A MEMÓRIA-DENÚNCIA: UM BREVE ESTUDO SOBRE “UM ILUSTRE REFUGIADO POLÍTICO”, DE MILTON HATOUM

Autores

DOI:

https://doi.org/10.30681/moinhos.v1i10.5390

Resumo

Este artigo tem como propósito analisar a crônica Um ilustre refugiado político, de Milton Hatoum, que se encontra na coletânea Um Solitário à Espreita (2013). O objetivo central é entender como a configuração da memória nessa narrativa se constrói a partir de uma denúncia histórica, ao relembrar e sumarizar acontecimentos relativos à longa ditadura paraguaia ocorrida no governo de Alfredo Stroessner. Tendo por base uma análise sociológica e mobilizando conhecimentos extrínsecos à crônica, perquirimos a narrativa por intermédio do estudo dessa inter-relação entre os elementos ficcionais e factuais, que são a marca característica do gênero em Hatoum. Com isso passamos a entender até que ponto essa crônica se constitui como uma espécie de memória-denúncia, que serve tanto para propósitos narrativos, quanto para propósitos políticos. Entrementes, para realizar essa tarefa, utilizamos os seguintes teóricos basilares: Bakhtin (1998), Calvino (2009), Candido (2014), Costa Lima (1975), Le Goff (1992) e Robin (2016).

Biografia do Autor

Luan Paredes Almeida Alves, Programa de Pós-Graduação em Estudos Literários (PPGEL/UNEMAT)

Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Estudos Literários, da Universidade do Estado de Mato Grosso (PPGEL/UNEMAT), Câmpus de Tangará da Serra-MT, sob orientação do Prof. Dr. Helvio Gomes de Moraes Junior. E-mail: luan.paredes@unemat.br

Referências

BAKHTIN, M. Questões de literatura e estética: a teoria do romance. São Paulo: Hucitec, 1998.

BECKER, Caroline Valada. A crônica e suas molduras, um estudo genológico. Estação Literária, v. 11, p. 10-26, 2017.

CALVINO, Ítalo. Assunto encerrado: discursos sobre literatura e sociedade. São Paulo: Companhia das Letras, 2009.

CANDIDO, Antonio. Literatura e Sociedade. 13. ed. Rio de Janeiro: Ouro sobre Azul, 2014.

COSTA LIMA, Luiz. “A Análise Sociológica”. In: COSTA LIMA, Luiz. Teoria da Literatura em suas fontes. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1975.

D’ONOFRIO, Salvatore. Teoria do Texto: Prolegômenos e teoria da narrativa. São Paulo: Ática, 2006.

HATOUM, Milton. Um Solitário à Espreita. São Paulo: Companhia de Bolso, 2013.

LE GOFF, J. História e Memória. Campinas: Editora da Unicamp, 1992.

ROBIN, R. A memória saturada. Trad. Cristiane Dias e Greciely Costa. Campinas: Editora da Unicamp, 2016.

Downloads

Publicado

19/05/2022

Como Citar

Paredes Almeida Alves, L. (2022). A MEMÓRIA-DENÚNCIA: UM BREVE ESTUDO SOBRE “UM ILUSTRE REFUGIADO POLÍTICO”, DE MILTON HATOUM. Revista Moinhos, 1(10), 23–32. https://doi.org/10.30681/moinhos.v1i10.5390

Edição

Seção

Artigos