ENSINO DE ARTE E CULTURA AFRO-BRASILEIRA NAS ESCOLAS PÚBLICAS DO MUNICÍPIO DE CÁCERES - MT: UMA ANÁLISE DE LIVROS DIDÁTICOS

Visualizações: 23

Autores

  • Larissa Laura Jarra de Campos UNEMAT
  • Agnaldo Rodrigues da Silva UNEMAT
  • José Humberto Rodrigues dos Anjos UFG

DOI:

https://doi.org/10.30681/real.v16.11661

Palavras-chave:

Ensino; Material didático; Legislação; Arte africana; Arte afro-brasileira.

Resumo

Este artigo apresenta os resultados de uma pesquisa qualitativa de cunho bibliográfico que teve como objetivo analisar os conteúdos relacionados ao ensino de arte e cultura afro-brasileira presentes nos livros didáticos de Língua Portuguesa/Literatura e Artes, adotados pelas escolas públicas no município de Cáceres-MT. Como corpus, foram escolhidos dois exemplares de livros didáticos do Ensino Médio, elaborados após a implementação da Lei 10.639/03, que foi modificada pela Lei 11.645/2008. Para a análise, além dos livros já mencionados, realizou-se levantamento bibliográfico de referenciais teóricos que tratam do tema em questão. Tomando como referência as obras analisadas, pode-se dizer que o livro didático brasileiro ainda é um instrumento pouco eficiente para trabalhar a temática proposta pela Lei N° 10.639/2003. Em ambos os livros didáticos há uma lacuna fortalecedora para a ineficiência deles na implementação da lei nas escolas. Por isso é preciso lutar, mesmo 20 anos após a sanção do marco legal, para que esses materiais reconheçam e garantam em suas páginas a presença dos conteúdos que promovam uma educação étnico-racial alinhada ao que propõe o texto jurídico. O uso de outros recursos, como filmes, documentários, músicas, jornais e revistas, aliados a uma formação continuada para os professores, constitui-se como possíveis caminhos para a implementação da lei, mas não podem eximir o livro didático de cumprir com sua responsabilidade de retratar, discutir, e apresentar a arte e a cultura afro-brasileira e africana em suas mais diversas manifestações.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Larissa Laura Jarra de Campos, UNEMAT

Graduada em Letras pela Universidade do Estado de Mato Grosso – UNEMAT. Foi bolsista de iniciação científica da UNEMAT/ FAPEMAT. Contato: larissa_laura_jc@live.com

Agnaldo Rodrigues da Silva, UNEMAT

Docente do Programa de Pós-graduação em Estudos Literários – PPGEL, na Universidade do Estado de Mato Grosso - UNEMAT. Contato: agnaldosilva20@unemat.br

José Humberto Rodrigues dos Anjos, UFG

Docente do curso de Pedagogia da Universidade Federal de Goiás – UFG. Vice-coordenador do Núcleo de Estudos Afro-brasileiros e Indígenas - NEABI do Câmpus Goiás. Contato: josehumberto2@ufg.br

 

Referências

ABAURRE, M. L. M. et al. Português: contexto, interlocução e sentido. São Paulo: Moderna, 2008.

BITTENCOURT, C. Livros didáticos entre textos e imagens. In: BITTENCOURT, C. O saber histórico na sala de aula. São Paulo: Contexto, 2001.

BITTENCOURT, C. Os confrontos de uma disciplina escolar: da história sagrada à história profana. Revista Brasileira de História, São Paulo, v. 13, n. 25/26, p. 193-221, set. 1992/ago. 1993.

BITTENCOURT, C. M. F. Livro didático e saber escolar 1810-1910. Belo Horizonte: Autêntica, 2008. BRASIL. Lei nº 10.639, de 9 de janeiro de 2003. D.O.U., Brasília, DF, 10 jan. 2003.

FERRARI, S. S. U. Arte por toda parte. São Paulo: FTD, 2013.

LEITE, M. J. S. Movimento social quilombola: processos educativos. Curitiba: Appris, 2016.

FREIRE, P. Educação e Mudança. São Paulo: Paz e Terra, 2014.

GATTI JÚNIOR, D. A escrita escolar da história: livro didático e ensino no Brasil. Bauru: EDUSC; Uberlândia: Ed. da UFU, 2004.

GOMES, N. L. Movimento negro e educação: ressignificando e politizando a raça. Educação & Sociedade, [S.L.], v. 33, n. 120, p. 727-744, set. 2017. FapUNIFESP (SciELO). HOOKS, B. Ensinando a transgredir: a educação como prática da liberdade. São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2017.

MUNANGA K. (Org.). Superando o racismo na escola. Brasília, DF: Ministério da Educação, 2005.

NEGRÃO, E. V. Preconceitos e discriminações raciais em livros didáticos e infanto-juvenis: diagnóstico sobre a situação educacional de negros (pretos e pardos) no Estado de São Paulo. São Paulo: Fundação Carlos Chagas, 1996. RUFINO, L. Vence-demanda: educação e descolonização. Rio de Janeiro: Mórula, 2021.

SILVA, A. C. A discriminação do negro no livro didático. Salvador: EDUFBA, 2004.

SILVA, M. A.; FONSECA, S. G. Ensino de História hoje: errâncias, conquistas e perdas. Revista Brasileira de História, [S.L.], v. 30, n. 60, p. 13-33, 2010. FapUNIFESP (SciELO).

Downloads

Publicado

2023-09-03

Como Citar

Jarra de Campos, L. L., da Silva, A. R., & Rodrigues dos Anjos, J. H. (2023). ENSINO DE ARTE E CULTURA AFRO-BRASILEIRA NAS ESCOLAS PÚBLICAS DO MUNICÍPIO DE CÁCERES - MT: UMA ANÁLISE DE LIVROS DIDÁTICOS. Revista De Estudos Acadêmicos De Letras, 16(01). https://doi.org/10.30681/real.v16.11661