POVO MUNDURUKU, TI APIAKÁ/KAYABI: PRÁTICAS INTERCULTURAIS E HIBRIDIZANTES NAS RELAÇÕES DE COMERCIO COM UMA COOPERATIVA NÃO INDÍGENA.

Autores

  • Michel de ANDRADE
  • Waldinéia Antunes de Alcântara FERREIRA

Resumo

O presente trabalho apresenta o recorte de uma monografia realizada na aldeia Nova Munduruku, do povo Munduruku da Terra Indígena Apiaká/Kayabi, na cidade de Juara/MT. A pesquisa monográfica teve como reflexão a seguinte problemática: Se a atividade de coleta de castanha é tradicional do povo Munduruku, como é feito o intercâmbio e a gestão entre as pessoas da comunidade Nova Munduruku? De que forma tem sido vivenciada a gestão administrativa na Comunidade Nova Munduruku na relação extrativista e de comércio da castanha do Brasil junto a uma cooperativa não indígena? O recorte deste diálogo se relaciona entre a comunidade indígena e a cooperativa não indígena dentro da dimensão da interculturalidade e hibridização (Canclini). Aponto a relação do capital entre a comunidade indígena e a cooperativa não indígena, dando ênfase nas implicações desta parceria refletida diretamente no interior da comunidade. A metodologia deste trabalho primou pela pesquisa qualitativa (Minayo), associada à etnografia (Geertz). O trabalho se sustenta no método da dialética marxista, utilizando como ferramentas de pesquisa a entrevista e a observação participante, valendo-se da revisão bibliográfica como fundamentação teórica em todo o trabalho. Entende-se que a cooperativa tem produzido processos interculturalizantes e híbridos na conformação de uma experiência que se espera que atenda a comunidade na aquisição de capital. A interiorização tem provocado a construção de fenômenos cooperados e contraditórios na perspectiva dialética. Concluímos que a pesquisa cumpriu mais que seus objetivos acadêmicos, pois além responder às indagações propostas, esta investigação findou-se em entender que algumas ações desempenhadas pela cooperativa não indígena, não estão totalmente a favor da manutenção da cultura do povo Munduruku.

Palavras-Chave: Povo Munduruku, Hibridização, Interculturalidade.

Downloads

Publicado

08/08/2017

Como Citar

ANDRADE, M. de, & FERREIRA, W. A. de A. (2017). POVO MUNDURUKU, TI APIAKÁ/KAYABI: PRÁTICAS INTERCULTURAIS E HIBRIDIZANTES NAS RELAÇÕES DE COMERCIO COM UMA COOPERATIVA NÃO INDÍGENA. Revista De Comunicação Científica, 2(1). Recuperado de https://periodicos.unemat.br/index.php/rcc/article/view/2223

Edição

Seção

Capítulos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>