Sistematização da Assistência de Enfermagem na perspectiva do docente/ Systematization of nursing assistance from the perspective of the teacher/ Sistematización de la atención de enfermería en la perspectiva del docente

Autores

Palavras-chave:

Diagnóstico de Enfermagem, Docentes de Enfermagem, Educação em Enfermagem.

Resumo

Objetivo: identificar como os docentes se preparam para ensinar a sistematização da assistência de enfermagem. Método: trata-se de um estudo exploratório, descritivo e com abordagem qualitativa, realizado em 2017, em uma instituição pública de ensino superior. Os dados foram coletados utilizando-se de entrevista semiestruturada e analisados pela análise do conteúdo. Resultados: o ensino da a sistematização da assistência de enfermagem provém desde a formação do professor até sua aplicabilidade em sala de aula. Os participantes do estudo consideram um desafio para esse ensino, em virtude do envolvimento de instituições de saúde para aplicabilidade desse aprendizado e muitas vezes, essas instituições inviabilizam a realização. Além disso, muitos discentes percebem esse conteúdo apenas como atividade extra, sem importância. O contato de muitos professores com esse conteúdo ocorre somente durante a graduação, o que dificulta posteriormente o ensino. Esses fatores prejudicam a implementação da sistematização da assistência de enfermagem tanto no contexto acadêmico como futuramente, no trabalho do enfermeiro. Considerações finais: conclui-se que durante a graduação as competências que regem este conteúdo são ensinadas em aulas teóricas e colocadas em práticas durante o estágio, porém há fragilidades no caminho que impossibilitam a consolidação do significado da a sistematização da assistência de enfermagem para o profissional.

Biografia do Autor

Micheline Midori Suzuki da Rocha, Universidade do Estado de Mato Grosso - UNEMAT.

Possui graduação em Direito pela União de Ensino Superior de Diamantino Ltda (2010). Possui graduação em Enfermagem pela Universidade do Estado de Mato Grosso. Pós-graduanda em Gestão Pública pela Universidade Aberta do Brasil

Karina Nonato Mocheuti, Universidade do Estado de Mato Grosso - UNEMAT.

Bacharel em Enfermagem pela Universidade de Marília, São Paulo (UNIMAR). Mestra em Educação pelo PPGEdu (UNEMAT), na Linha de Pesquisa Formação de professores, Políticas e Práticas Pedagógicas. Especialista em Metodologia e Didática do Ensino Superior. Docente Assistente da Faculdade de Ciências da Saúde, no curso de Bacharel em Enfermagem da Universidade do Estado de Mato Grosso - UNEMAT, Câmpus Universitário Francisco Ferreira Mendes de Diamantino, Mato Grosso. Coordenadora Local do Programa de Formação de Células Cooperativa (FOCCO) e Diretora da Faculdade de Ciências da Saúde (FACIS). Linhas de Pesquisa: Educação, Metodologias Ativas de Ensino e Aprendizagem - Aprendizagem Cooperativa e Assistência de Enfermagem.

Grasiela Cristina Silva Botelho Silvestre, Universidade do Estado de Mato Grosso- UNEMAT.

Graduada em Enfermagem pela União de Ensino Superior de Diamantino Ltda (2012). Especialização em Enfermagem Obstétrica e UTI Neonatal pela EduCareMT- Instituto de Pós-Graduação e Assessoria Superior de MT. Especialista em Docência Universitária pela FID - Faculdades Integradas de Diamantino. Mestra em Ambiente e Saúde área de concentração poluentes ambientais da água e solo e doenças relacionadas pela Universidade de Cuiabá - UNIC (2018). Docente da Graduação do Curso de Bacharelado em Enfermagem da Universidade Estadual de Mato Grosso - UNEMAT, Câmpus Universitário Francisco Ferreira Mendes de Diamantino, Mato Grosso.

Claudia Moreira de Lima, Universidade de Cuiabá - UNIC.

Bacharel em Enfermagem pela Universidade do Estado de Mato Grosso - UNEMAT (2014). Especialização em Urgência e Emergência e Gestão em Serviços Pré-Hospitalar pela Faculdade Afirmativo - FAFI (2016). Mestranda do Programa Ambiente e Saúde área de concentração poluentes ambientais da água e solo e doenças relacionadas pela Universidade de Cuiabá - UNIC (2017-2019). Ensino e Extensão na Área da Saúde e Enfermagem. Os projetos de extensão abrangem a prevenção e promoção da saúde.

Antonia Dinágila do Nascimento Ribeiro, Universidade do Estado de Mato Grosso - UNEMAT.

Bacharel em Enfermagem (2013/2017), Universidade do Estado de Mato Grosso, Campus:Diamantino-MT

Referências

Resolução COFEN n? 358 de 15 de outubro de 2009. Dispõe sobre a Sistematização da Assistência de Enfermagem - SAE - nas Instituições de Saúde Brasileiras. Rio de Janeiro: COFEN; 2009.

