A reivindicação do cumprimento da lei do piso salarial dos professores: outro modo de não dizer eu

Autores

  • Mara Lucia Martins Rodrigues Universidade do Estado de Mato Grosso
  • Neuza Benedita da Silva Zattar Universidade do Estado de Mato Grosso

DOI:

https://doi.org/10.30681/2594.9063.2018v2n2id2916

Palavras-chave:

Semântica do Acontecimento, Desentendimento, Piso Salarial.

Resumo

Neste trabalho, propomos analisar o funcionamento enunciativo de quem diz (locutor-x), para quem se diz (alocutário-x) num tipo específico de texto, que estamos chamando de texto-reivindicatório. São textos que significam e se significam sócio-historicamente, considerando a vigência da Lei nº. 11.738/08, que trata da implantação do piso salarial dos profissionais do magistério público da Educação Básica no Brasil. Os textos-reivindicatórios têm por objetivo exigir ou cobrar publicamente algo de interesse coletivo e, geralmente, são grafados em faixas afixadas nos espaços públicos da cidade, tal como a rua ou conduzidas em passeatas, por exemplo. Partimos da hipótese de que nesses textos ocorre um deslizamento na relação Eu – tu para a relação Ele – ele, caracterizando-se um outro modo de não dizer eu, estabelecendo-se na cena enunciativa o conflito entre quem diz e para quem é dito. Para a realização deste trabalho nos aportamos teoricamente pelo viés da Semântica do Acontecimento, de Eduardo Guimarães (2002, 2005).

Biografia do Autor

Mara Lucia Martins Rodrigues, Universidade do Estado de Mato Grosso

Sou doutoranda do Programa de Pós-graduação em Linguística pela UNEMAT. Fiz o curso de Letras (2001) e Mestrado em Línguística também pela Universidade do Estado de Mato Grosso (2012). Sou professora efetiva na E. E. ´José Bejo´e atuo nas disciplinas de Língua Portuguesa e Literatura. Tenho experiência como professora tutora nas disciplinas Fonética e fonologia, Linguística e Sociolinguística. Os trabalhos e pesquisas que venho desenvolvendo são na área da Semântica do Acontecimento.

Downloads

Publicado

10/10/2018

Como Citar

Rodrigues, M. L. M., & Zattar, N. B. da S. (2018). A reivindicação do cumprimento da lei do piso salarial dos professores: outro modo de não dizer eu. Traços De Linguagem - Revista De Estudos Linguísticos, 2(2). https://doi.org/10.30681/2594.9063.2018v2n2id2916

Edição

Seção

Artigos / Articles