Perfil do câncer do colo uterino e lesões precursoras em um ambulatório de especialidades médicas/ Profile of uterine cervical and precursing injuries in an ambulatory of medical specialties/ Perfil de cáncer cervical y lesiones precursivas en un ambulatorio de especialidades médicas

Giovanna Gomes e Silva, Lidia Lacerda Furtado, Ana Carla Araújo Campos, Gabriele Barros de Aviz, Valéria Diniz Calandrini de Azevedo

Resumo


Objetivo: descrever o perfil de pacientes com câncer do colo uterino e lesões precursoras em um ambulatório de especialidades médicas. Método: estudo transversal e quantitativo realizado em Belém, Pará, Brasil. A coleta foi realizada a partir dos prontuários de pacientes diagnosticadas com câncer de colo uterino ou com lesões precursoras no ano de 2018. Foram coletadas informações sociodemográficas e as principais características que são consideradas como fator de risco para desenvolvimento da doença. Resultados: a média de idade das pacientes com câncer foi de 46,3 anos, e 39,3 anos para pacientes com lesões precursoras. A maioria com câncer era solteira (66,7%), enquanto aquelas com lesões precursoras eram separadas (65,7%). No geral, sem escolaridade (100% das pacientes com câncer; 66,7% das com lesões precursoras), multíparas (55,5%), com coitarca entre 8 e 24 anos. No exame histológico, 69,3% apresentaram lesões intraepiteliais de alto grau e 30,7% tiveram câncer. A forma histológica mais frequente foi carcinoma de células escamosas (56,25%), seguido do adenocarcinoma (43,75%). Conclusão: idade perimenopausa, baixa escolaridade, coitarca precoce, uso infrequente do preservativo e multiparidade são características das pacientes acometidas pela patologia.


Palavras-chave


Saúde da Mulher; Colo do Útero; Neoplasias do Colo do Útero

Texto completo:

PDF

Referências


Ministério da Saúde (BR). Instituto Nacional de Câncer. Estimativa de Câncer no Brasil, 2016. Rio de Janeiro: INCA; 2018.

Organização Pan-Americana De Saúde. Controle integral do câncer do colo do útero: Guia de práticas essenciais. Washington: OPAS; 2018.

Mesquita AD, Teles KKN, Silva SCB, Silva FR, Lima LKC, Costa RSL, et al. Conhecimentos, atitudes e práticas de mulheres frente ao exame preventivo do câncer do colo uterino. J Health NPEPS. 2020; 5(1):261-275.

Ministério da Saúde (BR). Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva. Estimativa 2018: incidência de câncer no Brasil. Coordenação de Prevenção e Vigilância. – Rio de Janeiro: INCA; 2017.

Favaro CRP, Durant LC, Paterra TSV, Panobianco MS, Gozzo TO. Perfil epidemiológico de mulheres com câncer de colo do útero tratadas em hospital terciário. Rev Enferm Cent-Oeste Min. 2019; 9:e3253.

Costa TML, Heráclio S, Amorim MMR, Souza PRE, Lubambo N, Souza GFA, et al. Papilomavírus humano e fatores de risco para adenocarcinoma cervical no estado de Pernambuco, Brasil. Rev Bras Saúde Mater Infant. 2019; 19(3):641-649.

Carvalho AMC, Andrade EMLR, Nogueira LT, Araújo TME. Adesão à vacina hpv entre os adolescentes: revisão integrativa. Texto contexto - enferm. 2019; 28:e20180257.

Vaz GP, Bitencourt EL, Martins GS, De Carvalho AAB, Reis Júnior PM. Perfil epidemiológico do câncer de colo de útero na região norte do brasil no período de 2010 a 2018. Rev Patol Tocantins. 2020; 7(2).

Ayres M, Ayres Jr M, Ayres DL, Santos AS. BioEstat 5.4. Aplicações estatísticas nas áreas das ciências biológicas e médicas. Belém: Mamirauá; 2015.

Moreira RCR, Souza LO, Carvalho MAS, Saldanha SCS. Perfil Epidemiológico Do Câncer De Colo Uterino No Município De Feira De Santana, Bahia, Brasil. J Nursing UFPE on line. 2019; 3(4):998-1004.

Rozario S, Silva IF, Koifman RJ, Silva IF. Caracterização de mulheres com câncer cervical atendidas no Inca por tipo histológico. Rev Saúde Pública. 2019; 53:88.

Pedrosa TFM, Magalhães Filho SD, Peres AL. Perfil das mulheres com alterações cervicais em uma cidade do nordeste brasileiro. J Bras Patol Med Lab. 2019; 55(1):32-43.

Mattos PSMS. Frequência de neoplasia intraepitelial cervical nas pacientes que realizaram exame de papanicolau atendidas no sistema único de saúde na Bahia. Rev Eletrônica Atualiza Saúde. 2016; 3(3):07-14.

Silva RCG, Silva ACO, Peres AL, Oliveira SR. Perfil de mulheres com câncer de colo do útero atendidas para tratamento em centro de oncologia. Rev Bras Saúde Mater Infant. 2018; 18(4):695-702.

Renna Júnior NL, Silva GA. Tendências temporais e fatores associados ao diagnóstico em estágio avançado de câncer do colo uterino: análise dos dados dos registros hospitalares de câncer no Brasil, 2000-2012. Epidemiol Serv Saúde. 2018; 27(2):e2017285.

Treco IC. Prevalência de alterações citopatológicas no colo uterino em mulheres de um município do sudoeste paranaense e potenciais fatores de risco. Francisco Beltrão. Dissertação [Mestrado] - Programa de Pós-graduação Stricto Sensu em Ciências Aplicadas à Saúde, Universidade Estadual do Oeste do Paraná; 2019.

Barezzi MB, Pereira CV, Cruz DT, Leite ICS. Prevalência e fatores associados ao consumo de álcool e de tabaco em idosos não institucionalizados. Rev bras geriatr gerontol. 2018; 21(2):123-133.

Ramalho SMF. A educação para a saúde na prevenção do cancro do colo do útero nas mulheres em idade adulta. Lisboa. Dissertação [Mestrado] - Programa de Mestrado da Escola Superior de Enfermagem de Lisboa; 2018.

Nunes R, Siqueira I, Traebert J. Associação entre contracepção oral com etinilestradiol e as lesões induzidas pelo HPV no colo uterino. Arq Catarin Med. 2017; 46(4):128-139.

Melo EMF, Linhares FMP, Silva TM, Pontes CM, Santos AHS, Oliveira SC. Câncer cervico-uterino: conhecimento, atitude e prática sobre o exame de prevenção. Rev Bras Enferm. 2019; 72(Suppl 3):25-31.

Abreu MNS, Soares AD, Ramos DAO, Soares FV, Nunes Filho G, Valadão AF, et al. Conhecimento e percepção sobre o HPV na população com mais de 18 anos da cidade de Ipatinga, MG, Brasil. Ciênc Saúde Colet. 2018; 23(3):849-860.

Rocha SMM, Bahia MO, Rocha CAM. Perfil dos exames citopatológicos do colo do útero realizados na Casa da Mulher, Estado do Pará, Brasil. Rev Pan-Amaz Saude. 2016; 7(3):51-55.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Journal Health NPEPS



ISSN 2526-1010