Região Norte do Brasil e a pandemia de COVID-19: análise socioeconômica e epidemiológica/ North region of Brazil and the COVID-19 pandemic: socioeconomic and epidemiologic analysis/ Región Norte de Brasil y la pandemia de COVID-19: análisis...

Flávia Daspett Mendonça, Santiago Soares Rocha, Daniel Lucas Pimenta Pinheiro, Stefan Vilges de Oliveira

Resumo


Objetivo: analisar o perfil epidemiológico d­as doenças respiratórias e os indicadores socioeconômicos e de assistência em saúde da região Norte do Brasil durante a pandemia de COVID-19. Método: estudo epidemiológico, de caráter descritivo e quantitativo, em relação ao período de janeiro de 2010 a fevereiro de 2020.  Os dados foram coletados no DATASUS e no boletim epidemiológico sobre a COVID-19 do Ministério da Saúde. Os resultados foram dispostos em números absolutos, frequência relativa e medidas de tendência central. Resultados: no período houve 1.163.303 internações, consumindo 891.494.215,40 reais. Pará e Amazonas somam 66% desses gastos. Os meses de abril, maio e junho apresentaram médias maiores de hospitalizações durante todos os anos. A faixa etária mais onerosa foi entre 60 e 69 anos. A região Norte é menos provida de médicos, leitos de UTI e respiradores. Amazonas, Amapá e Roraima têm os maiores coeficientes de incidência de COVID-19 por 1.000.000 de habitantes. Conclusão: a pandemia aumenta a vulnerabilidade socioeconômica e assistencial do sistema de saúde do Norte brasileiro, com sobrecarga e número de óbitos crescente. Portanto, há necessidade urgente de realocar recursos e reorganizar a rede de atenção à saúde.


Palavras-chave


Infecções por Coronavirus; Análise Socioeconômica; Pesquisa sobre Serviços de Saúde; Epidemiologia Descritiva; Brasil

Texto completo:

PDF

Referências


European Respiratory Society (EU). The Global Impact of Respiratory Disease. Forum of International Respiratory Societies. Sheffield, England: European Respiratory Society; 2017.

World Health Organization. Global surveillance, prevention and control of chronic respiratory diseases: a comprehensive approach 2007. World Health Organization; 2007.

World Health Organization. Global Health Estimates 2016: Top 10 global causes of deaths, 2016. Geneva, Switzerland: World Health Organization; 2018.

Corrêa RA, São José BP, Malta DC, Passos VMA, França EB, Teixeira RA et al. Carga de doença por infecções do trato respiratório inferior no Brasil, 1990 a 2015: estimativas do estudo Global Burden of Disease 2015. Rev bras epidemiol. 2017; 20(Supl 1):171-181.

Chen A, Jacobsen KH, Deshmukh AA, Cantor SB. The evolution of the disability-adjusted life year (DALY). Socio-econ plan sci. 2015; (49):10–15.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (BR). Estudos e Pesquisas-Informação Demográfica e Socioeconômica. Síntese de Indicadores Sociais: uma análise das condições de vida da população brasileira. Rio de Janeiro: IBGE; 2018.

Ministério da Saúde (BR). Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Análise de Saúde e Vigilância de Doenças Não Transmissíveis. Painel de monitoramento das principais causas de morte, segundo método Global Burden Disease/Brasil. Brasília: Ministério da Saúde; 2017.

Secretaria Estaduais de Saúde (SES). Casos confirmados, letalidade e óbitos por COVID-19 no Brasil. Brasília: SES; 2020.

Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SUSAM). Cidades com maior incidência de casos de COVID-19. Número de casos por 100mil habitantes. Manaus; SUSAM, 2020.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (BR). Cidades e Estados. Rio de Janeiro: IBGE; 2018.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (BR). Estimativas da População. Rio de Janeiro: IBGE; 2019.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (BR). Censo Demográfico. Rio de Janeiro: IBGE; 2010.

