Covid-19 COVID-19:

A DETECÇÃO DE FAKE NEWS POR PROFESSORES DE ESCOLAS PÚBLICAS NO BRASIL

Autores

  • Diego de Deus Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas - FAFICH/UFMG
  • Adinan Nogueira Centro Universitário das Faculdades Associadas de Ensino - UNIFAE e Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais

Palavras-chave:

fake news, professores, Covid-19, literacia, redes sociais.

Resumo

Este estudo teve o objetivo de demonstrar a habilidade que professores de ensino médio de duas escolas públicas de uma cidade de cerca de 15 mil habitantes, no sul de Minas Gerais, possuem em identificar uma fake news a respeito da Covid-19, além de averiguar a habilidade que possuem em checar informações na internet. Trata-se de um estudo exploratório, que recorta, complementa e analisa dados inicialmente trazidos pela pesquisa intitulada “A identificação de fake news por alunos e professores: um experimento em escolas públicas no Brasil”. O método foi divido em duas partes: na primeira, 27 professores responderam a um questionário e, na segunda, cinco deles passaram por entrevistas. Notou-se que a especialidade de ensino de cada professor demonstra diferenças no modo que lidam com o tema e que os docentes que se dedicam às áreas de linguagens e ciências sociais possuem maior facilidade em identificar uma notícia falsa, e maior habilidade em checar determinada informação que possa parecer duvidosa.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Diego de Deus, Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas - FAFICH/UFMG

    Mestrando em Comunicação pela Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas - FAFICH/PPGCOM-UFMG. Bolsista da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). É integrante da Rede SIMM: Rede de Pesquisa em Semiótica, Interações e Materialidades Midiáticas. Também integra o Grupo de Pesquisa Mídia, Semiótica e Pragmatismo - MediaAção (UFMG/CNPq). Possui graduação em Jornalismo pelo Centro Universitário das Faculdades Associadas de Ensino (UNIFAE). É produtor e roteirista do documentário "Democracia da Desinformação". Atua como editor-adjunto da revista acadêmica da Associação Brasileira de TV Universitária (ABTU). É secretário executivo e integrante do Núcleo de Estudos da Realidade Digital (NERD). Na graduação, foi bolsista do Programa de Iniciação Científica, em 2020, desenvolvendo um estudo exploratório acerca de fake news e educação midiática em escolas públicas. Atuou como apresentador e repórter na TV Plan, em Poços de Caldas, no Sul de Minas (2021-2023). 

  • Adinan Nogueira, Centro Universitário das Faculdades Associadas de Ensino - UNIFAE e Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais

    Possui graduação em Publicidade e Propaganda pela Fundação Armando Álvares Penteado (1992), pós-graduação em Gestão Estratégia de Marketing pela PUC-MINAS, e mestrado em Administração e Desenvolvimento Organizacional - Superintendência Nacional da CNEC (2007). É doutor em Ciências da Comunicação pela Universidade Lusófona (Lisboa/Portugal). Também é diretor da Agência Cervantes Montenegro, professor assistente IV da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais e professor na Unifae. Tem experiência na área de marketing e comunicação, atuando principalmente em propaganda.

Referências

AFONSO, N. É falso que vencedor do Prêmio Nobel disse que vacinados irão “morrer em dois anos”. Lupa Uol, 10 de junho de 2021. Disponível em: https://lupa.uol.com.br/jornalismo/2021/06/10/verificamos-vencedor-nobel-vacina. Acesso em: 27 dez. 2023.

ALLCOTT, H.; GENTZKOW, M. Social media and fake news in the 2016 election. Journal of Economic Perspectives, 31 (2), p. 211-236, 2017. Disponível em: https://web.stanford.edu/~gentzkow/research/fakenews.pdf. Acesso em: 21 fev. 2020.

ALVIM, F. F.; ZILIO, R. L.; CARVALHO, V. O. Desinformação: o que é, o que não é e quando. Revista do TER-RS, n. 52, 2023.

