EMERGÊNCIA DA ORGANIZAÇÃO INDIGENA DA BACIA DO RIO IÇANA-OIBI: ETNOHISTÓRIA E COSMOPOLÍTICA

Autores

  • Trinho Paiva TRUJILHO
  • Gersem José dos Santos LUCIANO

Resumo

Esta pesquisa foi realizada junto com o Povo Baniwa da região do rio Içana, tronco linguístico Aruak, afluente do rio Negro, fronteira Brasil e Colômbia, Terra Indígena Alto rio Negro, Município de São Gabriel da Cachoeira, AM. O objetivo deste trabalho foi Identificar as diferentes formas de Organização social do povo Baniwa no médio Içana antes da criação da OIBI em diferentes contextos históricos; Apontar os fatores que propuseram e motivaram o povo Baniwa a se organizarem juridicamente; Identificar os principais impactos e resultados do associativismo entre os Baniwa nos últimos anos, destacando os pontos positivos e negativos após a criação da organização indígena e apontar a participação da juventude Baniwa no fortalecimento das organizações indígenas.

Palavras chaves: Povo Baniwa, Direitos Sociais, Alto rio Negro e Içana.

Referências

ALVES, Antônio Aparecido. Doutrina Social da Igreja: um guia prático para

estudo. Petrópolis, RJ: Vozes, 2014.

BARBOSA, Walmir. Metodologia da pesquisa II: Educação

matemática.Manuas/AM:UEA, 2008.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil 1988. Brasília, 2015.

CABALZAR, A. RICARDO C. A. MAPA LIVRO – Povos Indígenas do alto e médio

rio Negro. 2.ed. São Paulo: ISA; FOIRN, 2000.

ESTATUDO Estatuto da OIBI. Registrado no dia 15 de outubro de 2013.

GIL. A. C. Como elaborar Projetos de Pesquisa. 3. ed. São Paulo: Atlas. 1991.

HECK, Egon. Povos Indígenas: terra é vida. São Paulo: Atual, 1998.

KOCH-GRUMBERG, Theodor. Dois Anos entre os Povos Indígenas: Viagens ao

Noroeste do Brasil. Manaus: EDVA/FSDB, 2005.

Lei nº 6.001 de 19 de dezembro de 1973. Estatuto do Índio. Acessado

www.legislacao.planalto.gov.br. dia 15 de agosto de 2016.

MINISTÉRIO da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Associativismo. 2.

ed.Brasília: MAPA/SDC/DENACOOP, 2008.

NETO, Thiago Oliveira. A geopolítica rodoviária na Amazônia: BR-210 ou Grande Perimetral Norte. Revista geopolítica, 2014.

Trinho Paiva Trujilho; Gersem José dos Santos Luciano Emergência da organização indígena da bacia do rio Içana-Oibi: Etnohistória e

Cosmopolítica

RICARDO, Beto. Arte Baniwa. São Gabriel da Cachoeira-São Paulo: ed FOIRN/ISA, 2001.

RAMIREZ, Henri. Dicionário Baniwa. Manaus: editora da Universidade do

Amazonas, 2001.

REGISTRO Editado de Avaliações da Assembleia da OIBI, 2014.

RELATÓRIO da XII Assembleia Geral Ordinária da Associação Indígena da Bacia do Içana-OIBI – 2014.

_______ Anual de Atividades e de Gestão da OIBI 2013.

_______ Anual de Atividades e de Gestão da OIBI 2014.

_______ comemorativo de 25 anos da OIBI, 2006.

_______ da XIII Assembleia Geral Ordinária da Associação Indígena da Bacia doIçana-OIBI – 2016.

WEIGEL, Valeria Augusta de Medeiros. Escolas de Branco em malokas de índio.

Manaus, 2000.

Recebido: 14/06/2021

Aprovado: 21/07/2021

Publicado: 01/09/2021

Downloads

Publicado

06/09/2021

Como Citar

TRUJILHO, T. P., & LUCIANO, G. J. dos S. (2021). EMERGÊNCIA DA ORGANIZAÇÃO INDIGENA DA BACIA DO RIO IÇANA-OIBI: ETNOHISTÓRIA E COSMOPOLÍTICA. Revista De Comunicação Científica, 9(1), 49–69. Recuperado de https://periodicos.unemat.br/index.php/rcc/article/view/5828

Edição

Seção

Artigos