Vivências de estudantes de enfermagem na preceptoria em saúde/ Experiences of nursing students on preceptorship in health/ Experiencias de estudiantes de enfermería sobre la preceptoría en salud

Autores

Palavras-chave:

Educação Superior, Enfermagem, Preceptoria

Resumo

Objetivo: conhecer as vivências de estudantes de enfermagem na preceptoria em saúde. Método: estudo exploratório e com abordagem qualitativa, realizado entre o primeiro semestre de 2019 e o último de 2020, junto a 24 alunos do último semestre do curso de enfermagem, em uma universidade pública de Mato Grosso, Brasil. A coleta de dados foi realizada de forma remota. Para a análise dos dados, utilizou-se a análise temática. Resultados: o processo de transição do formato tradicional do estágio supervisionado de enfermagem para uma nova modalidade de ensino-aprendizagem e acompanhamento em campo prático, foi concebido pelos estudantes com certa apreensão, pelo desconhecimento da estratégia, mas remetendo a ideia de maior liberdade e autonomia. Consideram que um preceptor deve ser comprometido com a ética e a formação de qualidade. Quanto a coordenação do estágio, veem como importante interlocução entre alunos e preceptores, estreitando laços e oportunizando momentos de trocas, com direcionamentos e apoio para o melhor aproveitamento. Conclusão: as vivências dos estudantes de enfermagem na preceptoria foram positivas, o que pode impactar na atuação profissional futura.

Referências

Batista J. Preceptoria em Enfermagem: Formação dos Enfermeiros para o SUS. Rev. Rede de Cuidados em Saúde[Internet]. 2016 [citado em 09 nov 2020]; 10(3):1-10. Disponível em: http://publicacoes.unigranrio.edu.br/index.php/rcs/article/view/2849/2090

Oliveira, WA. Enfermagem: os desafios e dificuldades do início da carreira. Rev. De Enfermagem do FACIPLAC [Internet]. 2017 [citado em 12 nov 2020]; 2(2):1-19. Disponível em: http://revista.faciplac.edu.br/index.php/REFACI/article/view/227

França T, Medeiros KR, Belisario AS, Garcia AC, Pinto ICM, Castro JL et al. Política de Educação Permanente em Saúde no Brasil: A Contribuição das Comissões Permanentes de Integração Ensino- Serviço. Rev.Ciênc. Saúde Coletiva [Internet]. 2017 [citado em 12 nov 2020]; 22(6):1817-1828.Doi: https://doi.org/10.1590/1413-81232017226.30272016

Teixeira E. Em tempos de novas Diretrizes Curriculares Nacionais (DCN) para o curso de graduação em enfermagem. Rev Enferm UFSM[Internet]. 2017 [citado em 23 fev 2021]; 7(2):3-4. DOI: https://doi.org/10.5902/2179769228859

Nalom DMF, Ghezzi JFSA, Higa EFR, Peres CRFB, Marin NJSl. Ensino em saúde: aprendizagem a partir da prática profissional. Ciênc. saúde coletiva[Internet]. 2019 [citado em 23 fev 2021]; 24(5). DOI: https://doi.org/10.1590/1413-81232018245.04412019

Maués J R, Siqueira GC, Araújo RMS, Domingues RJS, Freitas JJS, Kietzer KS. A integração ensino-serviço na perspectiva dos preceptores: análise de um contexto. Interdisciplinary Journal of Health Education[Internet].2020[citado em 23 fev 2021];5(2):81-86. DOI: https://doi. org/10.4322/ijhe.2020.009

Winters JRF, Prado ML, Heidermann ITSB. A Formação em Enfermagem Orientada aos Princípios do Sistema Único de Saúde: Percepção dos Formandos. Esc. Anna Nery[Internet]. 2016 [citado em 12 out 2020]; 20(2):248-253. Doi: http://dx.doi.org/10.5935/1414-8145.20160033

Antunes TM, Dantas DV, Ferrari MFM. Preceptory as locus of learning and coproduction of knowledge. Rev. de Enfermagem UFPE On Line[Internet]. 2017 [citado em 12 nov 2020]; 11(10):3741-3748. Doi:https://doi.org/10.5205/1981-8963-v11i10a22612p3741-3748-2017.

Universidade do Estado de Mato Grosso. Resolução Nº 041/2017 –CONSUNI. Cáceres, 2017.

Bardin L. Análise de conteúdo. 70 Ed. São Paulo, 2011.

Magalhães MSC, Souza AC, Azevedo GM. Contributions of Nursing Preceptorship in the context of Primary Health Care from the perspective of active methodologies. Research, Society and Development[Internet]. 2020 [citado em 25 fev 2021]; 9(7): e270973681. Doi: http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v9i7.3681

Silva FA, Costa NMSC, Lampert JB, Alves R. Teachers’ role in strengthening teaching-service-community integration policies: the context of Brazilian medical schools. Interface[Internet].2018[citado em 23 fev 2021]; 22(1):1411-1423. DOI: https://doi.org/10.1590/1807-57622017.0062

Makuch DMV, Zagonel IPS. Comprehensive Care in Health Teaching: A Systematic Review. Rev. bras. educ. med.[Internet].2017[citado em 24 fev 2021]; 41(4):515-524. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/1981-52712015v41n4rb20170031

Andrade YNL, Menezes EG, Jardim MJA, Ribeiro JSST, Chaves RGR, Rolim ILTP. Conhecimento de Acadêmicos de Enfermagem Sobre Ensino-Aprendizagem na Sistematização da Assistência de Enfermagem. Rev. Rene[Internet]. 2016 [citado em 12 nov 2020]; 17(5):602-609. Doi: https://doi.org/10.15253/2175-6783.2016000500004