ALZAMORRA, G.; ANDRADE, L. A dinâmica transmídia de fake news conforme a concepção pragmática de verdade. MATRIZes, São Paulo, 13 (1), p. 109-131, 2017 DOI: https://doi.org/10.11606/issn.1982-8160.v13i1p109-131. Acesso em: 21 jun. 2021.

ARAÚJO, C. A. Ávila. Infodemia, desinformação, pós-verdade: o desafio de conceituar os fenômenos envolvidos com os novos regimes de informação. The International Review of Information Ethics, Edmonton, Canada, v. 30, n. 1, 2021. DOI: 10.29173/irie405.

BARCELOS, T. N.; MUNIZ, L. N.; DANTAS, D. M.; JUNIOR, D. F. C.; CAVALCANTE, J. R.; FAERSTEIN, E. Análise de fake news veiculadas durante a pandemia de COVID-19 no Brasil. Revista Panamericana de Salud Pública, n. 45, v. 65, 2021. DOI: 10.26633/RPSP.2021.65. Acesso em: 26 dez. 2023.

BRASIL, Ministério da Educação. Base nacional comum curricular: ensino médio. Brasília: MEC/Secretaria de Educação Básica, 2017.

CONROY, N.; RUBIN, V. & CHEN, Y. Automatic deception detection: Methods for finding fake news. Association for Information Science and Technology, Saint Louis, p. 6-10, 2015. DOI: https://doi.org/10.1002/pra2.2015.145052010082. Acesso em: 25 mar. 2023.

CRESWELL, J.; W. CRESWELL, J. D. Research design: qualitative, quantitative, and mixed methods approaches. Sage publications, 2017.

D’ANCONA, M. Pós-verdade / Matthew D’ancona; [tradução Carlos Szlak]. – 1. Ed. – Barueri: Faro Editorial, 2018.

DE DEUS, D.; CARLOS NOGUEIRA, A. . A identificação de fake news por alunos e professores: um experimento em escolas públicas no Brasil. Culturas Midiáticas, [S. l.], v. 16, p. 21, 2022. DOI: 10.22478/ufpb.2763-9398.2022v16n.61652. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/cm/article/view/61652. Acesso em: 27 dez. 2023.

DELMAZO, C. & VALENTE, J. Fake news nas redes sociais online: propagação e reações à desinformação em busca de cliques. Media & Jornalismo, Lisboa, 18, (32), p. 155-169, 2018. DOI: https://doi.org/10.14195/2183-5462_32_1. Acesso em: fev. 2023.

DOMINGOS, R. É #FAKE que Nobel de Medicina disse que todos que tomarem vacina contra Covid morrerão em dois anos. Fato ou Fake, 27 de maio de 2021. Disponível em: https://g1.globo.com/fato-ou-fake/coronavirus/noticia/2021/05/27/e-fake-que-nobel-de-medicina-disse-que-todos-que-tomarem-vacina-morrerao-em-dois-anos.ghtml. Acesso em 27 dz. 2023.

DUFFY, A.; TANDOC, E. & LING, R. Too good be true not share: the social utility of fake news. Taylor & Francis Online, 23 (13), p. 1965-1979, 2020 DOI: https://doi.org/10.1080/1369118X.2019.1623904. Acesso em: 27 mar. 2022.

HARARI, Y. Notas sobre a pandemia: e breves lições para o mundo pós-coronavírus/ Yuval Noah Harari; tradução Odorico Leal. - 1º ed. - São Paulo: Companhia das Letras, 2020.

ISMAILOVA, L.; WOLFENGAGEN, V.; KOSIKOV, S.; MASLOV, M.; DOHRN, J. Semantic models to indicate pos-truth with fake news channels. Procedia Computer Science, Moscou, 169, p. 297-303, 2020. DOI: https://doi.org/10.1016/j.procs.2020.02.182. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S1877050920303057?via%3Dihub#section-cited-by. Acesso: 26 dez. 2023.

