Práticas de amamentação entre mães adolescentes em Rio Branco, Acre/ Breastfeeding practices among adolescent mothers in Rio Branco, Acre/ Prácticas de lactancia materna entre madres adolescentes en Rio Branco, Acre

Autores

Palavras-chave:

Saúde Materno-Infantil, Amamentação, Gravidez na Adolescência

Resumo

Objetivo: conhecer a prática da amamentação entre mães adolescentes em Rio Branco, Acre. Método: estudo exploratório, transversal e de abordagem quantitativa, desenvolvido junto a 30 mães adolescentes. A  coleta  de  dados  ocorreu  entre maio e junho de 2021, por meio de entrevista semiestruturada. Os dados foram organizados em tabelas e analisados pelo Programa Statistical Package for the Social Sciences (SPSS) versão 20.0 com distribuição de frequências das variáveis. Resultados: a maioria realizou de sete a nove consultas de pré-natal e foram orientadas quanto a importância da amamentação. Receberam apoio para amamentar (90%), principalmente pela família (93,3%). Não encontraram dificuldades para amamentar (53,3%). Dentre as participantes que apresentaram problemas ao amamentar, 57,1% parou com a prática. Apontaram o leite materno como importante para a criança (23,3%) e que previne doenças (20%). Conclusão: as mães adolescentes receberam orientações sobre a amamentação pelos profissionais de saúde, bem como foram apoiadas pelos seus familiares para a manutenção da amamentação, o que equacionou possíveis dificuldades nesse processo. 

 

Referências

Ministério da Saúde (BR). Diretrizes nacionais para a atenção integral à saúde de adolescentes e jovens na promoção, proteção e recuperação da saúde. Brasília, 2010. 132p. Acesso em: 01 de julho de 2021. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/diretrizes_nacionais_atencao_saude_adolescentes_jovens_promocao_saude.pdf.

Vieira E, Bousquat A, Barros C, Alves M. Gravidez na adolescência e transição para a vida adulta em jovens usuárias do SUS. Rev Saúde Pública. 2017; 51:25.

Azevedo W, Diniz M, Fonseca E, Azevedo L, Evangelista C. Complicações na gravidez na adolescência: revisão sistemática da literatura. Einstein (São Paulo). 2015; 13(4):618-626.

IBGE. Pesquisa nacional de saúde escolar. Rio de Janeiro: IBGE; 2021.

Costa R, Rocha E, Oliveira E, Chaves M. Percepções de mães adolescentes sobre aleitamento materno. Rev Enferm Contemp. 2021; 10(1):60-66.

Mesquita AL, Souza VAB, Santos TND, Santos OPD. Atribuições de enfermeiros na orientação de lactantes acerca do aleitamento materno. Rev Cient Sena Aires. 2016; 5(2):158-170.

Araújo RC, Trevisan JA. A importância do enfermeiro no incentivo ao aleitamento materno: uma revisão de literatura. Rev Núcleo Inter Pesq ICESP. 2014; 2(4):8-15.

Ferreira H, Oliveira M, Bernardo E, Almeida P, Aquino P, Pinheiro A. Fatores Associados à Adesão ao Aleitamento Materno Exclusivo. Cien Saúde Colet. 2018; 23(3):683-690.

Lima A, Nascimento D, Martins M. A prática do aleitamento materno e os fatores que levam ao desmame precoce: uma revisão integrativa. J Health Biol Sci. 2018; 6(2):189.

Conde R, Guimarães C, Gomes-Sponholz F, Oriá M, Monteiro J. Auto eficácia na amamentação e duração do aleitamento materno exclusivo entre mães adolescentes. Acta Paul Enferm. 2017; 30(4):383-389.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Cidades. Rio de Janeiro: IBGE; 2021.

Costa V, Nascimento A, Pessoa C, Nascimento E, Américo P, Costa V, et al. Gravidez na população: perfil sociodemográfico e comportamental de um bairro periférico do Acre. Res Soc Dev. 2021; 10(16):e567101624199.

Cintra L, Araújo A, Santos M, Carneiro S, Campos G, Cozac E. Panorama do perfil sociodemográfico e cultural da adolescente grávida. Braz J Develop. 2020; 6(11):92464-92474.

Victora CG, Bahl R, Barros AJD, França GVA, Horton S, Krasevec J, et al. Breastfeeding in the 21st century: epidemiology, mechanisms, and lifelong effect. The lancet. 2016; 387(10017):475-490.

Rollins NC, Bhandari N, Hajeebhoy N, Horton S, Lutter CK, Martines JC, et al. Why invest, and what it will take to improve breastfeeding practices? The lancet. 2016; 387(10017):491-504.

Ministério da Saúde (BR). Atenção ao pré-natal de baixo risco. Brasília: Ministério da Saúde; 2013.

Pereira Júnior BH, Paes NA, Silva ESDA, Sá AG. Número de consultas de pré-natal e fatores associados com variáveis da declaração de nascidos vivos das adolescentes do Semiárido paraibano. Conjecturas. 2021; 21(4):267-283.

Dias BF, Antoni NMD, Vargas D. Perfil clínico e epidemiológico da gravidez na adolescência: um estudo ecológico. ACM Arq Catarin Med. 2020; 49(1):10-22.

Andrade RB, Pirkle CM, Sentell T, Bassani D, Domingues MR, Câmara SM. Adequacy of Prenatal Care in Northeast Brazil: Pilot Data Comparing Attainment of Standard Care Criteria for First-Time Adolescent and Adult Pregnant Women. Int J Women Health. 2020; 12:1023.

