Cocos Gram-positivos resistentes isolados de profissionais de saúde e de ambiente hospitalar em Cuiabá-MT/ Resistant Gram-positive cocci isolated from the health professionals and from the hospital environment in Cuiabá-MT/ Cocos Gram-positivos resistentes aislados de profesionales de salud y en ambiente hospitalario de Cuiabá-MT

Autores

Palavras-chave:

Cocos Gram-Positivos, Farmacorresistência Bacteriana, Infecção Hospitalar

Resumo

Objetivo: caracterizar cocos Gram-positivos resistentes a antimicrobianos presentes nas mãos de profissionais de saúde e em ambiente hospitalar. Método: estudo transversal e descritivo, com coleta de amostras das mãos de profissionais de saúde e nas superfícies das unidades de terapia semi-intensiva e intensiva, em um hospital universitário de Cuiabá, Mato Grosso, Brasil. As bactérias foram isoladas em meios seletivos contendo oxacilina e identificadas por Vitek® 2, a partir dos perfis bioquímicos e de suscetibilidade aos antibióticos. Resultados: dos 63 isolados analisados, 56 (88,9%) pertenciam ao gênero Staphylococcus e sete (11,1%) ao gênero Enterococcus. Destes, 44 foram provenientes de amostras das mãos dos profissionais de saúde e 19 do ambiente hospitalar. Staphylococcus epidermidis e Staphylococcus haemolyticus foram as espécies mais prevalentes. Perfil multirresistente foi verificado em 61 isolados (96,8%). Em 47 Staphylococcus spp. com indicação de modificação de PBP, detectou-se 42 fenótipos sugestivos de MLSB constitutivos e cinco induzíveis. Um isolado de amostra da mão era Enterococcus faecalis perfil VanA. Conclusão: destaca-se a importância da correta higiene das mãos e descontaminação do ambiente hospitalar, uma vez que foram encontrados cocos Gram-positivos principalmente multirresistentes em superfícies bióticas e abióticas.

Biografia do Autor

Alexandre Paulo Machado, Departamento de Ciências Básicas em Saúde, Faculdade de Medicina, Universidade Federal de Mato Grosso

Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Uberlândia (2000). Mestrado em Microbiologia e Imunologia pela Universidade Federal de São Paulo (2003). E doutorado em Ciências pela UNIFESP (2009). Atualmente é Professor Associado do Departamento de Ciências Básicas da Saúde, da Faculdade de Medicina, da Universidade Federal de Mato Grosso. Supervisor do Laboratório de Microbiologia da UFMT. Tem experiência na área de Microbiologia, atuando principalmente em bacteriologia e micologia. Fundador e ex-tutor do Programa de Educação Tutorial da Faculdade de Medicina (PET-Medicina).

Marília Duarte Valim, Faculdade de Enfermagem, Universidade Federal de Mato Grosso

Possui graduação em Enfermagem pela Universidade Federal de Alfenas (UNIFAL-MG). Possui especialização em Enfermagem do Trabalho. Atualmente é Professora Adjunta na Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT). É Doutora em Ciências da Saúde pela Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (EERP/USP) com doutorado sanduíche realizado na Universidade de Alicante (Espanha). É membro do Núcleo de Estudos em Saúde do Trabalhador (NUESAT), da Rede de Prevenção de Acidentes de Trabalho com exposição a material biológico (REPAT) da EERP/USP e é membro efetivo do RHO Upsilon Chapter - Honor Society of Nursing - Sigma Theta Tau International. Tem Experiência na área de Enfermagem, atuando principalmente nos seguintes temas: riscos biológicos, precauções-padrão, infecções relacionadas à assistência em saúde, cultura organizacional e adaptação e validação de instrumentos.Líder do grupo de pesquisa Tripalium: estrutura, organização e gestão do trabalho em saúde e enfermagem.

Liliana Victorino Alves Corrêa, Departamento de Ciências Básicas em Saúde, Faculdade de Medicina, Universidade Federal de Mato Grosso

Possui graduação em Biologia pela Universidade Federal de Mato Grosso (1990) e mestrado em Engenharia Ambiental pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2002). Ingressou na Universidade Federal de Mato Grosso em 1992, através de concurso público, exercendo atividades como bióloga no Departamento de Engenharia Sanitária e Ambiental, onde coordenou o Laboratório de Microbiologia até dezembro de 2008. Atualmente exerce atividades de ensino e pesquisa no Laboratório de Microbiologia do Departamento de Ciências Básicas em Saúde da Faculdade de Medicina/UFMT. Tem experiência na área de microbiologia, atuando principalmente em bacteriologia e biotecnologia.