KUCINSKI, B. Jornalismo, saúde e cidadania. Interface - Comunicação, Saúde, Educação [online], v. 4, n. 6, p. 181-186, 2000. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S1414-32832000000100025 . Acesso em: 27 out. 2021.

LISBOA, P. Covid-19: pesquisador esclarece quais cuidados devem ser tomados com os animais domésticos. Entrevista concedida à Fundação Oswaldo Cruz, PH de Noronha, junho de 2020. Disponível em: https://portal.fiocruz.br/noticia/covid-19-pesquisador-esclarece-quais-cuidados-devem-ser-tomados-com-os-animais-domesticos.

LOPES, F; ARAÚJO, R. A. M.; MAGALHÃES, E. O.; SÁ, A. M. T. de. Covid-19: jornalistas assumem orientação dos cidadãos pela primeira vez em Portugal. Revista Fontes Documentais, v. 3, p. 183-191, 2020. Disponível em: https://aplicacoes.ifs.edu.br/periodicos/index.php/fontesdocumentais/article/view/637

LOUREIRO, A. & ROCHA, D. Literacia Digital e Literacia da Informação - Competências de uma era digital. In: MATOS, João Felipe. et al (Eds.) Atas do ticEDUCA2012 - II CONGRESSO INTERNACIONAL TIC E EDUCAÇÃO, p. 2726-2738, Lisboa, dez. 2012. Instituto de Educação da Universidade de Lisboa. ISBN 978-989-96999-8-4. https://repositorio.ipsantarem.pt/handle/10400.15/758. Acesso em: 14 mar. 2021.

MARCONI, M. & LAKATOS, E. Fundamentos da metodologia científica. 9. ed., São Paulo: Atlas, 2021.

MAYARA, J. Coronavírus: fake news atinge 110 milhões de brasileiros. Estado de Minas, 2020. Disponível em: https://www.em.com.br/app/noticia/bem-viver/2020/05/21/interna_bem_viver,1149424/coronavirus-fake-news-atinge-110-milhoes-de-brasileiros.shtml. Acesso em: 25 abr. de 2022.

MORAIS, J. Criar leitores: para professores e educadores. São Paulo, Manole, 2013.

NAEEM, S.; BHATTI, R. & KHAN, A. An exploration of how fake news is taking over social media and putting public health at risk. Health Information and Libraries Journal, p. 2-7, 2020. DOI: http://dx.doi.org/10.1111/hir.12320. Acesso em: 15 abr. 2022.

NOGUEIRA, A. C. O papel da literacia em saúde: compreensão e produção de mensagens de e-saúde para a autogestão da pessoa com diabetes. Tese de doutorado, Departamento de Ciências da Comunicação, Universidade Lusófona, Lisboa, 2019. Disponível em: https://recil.ensinolusofona.pt/handle/10437/11594. Acesso em: 25 abr. 2022.

NORONHA, P. H. Covid-19: pesquisador esclarece quais cuidados devem ser tomados com os animais domésticos. Fundação Oswaldo Cruz, 22 de junho de 2020. Disponível em: https://portal.fiocruz.br/noticia/covid-19-pesquisador-esclarece-quais-cuidados-devem-ser-tomados-com-os-animais-domesticos. Acesso em: 30 mar. 2022.

NOVELLI, A. Pesquisa de opinião. In: Duarte, Jorge, Barros, Antônio (Org.). Métodos e técnicas de pesquisa em comunicação. 1. ed. São Paulo: Atlas, 2006.

PACHECO, P. Virologista não disse que vacinados contra Covid-19 morrerão em dois anos. Aos Fatos, 2 de junho de 2021. Disponível em: https://www.aosfatos.org/noticias/virologista-nao-disse-que-vacinados-contra-covid-19-morrerao-em-dois-anos/. Acesso em: 27 dez. 2023.