Rukundo GZ, Abaasa C, Natukunda PB, Allain D. Parents’ and caretakers’ perceptions and concerns about accessibility of antenatal services by pregnant teenagers in Mbarara Municipality, Uganda. Midwifery. 2019; 72:74-79.

Geraldes ACL, de Souza Portugal M, da Silva SC, Abud, SM. Práticas alimentares de lactentes de mães adolescentes. UNIVAG. TCC-Enfermagem, 2018. Acesso em: 01 de julho de 2021. Disponível em: https://www.repositoriodigital.univag.com.br/index.php/enf/article/view/55.

Frota M, Lopes M, Lima K, Sales C, Silva C. Interfaces of the discontinuation of breastfeeding. Acta Sci Health Sci. 2016; 38(1):33-38.

Silva C, Pellegrinelli A, Pereira S, Passos I, Santos L. Práticas educativas segundo os “Dez passos para o sucesso do aleitamento materno” em um Banco de Leite Humano. Ciênc saúde coletiva. 2017; 22(5):1661-1671.

Sehnem GD, Tamara LB, Lipinski JM, Tier CG. Vivência da amamentação por mães adolescentes: Experiências positivas, ambivalências e dificuldades. Rev Enferm UFSM. 2016; 6(4):578-88.

Munslinger IM, Silva SM, Bortoli CFC, Guimarães KB. A maternidade na perspectiva de mães adolescentes. Rev bras promoç saúde. 2016; 29(3):357-363.

Tamara LDB, Sehnem GD, Lipinski JM, Tier CG, Vasquez MED. Apoio recebido por mães adolescentes no processo de aleitamento materno. Rev enferm UFPE on line. 2017; 11(4):1667-1675.

Alvarenga S, Castro D, Leite FC, Brandão MG, Zandonade E, Primo CC. Fatores que influenciam o desmame precoce. Aquichán. 2017; 17(1):93-103.

Maranhão T, Gomes K, Nunes L, Moura L. Fatores associados ao aleitamento materno exclusivo entre mães adolescentes. Cad Saúde Colet. 2015; 23(2):132-139.

Kumar P, Mishra PS, Srivastava S, Sinha D. What predicts the knowledge of breastfeeding practices among late adolescent girls? evidence from a cross-sectional analysis. PLoS One. 2021; 16(10):e0258347.

Huda MM, O'Flaherty M, Finlay JE, Mamun AL. Time trends and sociodemographic inequalities in the prevalence of adolescent motherhood in 74 low-income and middle-income countries: a population-based study. Lancet Child Adolesc Health. 2021; 5(1):26-36.

Alves JDS, Oliveira MICD, Rito RVVF. Orientações sobre amamentação na atenção básica de saúde e associação com o aleitamento materno exclusivo. Ciênc saúde colet. 2018; 23(4):1077-1088.

Nunes LV, Riquette RFR. Associação entre o estado nutricional e alergias presentes em crianças que tiveram diferentes tipos de amamentação nos primeiros seis meses de vida. Rev Proj Saúde Vida. 2020; 1(2):27-40.

Muller K, Souza AP, Cardoso JF, Palhares D. Conhecimento e adesão à doação de leite humano de parturientes de um hospital público. Interações (Campo Grande). 2019; 315-326.

Alvarenga S, Castro D, Leite F, Garcia T, Brandão M, Primo C. Critical defining characteristics for nursing diagnosis about ineffective breastfeeding. Rev bras enferm. 2018; 71(2):314-321.

Barbosa G, Silva V, Pereira J, Soares M, Medeiros Filho R, Pereira L, et al. Dificuldades iniciais com a técnica da amamentação e fatores associados a problemas com a mama em puérperas. Rev Paul Pediatr. 2017; 35(3):265-272.

Barbosa DJ, Vasconcelos TC, Gomes MP. Fatores que interferem no aleitamento materno exclusivo durante os primeiros seis meses de vida do bebê. Rev Pró-UniverSUS. 2020; 1(1):80-87.

Mostachio PF, Máximo SS. Compreensão do apoio familiar frente ao aleitamento materno. Universidade Cesumar. 2021. Acesso em: 01 de julho de 2021. Disponível em: http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/7392. Acesso em: 27 mai 2021.

Areia JS, Porto TRS, Silva AM, Baldoino LS, Araújo RR, Martins VS, et al. A principal motivação elencada para o desmame precoce por lactantes adultas: revisão integrativa da literatura. Rev Eletrônica Acervo Saúde. 2020; (41):e2568.

Taveira AM, Araújo A. Aleitamento materno na perspectiva de mães adolescentes: contribuições para Atenção Primária à Saúde. Rev enferm Cent Oeste Min. 2019; 9:e3118.

Coelho AA, Lima CM, Arruda EHP. Conhecimento de gestantes e puérperas acerca da mastite puerperal. J Health NPEPS. 2018; 3(2):540-51.

Downloads

Publicado

01/06/2022

Como Citar

Cardozo, S. F. C., da Silva, G. K. B., de Oliveira, S. F., Chen, P. S.-T., Rodrigues, A. R. M., & Costa, R. S. L. da. (2022). Práticas de amamentação entre mães adolescentes em Rio Branco, Acre/ Breastfeeding practices among adolescent mothers in Rio Branco, Acre/ Prácticas de lactancia materna entre madres adolescentes en Rio Branco, Acre. Journal Health NPEPS, 7(1). Recuperado de https://periodicos.unemat.br/index.php/jhnpeps/article/view/5824

Edição

Seção

Artigo Original/ Original Article/ Artículo Originale