Emanuelle Righetto Corrêa, Departamento de Ciências Básicas em Saúde, Faculdade de Medicina, Universidade Federal de Mato Grosso

Possui graduação em Enfermagem pela Universidade Federal de Mato Grosso(2008) e especialização em Enfermagem em Unidade de Terapia Intensiva pela Faculdade de Enfermagem Luiza de Marillac(2011).

Lais Rodrigues Melo, Faculdade de Medicina, UFMT

Graduanda da Faculdade de Medicina da UFMT.

Aline Tais Rothmund Topanotti, Faculdade de Medicina

Graduanda da Faculdade de Medicina da UFMT.

Vitor Toshio Atakiama, Faculdade de Medicina, UFMT

Graduando da Faculdade de Medicina, UFMT.

Marco Andrey Papato

Possui graduação em Farmacia pela Universidade do Oeste Paulista (1991) e Habilitação em Análises Clínicas pela Universidade Estadual de Maringá (1993). Atualmente é servidor do Governo do Estado do Mato Grosso e da Universidade Federal de Mato Grosso. Tem experiência na área de Farmácia, com ênfase em ANÁLISES CLÍNICAS. Possui especialização em Saúde Pública e Administração Hospitalar. Mestre em Ciências da Saúde pela Universidade Federal de Mato Grosso (Área de concentração - Doenças Infecciosas e Tropicais).

 

Referências

Ataee RA, Ataee MH, Tavana AM, Salesi M. Bacteriological aspects of hand washing: a key for health promotion and infections control. Int J Prev Med. 2017; 8:16.

Lozano C, Torres C. Update on antibiotic resistance in Gram-positive bacteria. Enferm Infecc Microbiol Clin. 2017; 35(1):2-8.

European Centre for Disease prevention and Control (ECDC). Healthcare-associated infections. 2016 [acesso em: 07 ago. 2019]. Disponível em: https://www.ecdc.europa.eu/en/healthcare-associated-infections.

World Health Organization. Antimicrobial resistance Fact sheet. 2020 [acesso em: 07 ago. 2019]. Disponível em: https://www.who.int/news-room/fact-sheets/detail/antimicrobial-resistance.

Teixeira-Rodrigues A, Roque F, Falcão A, Figueiras A, Herdeiro MT. Understanding physician antibiotic prescribing behaviour: A systematic review of qualitative studies. Int J Antimicrob Agents. 2013; 41(3):203–12.

Koulenti D, Xu E, Song A, Mok IYS, Karageorgopoulos DE, Armaganidis A, et al. Emerging Treatment Options for Infections by Multidrug-Resistant Gram-Positive Microorganisms. Microorganisms. 2020; 8(2):191.

Van den Bogaard AE, Stobberingh EE. Epidemiology of resistance to antibiotics: Links between animals and humans. Int J Antimicrob Agents. 2000; 14(4):327–35.

Fletcher S. Understanding the contribution of environmental factors in the spread of antimicrobial resistance. Environ Health Prev Med. 2015; 20(4):243–52.

Becker K, Heilmann C, Peters G. Coagulase-negative staphylococci. Clin Microbiol Rev. 2014; 27(4):870-926.

Lakhundi S, Zhang K. Methicillin-resistant Staphylococcus aureus: molecular characterization, evolution, and epidemiology. Clin Microbiol Rev. 2018; 31(4):e00020-18.

McGuinness WA, Malachowa N, DeLeo FR. Vancomycin resistance in Staphylococcus aureus. Yale J Biol Med. 2017; 90(2):269–81.

Klevens RM, Edwards JR, Tenover FC, McDonald LC, Horan T, Gaynes R. Changes in the epidemiology of methicillin-resistant Staphylococcus aureus in intensive care units in US hospitals, 1992-2003. Clin Infect Dis. 2006; 42(3):389-91.

Teeraputon S, Santanirand P, Wongchai T, Songjang W, Lapsomthob N, Jaikrasun D, et al. Prevalence of methicillin resistance and Macrolides-Lincosamides-Streptogramin B Resistance in Staphylococcus haemolyticus among clinical strains at Tertiary Care Hospital Thailand. New Microbes New Infect. 2017; 19:28-33.

Widerström M. Significance of Staphylococcus epidermidis in health care-associated infections, from contaminant to clinically relevant pathogen: this is a wake-up call! J Clin Microbiol. 2016; 54(7):1679-1681.

Rigatti F, Tizotti MK, Hörner R, Domingues VO, Martini R, Mayer LE, et al. Bacteremias por Staphylococcus coagulase negativos oxacilina resistentes em um hospital escola na cidade de Santa Maria, Estado do Rio Grande do Sul. Rev Soc Bras Med Trop. 2010; 43(6):686-690.

Pinheiro L, Brito CI, Oliveira A, Pereira VC, Cunha MLRS. Staphylococcus epidermidis and Staphylococcus haemolyticus: detection of biofilm genes and biofilm formation in blood culture isolates from patients in a Brazilian teaching hospital. Diagn Microbiol Infect Dis. 2016; 86(1):11-14.