PAES, F. A. O. De. Desinformação científica no Twitter: fixação de crenças em torno da cloroquina durante a pandemia da covid-19. 2022. 153 folhas. Dissertação (Comunicação Social) – Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte.

PEDROSO, F. M. P. Literacia da Informação. Um Projeto de Intervenção no âmbito dos comportamentos informacionais dos adolescentes. Dissertação de mestrado, Departamento de Ciências da Educação e do Patrimônio, Universidade Portucalense, 2012. Disponível em: http://repositorio.unicamp.br/bitstream/REPOSIP/333478/1/Pas-sos_JulioCesarFerreiraDos_M.pdf. Acesso em: 25 abr. 2022.

POTTER, W. Media literacy. 10. ed. University of California, Santa Barbara, 2021.

R CORE TEAM. R: A language and environment for statistical computing. R Foundation for Statistical Computing, Vienna, Austria, 2023.

RECUERO, R. da C. Disputas discursivas, legitimação e desinformação: o caso Veja x Bolsonaro nas eleições brasileiras de 2018. Comunicação Mídia e Consumo, [S. l.], v. 16, n. 47, p. 432–458, 2019. DOI: 10.18568/cmc.v16i47.2013. Disponível em: https://revistacmc.espm.br/revistacmc/article/view/2013. Acesso em: 27 dez. 2023.

RIBEIRO, M. M., ORTELLADO, P. O que são e como lidar com as notícias falsas. Sur - Revista Internacional de Direitos Humanos, São Paulo, v. 15, n. 27, p. 71-83, 2018.

SANTAELLA, L. (2019). A pós-verdade é verdadeira ou falsa? / Lucia Santaella, - Barueri, SP: Estação das Letras e Cores.

SPINELLI, E. M.; SANTOS, J. A. JORNALISMO NA ERA DA PÓS-VERDADE: fact-checking como ferramenta de combate às fake news. Revista Observatório, [S. l.], v. 4, n. 3, p. 759–782, 2018. DOI: 10.20873/uft.2447-4266.2018v4n3p759. Disponível em: https://sistemas.uft.edu.br/periodicos/index.php/observatorio/article/view/4629. Acesso em: 26 dez. 2023.

TAYLOR, R. Value-added processes in information systems. Norwood, N.J: Ablex Publishing, 1986. DOI: https://doi.org/10.1002/leap/10034br3. Acesso em: 22 fev. 2021.

TAVARES, L. P.; SILVA, G. de S.; OLIVEIRA, D. L. de. Checagem de fatos no Twitter: desinformação nas eleições do Brasil em 2022: DISINFORMATION IN THE 2022 BRAZILIAN ELECTIONS. Animus. Revista Interamericana de Comunicação Midiática, [S. l.], v. 21, n. 47, 2023. DOI: 10.5902/2175497772251.

WARDLE, C. & DERAKHSHAN, H. (2017). Information Disorder: Toward and interdisciplinary framework for research and policy making. Council of Europe Report. https://rm.coe.int/information-disorder-toward-an-interdisciplinary-framework-for-researc/168076277c.

WILSON, C. GRIZZLE, A. TUAZON, R. AKYEMPONG, K. CHEUNG, C. K. Alfabetização midática e informacional: currículo para formação de professores. UNESCO, (2013). 194 p. ISBN: 978-85-7652-176-1. Disponível em https://unesdoc.unesco.org/ark:/48223/pf0000220418.

Downloads

Publicado

2024-05-02

Como Citar

Covid-19 COVID-19: : A DETECÇÃO DE FAKE NEWS POR PROFESSORES DE ESCOLAS PÚBLICAS NO BRASIL. (2024). Revista Comunicação, Cultura E Sociedade, 9(1). https://periodicos.unemat.br/index.php/ccs/article/view/12270

Artigos Semelhantes

1-10 de 60

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.