Alfaro-Lefevre R. Aplicação do Processo de Enfermagem: uma ferramenta para o pensamento crítico. Porto Alegre: Artmed; 2014.

Lei n. 7498, de 25 de junho de 1986. Dispõe sobre a regulamentação do exercício da enfermagem e dá outras providências. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Seção 1; p. 1. Brasília; 1986.

Soares MI, Resck ZMR, Terra FS, Camelo SHH. Sistematização da assistência deenfermagem: facilidades e desafios do enfermeiro na gerência da assistência. Esc Anna Nery. 2015; 19(1):47-53.

Fuly P SC, Leite JL, Lima SBS. Correntes de pensamento nacionais sobre sistematização da assistência de enfermagem. Rev Bras Enferm. 2008; 61(6):883-887.

Marinelli NP, Silva ARA, Silva DNO. Sistematização da Assistência de enfermagem: desafios para a implantação. Rev Enferm Contemporânea. 2015; 4(2):254-263.

Leadebal ODCP, Fontes WD, Silva CC. Ensino do processo de enfermagem: planejamento e inserção em matrizes curriculares. Rev Esc Enferm USP. 2010; 44(1):190-198.

Freitas DA, Santos EMS, Lima LVS, Miranda LN, Vasconcelos EL, Nagliate PC. Saberes docentes sobre o processo ensino-aprendizagem e sua importância para sua formação profissional em saúde. Interface (Botucatu). 2016; 20(57):437-448.

Silva AGI, Peixoto MAP, Brandão MAG, Ferreira MA, Martins JSA. Nursing students' difficulties in the learning of diagnostics in nursing, in a metacognitive perspective. Esc Anna Nery. 2011; 15(3):466-471.

Silva CC, Gelbcke FL, Meirelles BNS, Arruda C, Goulart S, Souza AIJ. O ensino da Sistematização da Assistência na perspectiva de professores e alunos. Rev Eletr Enf. 2011; 13(2):174-181.

Conceição VM, Araújo JS, Oliveira RAA, Zago MMF, Souza RF, Santana ME, et al. Percepções culturais de acadêmicos e enfermeiros sobre a Sistematização da Assistência de Enfermagem. Rev enferm UFSM. 2014; 4(2):378-388.

Leal LA, Camelo SHH, Santos FC. O docente de administração em enfermagem: formação e competências profissionais. Rev Enferm UFPE on line. 2017; 11(6):2329-2338.

Minayo MCS. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. São Paulo: Hucitec; 2013.

Horr L, Gonçalves LHT, Saupe R. O ensino da metodologia assistencial de enfermagem. Rev Esc Enferm USP. 1987; 21(spe):40-54.

Menezes SRT, Priel MR, Pereira LL. Nurses autonomy and vulnerability in the Nursing Assistance Systematization practice. Rev Esc Enferm USP. 2011; 45(4):953-958.

Duran ECM, Toledo VP. Análise da produção do conhecimento em processo de enfermagem: estudo exploratório-descritivo. Rev Gaúch Enferm. 2011; 32(2):234-240.

Terra FS, Secco IAO, Robazzi MLCC. Perfil dos docentes de cursos de graduação em enfermagem de universidades públicas e privadas. Rev Enferm UERJ. 2011; 19(1):26-33.

Luzia MF, Costa FM, Lucena AF. O ensino das etapas do processo de enfermagem: revisão integrativa. Rev enferm UFPE on line. 2013; 7(esp):6678-6687.

Cogo ALP, Pedro ENR, Silveira DT, Silva APS, Alves RHK, Catalan VM. Desenvolvimento e utilização de objetos educacionais digitais no ensino de enfermagem. Rev Latino-Am enferm. 2007; 15(4):699-701.

Tonhom SFR, Moraes MAA, Pinheiro OL. Formação de enfermeiros centrada na prática profissional: percepção de estudantes e professores. Rev Gaúch Enferm. 2016; 37(4):e63782.

Baldoino AS, Veras RM. Análise das atividades de integração ensinoserviço desenvolvidas nos cursos de saúde da Universidade Federal da Bahia. Rev Esc Enferm USP. 2016; 50(esp):17-24.

Tonhom SFR, Costa MCG, Hamamoto CG, Francisco AM, Moreira HM, Gomes R. A formação em enfermagem por área de competência: limites e possibilidades. Rev Esc Enferm USP. 2014; 48(Esp2):225-232.

Downloads

Publicado

01/06/2019

Como Citar

Rocha, M. M. S. da, Mocheuti, K. N., Silvestre, G. C. S. B., Lima, C. M. de, & Ribeiro, A. D. do N. (2019). Sistematização da Assistência de Enfermagem na perspectiva do docente/ Systematization of nursing assistance from the perspective of the teacher/ Sistematización de la atención de enfermería en la perspectiva del docente. JOURNAL HEALTH NPEPS, 4(1), 144–152. Recuperado de https://periodicos.unemat.br/index.php/jhnpeps/article/view/3356

Edição

Seção

Artigo Original/ Original Article/ Artículo Originale