Paczek RS, Alexandre EM. Preceptoria em Enfermagem em um Serviço Público de Saúde. Rev Enferm UFPE on line[Internet]. 2019 [citado em 23 fev 2021]; 13:e242697. Doi: https://doi.org/10.5205/1981-8963.2019.242697

Esteves LSF, Cunha ICKO, Bohomol E, Santos MR. Supervisão Clínica e preceptoria/tutoria - contribuições para o Estágio Curricular Supervisionado. Rev Bras Enferm[Internet]. 2019 [citado em 23 fev 2021]; 72(6):1730-1735. Doi: https://doi.org/10.1590/0034-7167-2018-0785

Alves VH, Pereira AV, Dulfe PAM, Vieira BDG, Silva LA, Fontoura AMT et al. Preceptorship in nursing-midwifery: a training-intervention in health work. Rev Bras Enferm[Internet]. 2020 [citado em 23 fev 2021]; 73(6):20190661. Doi: https://doi.org/10.1590/0034-7167-2019-0661

Nunes GF, Gumarães TF, Pargeon JPOM, Bastos GCFC, Silva AMTC, Almeida RJ. Análise dos Níveis de Empatia de Professores e Preceptores Médicos de um Curso de Medicina. Rev Bras Educ Med[Internet].2020[citado em 23 fev 2021]; 44(1):e043. Doi: https://doi.org/10.1590/1981-5271v44.1-20190107.

Cosme FSMN, Valente GSC. Educação Permanente na Práxis de Preceptoria em Atenção Básica de saúde. Research, Society and Development[Internet]. 2020 [citado em 25 fev 2021]; 9(8): e653984490. Doi: http://dx.doi.org/10.33448/rsd

Peduzzi M, Agreli HF. Trabalho em equipe e prática colaborativa na Atenção Primaria a Saúde. Interface (Botucatu) [Internet].2018[citado em 23 fev 2021]; 22(Supli.2):1525-1534. Doi: https://doi.org/10.1590/1807-57622017.0827

Valentim LV, Luz RA, Santos LSC, Noca CRS. Percepção dos Profissionais de Enfermagem Quanto ao Trabalho em Equipe. Rev. Baiana de Enfermagem[Internet].2020[citado em 25 fev 2021];34:e37510. Doi: https://doi.org/10.18471/rbe.v34.37510

Peruzzo HE, Bega AG, Lopes APAT, Fernandez MC, Haddad L, Peres AM et al. Os Desafios de se Trabalhar em Equipe na Estratégia Saúde da Família. Esc. Anna Nery[Internet].2018[citado em 25 fev 2021];22(4):e20170372, 2018. Doi: https://doi.org/10.1590/2177-9465-EAN-2017-0372

Castro MR, Zeitoune RCG, Tracera GMP, Moraes KG, Batista KC, Nogueira MLF. A Humanização no Trabalho Docente de Enfermagem. Rev Bras Enferm[Internet].2019[citado em 25 fev 2021];73(1):e20170855. Doi: https://doi.org/10.1590/0034-7167-2017-0855

Marçal ARV, Zagonel IPS. Profissionalismo na formação de enfermeiros: apreensão das significações de docentes e estudantes. J Nurs Health[Internet].2020[citado em 25 fev 2021]; 10(1): e20101008. Disponível em: https://periodicos.ufpel.edu.br/ojs2/index.php/enfermagem/article/view/18160/11426

Meireles DSL, Meireles RF, Tarim APVO, Carneiro SNV. A Teoria do Agir Comunicativo e sua Contribuição para a Relação Professor- Aluno no Ensino Superior. Rev. Docência Ens. Sup. [Internet].2017[citado em 25 fev 2021];7(2):97- 112. Doi:https://doi.org/10.35699/2237-5864.2017.2349

Ribeiro KRB, Prado ML, Backes VMS, Mendes NPN, Mororó DDS. Teaching in Health Residencies: Knowledge of Preceptors Under Shulman's analysis. Rev Bras Enferm[Internet]. 2020 [citado em 23 fev 2021]; 73(4):20180779. Doi: http://dx.doi.org/10.1590/0034-7167-2018-0779

Barros MAA, Ferreira PJO, Silva FMP, Holanda R-A, Carneiro SNV. Perfil Acadêmico do Preceptor de Enfermagem na Atenção Primária. Rev. Expressão Católica Saúde[Internet]. 2018[citado em 26 fev 2021]; 2(2). Disponível em: http://reservas.fcrs.edu.br/index.php/recsaude/article/view/2081/pdf

Ferreira FDC, Dantas FC, Valente GSC. Nurses’ knowledge and competencies for preceptorship in the basic health unit. Rev Bras Enferm[Internet]. 2018 [citado em 23 fev 2021]; 71(4):1564-1571. Doi: https://doi.org/10.1590/0034-7167-2016-0533

Neves MGBC, Leite IDL, Priante PT. As concepções de preceptores do SUS sobre metodologias ativas na formação do profissional da saúde. Educ. rev.[Internet]. 2020 [citado em 23 fev 2021]; 36: e207303. Doi: http://dx.doi.org/10.1590/0102-4698207303

Downloads

Publicado

01/06/2022

Como Citar

Alves da Silva, A. ., Baggio, Érica, Antonelo Martins, V. ., Hattori, T. Y., Ferreira do Nascimento, V. ., & Pereira Terças-Trettel, A. C. . (2022). Vivências de estudantes de enfermagem na preceptoria em saúde/ Experiences of nursing students on preceptorship in health/ Experiencias de estudiantes de enfermería sobre la preceptoría en salud. Journal Health NPEPS, 7(1). Recuperado de https://periodicos.unemat.br/index.php/jhnpeps/article/view/6378

Edição

Seção

Artigo Original/ Original Article/ Artículo Originale

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)