MEIO AMBIENTE E A RELAÇÃO DA SAÚDE AMBIENTAL COM O CRESCIMENTO DE ACIDENTES COM ESCORPIÕES NA CIDADE DE UBERLÂNDIA-MG.

Autores

  • Elaine Gomes do AMARAL

Resumo

As alterações causadas no meio ambiente pelos seres humanos e a crescente urbanização favoreceram significativamente o crescimento inadequado das cidades, propiciando risco a qualidade de vida da população e do meio em que vivem. Sem esse planejamento ambiental houve um aumento da geração de resíduos de construção civil, de lixões e entulhos que são propícios para escorpiões. Esta pesquisa teve como objetivo conhecer a relação da saúde ambiental e acidentes com escorpiões. A metodologia utilizada foi a revisão integrativa da literatura realizada a partir de estudos publicados e que abordaram os índices de crescimento com acidentes escorpiônicos.

Palavras-chave: Acidentes por escorpião, Meio Ambiente, Saúde Pública.

Referências

BRASIL, Ministério da Saúde. Doenças infecciosas e parasitárias: guia de bolso

/Ministério da Saúde, Secretaria de Vigilância em Saúde, Departamento de Vigilância Epidemiológica. 8. ed. rev. Brasília: Ministério da Saúde, 2010.

BRASIL, Ministério da Saúde. Fundação Nacional de Saúde. Manual de

diagnóstico e tratamento de acidentes por animais peçonhentos. Escorpionismo. 2. ed. Brasília: Fundação Nacional de Saúde; 2001.

BRASIL, Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento

de Vigilância das Doenças Transmissíveis. Manual de vigilância, prevenção e

controle de zoonoses: normas técnicas e operacionais. Brasília: Ministério da Saúde, 2016.

BRASIL. Ministério da Saúde. Manual de controle de escorpiões. Ministério da

Saúde, Secretaria de Vigilância em Saúde, Departamento de Vigilância

Epidemiológica. Brasília: Ministério da Saúde, 2009.

BRITES-NETO, J.; BRASIL, J. Estratégias de controle do escorpionismo no

município de Americana, SP. BEPA. Boletim Epidemiológico Paulista (Online), v. 9, n. 101, p. 04-15, 2012.

BRITO Filho, J. A. Cidades versus entulhos. In: Seminário Desenvolvimento

Sustentável e a Reciclagem na Construção Civil, 2. São Paulo, 1999. Anais... São Paulo, Ibracon, 1999.

BUCHERL, W. Acúleos que matam. Rev. Tribunais, v.4, p.299-300, 1979.

CHIPPAUX, J.P.; GOYFFON, M. Epidemiology of scorpionism: a global appraisal.

Acta Tropical, v.107, p.71-79, 2008.

IBGE – INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA, 2010.

Disponível em http://www.ibge.gov.br/cidadesat/xtras/perfil. Php?Codmun=291480. Acesso em: 04 de janeiro de 2020.

MANUAL de controle de escorpiões. Brasília: Ministério da Saúde, 2009. 72p.

NUNES, C.S. et al."Aspectos demográficos e espaciais dos acidentes

escorpiônicos no distrito sanitário noroeste, município de Belo Horizonte, Minas Gerais, 1993 a 1996”. Cad. Saúde Pública, v.16, n.1, p.213-23, 2000.

ROCHA LP, Cezar-Vaz MR, Almeida MCV, Borges AM, Silva MS, Sena-Castanheira J. Workloads and occupational accidents in a rural environment. Texto Contexto Enferm [Internet]. 2015 [cited 2017 Nov 20]; 24(2):325-35. Available from: Available from: https://dx.doi.org/10.1590/0104-07072015000480014.

SANTOS PLC, Martins JF, Rita CPAV, Ribeiro LC, Barreto BB, Barbosa NR. Características dos acidentes escorpiônico sem Juiz de Fora-MG. Rev. APS. 2010.. Secretaria Municipal (SMS). Seção de Vigilância Epidemiológica (Vigep). Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN) > acesso em 10/02/2020.

SILVA JD. Escorpionismo no Brasil. 2012. Trabalho de conclusão de

especialização. Pós Graduação em Biologia Animal. Instituto de Biociência da

Universidade Federal do Rio Grande do Sul. [acesso em 10/02/2020]. Disponível em:

https://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/7 2387.

SOARES, M.R.M.; AZEVEDO, C.S.M.M. Escorpionismo em Belo Horizonte, MG:

um estudo retrospectivo. Rev. Soc. Bras.Med. Tropical, v.35, p.359-363, 2002.

VIGILÂNCIA em saúde - zoonoses. Brasília; Ministério da Saúde, 2009. Disponível

em: <http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos/pdf/abcad22.pdf> Acessado em: 18 jan. 2020.

World Health Organization: Rabies and Envenomings: A Neglected Public Health Issue: Report of a Consultative Meeting. Geneva: World Health Organization[Internet]. 2007. [cited 2017 Jan 7]. Available from: Available from:

Recebido: 24/05/2020

Aprovado: 30/05/2021

Publicado: 01/09/2021

Downloads

Publicado

06/09/2021

Como Citar

AMARAL, E. G. do. (2021). MEIO AMBIENTE E A RELAÇÃO DA SAÚDE AMBIENTAL COM O CRESCIMENTO DE ACIDENTES COM ESCORPIÕES NA CIDADE DE UBERLÂNDIA-MG. Revista De Comunicação Científica, 9(1), 150–161. Recuperado de https://periodicos.unemat.br/index.php/rcc/article/view/5835

Edição

Seção

Artigos