Cavalhada de Poconé-MT: tradição medieval, folkcomunicação e espetáculo

Autores

  • Lawrenberg Advincula da Silva Universidade do Estado de Mato Grosso

DOI:

https://doi.org/10.30681/rccs.v1i02.782

Palavras-chave:

Folkcomunicação, Cultura popular, Modernização cultural, Cavalhada de Poconé.

Resumo

A partir da compreensão da Comunicação como ciência da cultura, mais especificamente, na perspectiva da folkcomunicação, o presente artigo parte da hipótese que as condições de apresentação da Cavalhada de Poconé, uma herança colonial portuguesa ligada à memória medieval-cristã, apesar de não negarem a ascendência tradicionalista das oligarquias locais, sugerem, nos dias atuais, uma representação calcada em dinâmicas de entretenimento de dimensão cosmopolita, massiva, estandardizada; ao passo da realização anual do evento no interior de Mato Grosso perpassar a própria noção de prática popular, segundo o folclorista Edson Carneiro (1965), quando se tem, nas formas de atualização da iconografia e dos ritos: indícios de modernização voltada a atender as demandas emergentes de um turismo de viés internacional e orientado de acordo aos desígnios das denominadas cidades-espetáculos do século XXI. 

Biografia do Autor

Lawrenberg Advincula da Silva, Universidade do Estado de Mato Grosso

Professor Assistente do Curso de Comunicação Social , habilitação Jornalismo, |  Jornalismo do campus Alto Araguaia da Universidade do Estado de Mato Grosso - Unemat. Coordenador da revista científica Comunicação, Cultura e Sociedade - RCCS (www.aia.unemat.br/revistaculturasociedade) e Coordenador do Projeto de Pesquisa Formação Profissional em Jornalismo em Mato Grosso - FPJMT.

Referências

ABDALLA, Silvana Maria de Moraes. Turismo e Cultura: uma leitura do espaço urbano poconeano em suas singularidades. Dissertação de mestrado apresentado ao programa de pós-graduação em Geografia, Universidade Federal de Mato Grosso. Cuiabá: Editora UFMT, 2006.

BARBEIRO, Jesus-Martin. Dos meios às mediações. 2. Ed. Rio de Janeiro: UFRJ, 2005.

BECK, Ulrich. Risk society. Towards a new modernity. Londres: Sage Publications, 1992

BOURDIEU, Pierre. Sobre a televisão. A Influência do Jornalismo e Os Jogos Olímpicos. Trad. Maria Lúcia Machado. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor: 1997.

BRANDÃO, Théo. Folguedos natalinos – cavalhada. Maceió: Imprensa universitária da UFAL, 1976.

CANCLINI, Néstor Garcia. Culturas Híbridas: estratégias para entrar e sair da modernidade. São Paulo: Edusp, 2006.

CANEVACCI, Massimo. A cidade polifônica: Ensaio sobre a antropologia da comunicação urbana. São Paulo: Studio Nobel, 1993.

DAMATTA, Roberto. Relativizando: uma introdução à antropologia social. Rio de Janeiro: Editora Rocco, 1987.

DEL PIORE, Mary. Festas e utopias no Brasil colonial. São Paulo: Brasiliense, 1994.

GEERTZ, Clifford. A interpretação das culturas. - l. Ed. I3.reimpr. Rio de Janeiro: LTC, 2008.323p.

HALL, Stuart. Identidade Cultural na pós-modernidade. 10. Ed. Rio de Janeiro: Zahar, 2010.

KELLNER, Douglas. A cultura da mídia: estudos culturais: identidade e política entre o moderno e o pós-moderno. Bauru: Edusc, 2001.

LAPLANTINE, François. Aprender antropologia. São Paulo: Brasiliense, 2003.

MALINOWSKI, Bronislaw. Argonautas do pacifico ocidental: Um relato do empreendimento e da aventura dos nativos nos arquipélagos da Nova Guiné melanesia. São Paulo: Abril Cultural, 1976. 436 p.

MELO, José Marques de; FERNANDES, Guilherme Moreira (orgs.). Metamorfose da Folkcomunicação: antologia brasileira. 1. ed.São Paulo: Editae Cultural, 2013.

PRADO, Luís Serenini. Dos conceitos de cultura à cultura dos meios. Revista Fragmentos de cultura, Goiânia, v. 20, n. 1/2, p. 68-80, jan./fev. 2010.

RIBEIRO, Darcy. O povo brasileiro. A formação e o sentido de Brasil. 2. ed. São Paulo: Companhia?das?Letras, 1995

ROQUE, Laraia de Barros. Cultura: um conceito antropológico. 14.ed. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2001

SCHIPANSKI, Carlos Eduardo. Cavalhadas de Guarapuava: história e morfologia de uma festa campeira (1899-1999). Tese apresentada no programa de Pós-graduação em História, da Universidade Federal Fluminense. Niterói: Editora UFF, 2009. 274 fs.

Site da prefeitura municipal de Poconé: www.pmpocone.com.br.

TINHORÃO, José Ramos. As festas no Brasil colonial. São Paulo: Editora 34, 2000.

TRIGUEIRO, Osvaldo Meira. Folkcomunicação & ativismo midiático. Paraíba: Editora Universitária da UFPB, 2008.

Downloads

Publicado

24/08/2015

Como Citar

Silva, L. A. da. (2015). Cavalhada de Poconé-MT: tradição medieval, folkcomunicação e espetáculo. Revista Comunicação, Cultura E Sociedade, 2(02). https://doi.org/10.30681/rccs.v1i02.782

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)