Rossi CC, Pereira MF, Giambiagi-deMarval M. Underrated Staphylococcus species and their role in antimicrobial resistance spreading. Genet Mol Biol. 2020; 43(1 suppl 2):e20190065.

Kim PH, Leopold SS. Gustilo-Anderson classification. Clin Orthop Relat Res. 2012; 470(11):3270-74.

Ozer TT. The rate of inducible MLSB resistance in the methicillin?resistant Staphylococci isolated from clinical samples. J Clin Lab Anal. 2016; 30(5):490–3.

Pérez-Trallero E, Montes M, Orden B, Tamayo E, García-Arenzana JM, Marimón JM. Phenotypic and genotypic characterization of Streptococcus pyogenes isolates displaying the MLSB phenotype of macrolide resistance in Spain, 1999 to 2005. Antimicrob Agents Chemother. 2007; 51(4):1228–33.

Saderi H, Emadi B, Owlia P. Phenotypic and genotypic study of macrolide, lincosamide and streptogramin B (MLSB) resistance in clinical isolates of Staphylococcus aureus in Tehran, Iran. Med Sci Monit. 2011; 17(2):BR48–BR53.

Méric G, Miragaia M, Been M, Yahara K, Pascoe B, Mageiros L, et al. Ecological overlap and horizontal gene transfer in Staphylococcus aureus and Staphylococcus epidermidis. Genome Biol Evol. 2015; 7(5):1313-28.

Baddour LM, Wilson WR, Bayer AS, Fowler Júnior VG, Bolger AF, Levison ME, et al. Infective endocarditis: diagnosis, antimicrobial therapy, and management of complications: a statement for healthcare professionals from the Committee on Rheumatic Fever, Endocarditis, and Kawasaki Disease, Council on Cardiovascular Disease in the Young, and the Councils on Clinical Cardiology, Stroke, and Cardiovascular Surgery and Anesthesia, American Heart Association: endorsed by the Infectious Diseases Society of America. Circulation. 2005; 111(23):e394-434.

Edelsberg J, Weycker D, Barron R, Li X, Wu H, Oster G, et al. Prevalence of antibiotic resistance in US hospitals. Diagn Microbiol Infect Dis. 2014; 78(3):255–62.

Amberpet R, Sistla S, Parija SC, Thabah MM. Screening for intestinal colonization with Vancomycin Resistant Enterococci and associated risk factors among patients admitted to an Adult Intensive Care Unit of a large teaching hospital. J Clin Diagn Res. 2016; 10:DC06-9.

Sood S, Malhotra M, Das BK, Kapil A. Enterococcal infections & antimicrobial resistance. Indian J Med Res. 2008; 128:111-21.

García-Solache M, Rice LB. The Enterococcus: a Model of adaptability to its environment. Clin Microbiol Rev. 2019; 32(2):e00058-18.

Golob M, Pate M, Kušar D, Dermota U, Avberšek J, Papi? B, et al. Antimicrobial resistance and virulence genes in Enterococcus faecium and Enterococcus faecalis from humans and retail red meat. Biomed Res Int. 2019; 2019:2815279.

Delpech G, Pourcel G, Schell C, De Luca M, Basualdo J, Bernstein J, et al. Antimicrobial resistance profiles of Enterococcus faecalis and Enterococcus faecium isolated from artisanal food of animal origin in Argentina. Foodborne Pathog Dis. 2012; 9(10):939-44.

Raza T, Ullah SR, Mehmood K, Andleeb S. Vancomycin resistant Enterococci: a brief review. J Pak Med Assoc. 2018; 68(5):768-72.

Torres C, Alonso CA, Ruiz-Ripa L, León-Sampedro R, Del Campo R, Coque TM. Antimicrobial resistance in Enterococcus spp. of animal origin. Microbiol Spectr. 2018; 6(4).

Downloads

Publicado

29/05/2021

Como Citar

Machado, A. P., Valim, M. D., Corrêa, L. V. A., Corrêa, E. R., Melo, L. R., Topanotti, A. T. R., Atakiama, V. T., & Papato, M. A. (2021). Cocos Gram-positivos resistentes isolados de profissionais de saúde e de ambiente hospitalar em Cuiabá-MT/ Resistant Gram-positive cocci isolated from the health professionals and from the hospital environment in Cuiabá-MT/ Cocos Gram-positivos resistentes aislados de profesionales de salud y en ambiente hospitalario de Cuiabá-MT. Journal Health NPEPS, 6(1). Recuperado de https://periodicos.unemat.br/index.php/jhnpeps/article/view/4880

Edição

Seção

Artigo Original/ Original Article/ Artículo Originale