, Bussanello J, Mello-Carpes PB, Cardoso LS, Costa VZ, Deus LML. Concepções de saúde de cuidadores. Cienc Cuid Saude. 2015; 14(4):1462-1470.

Meireles VC, Baldissera VDA. Qualidade da atenção aos idosos: risco de lesão por pressão como condição marcadora. Rev Rene. 2019; 20:e40122

Vieira VAS, Santos MDC, Almeida NA, Bernardes MFVG, Mata LRF. Risco de lesão por pressão em idosos com comprometimento na realização de atividades diárias. RECOM. 2018; 8:e2599.

Lima ARV, Lima AJL, Gomes HS, Araújo MTF, Holanda SKS, Souza VO, et al. Tecnologia no cuidado ao paciente internado numa unidade de clínica médica: segurança na prevenção de lesão por pressão. Mostra Inter Enferm. 2016; 2(2):1-6.

Hartman CW, Solomon J, Palmer JA, Lukas CV. Contextual Facilitators of and Barriers to Nursing Home Pressure Ulcer Prevention. Adv Skin Wound Care. 2016; 29(5):226–238.

National Pressure Ulcer Adivisory Panel. European Pressure Ulcer Advisory Panel Pressure Ulcer Prevention and treatment of pressure ulcers: Quick Reference Guide: In haeesler H, ed. Cambridge Media: Perth (Australia); 2016.

Vasconcelos JMB, Caliri MHL. Ações de enfermagem antes e após um protocolo de prevenção de lesões por pressão em terapia intensiva. Esc Anna Nery. 2017; 21(1):1-9.

Pereira AL, Araújo HSO, Rocha LM, Martins MA, Silva Neto MG, Ferreira FGL, et al. Ceratose seborreica em idosos de uma região de savana tropical. J Health NPEPS. 2018; 3(1):143-152.

Soares CF, Heidemann ITSB. Promoção da saúde e prevenção da lesão por pressão: expectativas do enfermeiro da atenção primária. Texto Contexto Enferm. 2018; 27(2):e1630016

Bierhals CCBK, Santos NO, Fengler FL, Raubustt KD, Forbes DA, Paskulin LMG. Necessidades dos cuidadores familiares na atenção domiciliar a idosos. Rev Latino-am Enferm. 2017; 25:e2870.

Downloads

Publicado

01/12/2019

Como Citar

Sampaio, L. R. L., Carvalho, T. B., Sampaio, B. B. L., Fernandes, M. N. M., & Oliveira, C. C. de. (2019). Prevenção de lesão por pressão: conhecimento e ações de cuidadores e pacientes domiciliares/ Pressure ulcer prevention: knowledge and actions of caregivers and home patients/ Prevención de lesion por presión: conocimiento y acciones de cuidadores. Journal Health NPEPS, 4(2), 331–344. Recuperado de https://periodicos.unemat.br/index.php/jhnpeps/article/view/3981

Edição

Seção

Artigo Original/ Original Article/ Artículo Originale

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)