O estudo no Centro-Oeste brasileiro do grand-monde da blogosfera como fator de infoxicação na prática e no ensino de jornalismo

Autores

  • Gibran Luís Lachowski Universidade do Estado de Mato Grosso

DOI:

https://doi.org/10.30681/rccs.v1i1.1642

Palavras-chave:

Contemporaneidade, Jornalismo, Jornalista-docente, Internet, Infoxicação.

Resumo

Se é fato que a tecnologia digital on-line corresponde a uma das matrizes da contemporaneidade, também podemos concordar que este engenho gera amplas consequências na nossa conformação social. Nesse sentido, debruçar sobre os ofícios ligados à produção noticiosa e ao ensino-aprendizagem do Jornalismo é uma forma de refletir a respeito desses desdobramentos. No artigo em questão, centramos nossos estudos nos docentes. Buscamos saber como se relacionam com os meios de comunicação, tendo em vista dois aspectos essenciais: a condição profissional (jornalista e professor universitário); e o nível de exposição/dependência dos aparatos informativos. Em suma, os resultados indicam a importância de inserir o debate acerca da infoxicação no cotidiano de jornalistas-docentes.

Biografia do Autor

Gibran Luís Lachowski, Universidade do Estado de Mato Grosso

Departamento de Jornalismo da Unemat/campus de Alto Araguaia

Referências

AMARAL, A.; RECUERO, R.; MONTARDO, S. (Eds.). Blogs.com: estudos sobre blogs e Comunicação. São Paulo: Momento Editorial, 2009.

DIAS, C. Hipertexto: evolução histórica e efeitos sociais. In: Ciência da Informação. Ci. Inf. vol.28 n.3 Brasília Sept./Dec. 1999. Acesso em 12.3.2014, disponível em <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-19651999000300004>.

FERRARI, P. Jornalismo Digital. São Paulo: Editora Contexto., 2004. Jenkins, H. Cultura da convergência. São Paulo: Editora Aleph, 2004.

JOHNSON, S. Cultura da interface – como o computador transforma nossa maneira de criar e comunicar. Trad. Maria Luiza X. de A. Borges. RJ: Jorge Zahar, 2001.

KEEN, A. O culto do amador. Rio: Jorge Zahar, 2009.

LEMOS, A. Cibercultura: tecnologia e vida social na cultura contemporânea. – 6. Ed. - Porto Alegre: Sulina, 2013.

LÉVY, P. Cibercultura. São Paulo: Editora 34, 1999.

MACHADO, E. Prefácio. In Machado, E. (Ed.), O ensino de jornalismo na era da convergência: Conceitos, metodologias e estudos de casos no Brasil (7-13). Salvador: Edubra, 2011.

MARTINO, L. C. Pensamento comunicacional canadense: as contribuições de Innis e McLuhan. Comunicação Mídia e Consumo. São Paulo 5(14), 123-148, 2008.

MARTINS, G. L. O ensino de ciberjornalismo: estudo comparativo dos cursos de Jornalismo do Rio Grande do Norte e Mato Grosso do Sul. In: SOSTER, D. e TEIXEIRA LIMA, W. T. (Eds.). Jornalismo digital: audiovisual, convergência e colaboração–– Santa Cruz do Sul: Edunisc, 2011.

MORAES JÚNIOR, E. O ensino do interesse público na formação de jornalistas: elementos para a construção de uma pedagogia. São Paulo: ECA/USP, 2011.

MEYER, P. Os Jornais Podem Desaparecer? São Paulo: Editora Contexto, 2007.

MOHERDAUI, L. Guia de estilo web: produção e edição de notícias on-line. São Paulo: Editora Senac, 2002.

OUTING, S. O jornalismo do futuro exigirá velocidade e coração forte. Meio & Mensagem, edição especial, 1998.

PARENTE, A. O virtual e o hipertextual. RJ: Pazulinn, 1998.

RHEINGOLD, H. A comunidade virtual. Trad. Helder Aranha. Lisboa: Gradiva, 1996.

SAAD, B. Estratégias para a mídia digital: Internet, informação e comunicação. São Paulo: Editora Senac, 2003.

SOUSA, J. Teoria do meio: contribuições, limites e desafios. Brasília: UnB, 2009.

WOLTON, D. Internet, e depois? Uma teoria crítica das novas mídias. Trad. Isabel Crossetti – Porto Alegre: Sulina, 2007.

Downloads

Publicado

27/09/2016

Como Citar

Lachowski, G. L. (2016). O estudo no Centro-Oeste brasileiro do grand-monde da blogosfera como fator de infoxicação na prática e no ensino de jornalismo. Revista Comunicação, Cultura E Sociedade, 4(1), 80–97. https://doi.org/10.30681/rccs.v1i1.1642