Ministério da Saúde (BR). DATASUS: Informações de Saúde, Epidemiológicas e Morbidade: banco de dados [Internet]. Brasília: Ministério da Saúde; 2020 [acesso 2020 Abr 20]. Disponível em: http://tabnet.datasus.gov.br/cgi/deftohtm.exe?sih/cnv/niuf.def.

Ministério da Saúde (BR). DATASUS: Informações de Saúde, Rede Assistencial: banco de dados [internet]. Brasília: Ministério da Saúde; 2020 [acesso 2020 Abr 20]. Disponível em: http://tabnet.datasus.gov.br/cgi/deftohtm.exe?cnes/cnv/estabbr.def.

Ministério da Saúde (BR). Centro de Operações de Emergência em Saúde Pública | Doença pelo Coronavírus 2019 (COE-COVID19). Boletim 13 [internet]. Brasília: Ministério da Saúde; 2020 [acesso 2020 Abr 28]. Disponível em: https://portalarquivos.saude.gov.br/images/pdf/2020/April/21/BE13---Boletim-do-COE.pdf

Ministério da Saúde (BR). Resolução nº 466, de 12 de dezembro de 2012Diretrizes e normas regulamentadoras de pesquisa envolvendo seres humanos [Internet]. Diário Oficial da União, 2012 [acesso 2020 Mai 05]. Disponível em:https://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/cns/2013/res0466_12_12_2012.html

Ministério da Saúde (BR). Painel de casos de doença pelo coronavírus 2019 (COVID-19) no Brasil pelo Ministério da Saúde. Acumulado de casos e óbitos de COVID-19 por data de confirmação [Internet]. Brasília: Ministério da Saúde; 2020 [acesso 2020 Mai 01]. Disponível em: https://covid.saude.gov.br/

Ministério da Saúde (BR). Secretaria de Atenção Especializada à Saúde. Departamento de Atenção Hospitalar, Domiciliar e de Urgência. Protocolo de Manejo Clínico da COVID-19 na Atenção Especializada [Internet]. Brasília: Ministério da Saúde; 2020. Disponível em: https://portalarquivos.saude.gov.br/images/pdf/2020/April/14/Protocolo-de-Manejo-Cl--nico-para-o-Covid-19.pdf

Wu C, Chen X, Cai Y, Xia J, Zhou X, Xu S, et al. Risk Factors Associated With Acute Respiratory Distress Syndrome and Death in Patients With Coronavirus Disease 2019 Pneumonia in Wuhan, China. JAMA Intern Med. 2020.

Garnelo L, Sousa ABL, Silva CL. Regionalização em Saúde no Amazonas: avanços e desafios. Ciênc saúde coletiva. 2017; 22(4):1225-1234.

Teixeira C. Os princípios do sistema único de saúde. Texto de apoio elaborado para subsidiar o debate nas Conferências Municipal e Estadual de Saúde [Internet], Salvador; 2011; 1-10 [acesso 2020 Abr 24]. Disponível em: https://www.almg.gov.br/export/sites/default/acompanhe/eventos/hotsites/2016/encontro_internacional_saude/documentos/textos_referencia/07_principios_sistema_unico_saude.pdf

Carvalho L, Nassif LP, Lima LX. COVID-19 e Desigualdade no Brasil. 2020; 1-3. doi: 10.13140/RG.2.2.27014.73282.

Lloyd-Sherlock P, Ebrahim S, Geffen L, McKee M. Bearing the brunt of COVID-19: older people in low and middle income countries. BMJ. 2020; 368:m1052.

Dias FLT, Mendonça FD, Pinto GM, Borges ISC, Oliveira SV. Doenças respiratórias no Triângulo Mineiro: Análise epidemiológica e projetiva com a pandemia de COVID-19. J Health Biol Sci. 2020; 8(1):1-6.

Fang Y, Nie Y, Penny M. Transmission dynamics of the COVID-19 outbreak and effectiveness of government interventions: A data-driven analysis. J Med Virol. 2020.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 JOURNAL HEALTH NPEPS



ISSN 2526-1010