De um amigo companheiro a um velho arcaico:

as representações sociais sobre o rádio entre discentes do meio rural

Autores

  • Tamires Lopes Pereira Universidade Federal de Viçosa
  • Ana Louise de Carvalho Fiúza Universidade Federal de Viçosa

Palavras-chave:

Representações sociais Rádio Discentes Meios de comunicação Rural

Resumo

Este artigo apresenta os resultados de um estudo sobre as representações sociais que o rádio assume para os discentes do curso de Licenciatura em Educação do Campo. A proposta foi conduzida por uma vertente qualitativa, utilizando-se da participação de 32 estudantes. Foi disponibilizado um questionário online composto por dezesseis questões, mesclando múltiplas escolhas e abertas. Dentre os resultados obtidos, constatou-se que o rádio possui uma representação predominantemente positiva com eixos significativos que variam entre informação, distração, hábito cultural e companhia. Por outro lado, constatou-se também evocações que designava o rádio como um meio de comunicação arcaico. De modo geral, este veículo tem possibilitado acessos básicos e essenciais para a comunicação dos sujeitos rurais, sendo um fator de mediação entre a inserção social e a rotina rural.

Biografia do Autor

Ana Louise de Carvalho Fiúza, Universidade Federal de Viçosa

Doutora em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro; pós-doutora em Ciências Sociais pela Universidade do Minho (Portugal); e professora do Departamento de Economia Rural da UFV

Referências

ALEXANDRE, M. O papel da mídia na difusão das representações sociais. Revista Comum - Rio de Janeiro - v.6 - nº 17 - jul./dez. 2001, pp. 111 – 125. Disponível em: http://professor.pucgoias.edu.br/SiteDocente/admin/arquivosUpload/17352/material/opapel%20da%20m%C3%ADdia%20na%20difusao%20de%20representacoes%20sociais.pdf. Acesso em: 18 de setembro 2019.

ARRUDA, A. Teoria das representações sociais e teorias de gênero. Cadernos de Pesquisa (Fundação Carlos Chagas), Campinas, SP, v. 117, p. 127-147, 2002. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/cp/n117/15555.pdf. Acesso em: 17 out. 2019.

BERTONI, L. M.; GALINKIN, A. L. Teoria e métodos em representações sociais. In: MORORÓ, L. P., COUTO, M. E. S.; ASSIS, R. A. M., (orgs). Notas teórico-metodológicas de pesquisas em educação: concepções e trajetórias [online]. Ilhéus, BA: EDITUS, 2017, pp. 101-122. Disponível em: http://books.scielo.org/id/yjxdq/pdf/mororo-9788574554938-05.pdf. Acesso em: 20 de agosto 2019.

CANDAU, J. Antropologia da Memória. Instituto PIAGET, 2005.

CARMO-ROLDÃO, I. C. A Função do Rádio Educativo no Brasil. In CARNICEL, Amarildo; FANTINATTI, Márcia (orgs.). Comunicação e cidadania: possibilidades e interpretações. Campinas-SP: CMU Publicações, 2008.

COELHO, P. Intelectuais em defesa da radiocultura (1920-1930). Revista Brasileira de Ciências da Comunicação – RBCC – Intercom, v.37, n.2, São Paulo, jul./dez. p. 51-70, 2014. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/interc/v37n2/1809-5844-interc-37-02-0051.pdf. Acesso em: 31 de agosto 2019.

DAHLGREN, P. Media and political engagement: citizens, communication, and democracy. New York: Cambridge UniversityPress, 2009.

FRAGA, K. L. O rural em rede: rádio, midiatização e ruralidade no cotidiano da zona da mata mineira. Tese de Doutorado, Universidade Federal de Viçosa, 2018.

HARTMANN, J. MUELLER, N. A comunicação pelo microfone. Petrópolis: Editora Vozes, 1998.

JODELET, D. Representações sociais: um domínio em expansão. In: JODELET, Denise (Org). As representações sociais. Rio de Janeiro: EDUERJ, 2001. p.17-44.

KASEKER, M. P. Modos de ouvir: A escuta do rádio ao longo de três gerações. Curitiba: Editora Champagnat, 2012.

LAPLANTINE, F.; TRINDADE, L. O que é imaginário. São Paulo: Brasiliense, 1997.

LOPES, T. J. S. As representações sociais e a educação. Anais, XI congresso nacional de educação – EDUCERE, Pontifícia Universidade Católica Do Paraná, Curitiba, 2013. Disponível em: https://educere.bruc.com.br/CD2013/pdf/9077_6744.pdf. Acesso em: 22 de outubro de 2019.

LÜDKE, M.; ANDRÉ, M. E.D.A. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo: EPU, 1986.

MACEDO, C. O.; COSTA, A. M. D. Memórias interioranas: campo e cidade através do rádio numa comunidade ribeirinha amazônica. Geousp – Espaço e Tempo (Online), v. 20, n. 1, p. 130-141, 2016.

MAGNONI, A. F.; RODRIGUES, K. C. O rádio e a adaptação à nova era das tecnologias da comunicação e informação: contexto, produção e consumo. Ouro Preto. 9º Encontro Nacional de História da Mídia, 2013. Disponível em: http://www.ufrgs.br/alcar/encontros-nacionais-1/9o-encontro2013/artigos/gt-historia- da-midia-sonora/o-radio-e-a-adaptacao-a-nova-era-das-23tecnologias-da-comunicacao-e-informacao-contextos-producao-e-consumo. Acesso em: 22 de outubro de 2019.

MARTÍN-BARBERO, J. Dos Meios às Mediações: Comunicação, cultura e hegemonia. 2 ed. Rio de Janeiro: UFRJ, 2003.

MCLEISH, R. Produção de Rádio: um Guia Abrangente de Produção Radiofônica. São Paulo: Summus, 2001.

MEDEIROS, R.; PRATA, N. Reverberações da migração AM - FM: sobre a função social do rádio local, desertos de notícia e zonas de silêncio. Anais, III Seminário Internacional de Pesquisas em Midiatização e Processos Sociais, v. 1 n. 3, 2019.

MOSCOVICI, S. Representações Sociais: investigações em psicologia social. 11ª Edição. Petrópolis, RJ: Vozes, 2015.

MOSCOVICI, S. Representações sociais: investigações em psicologia social. 3.ed. Petrópolis: Vozes, 2005.

OLIVEIRA, G. M. GERAÇÃO Z: uma nova forma de sociedade. 2010. 92 f. Monografia (Especialização) - Curso de Sociologia, Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul, IjuÍ (RS), 2010. Disponível em: http://bibliodigital.unijui.edu.br:8080/xmlui/bitstream/handle/123456789/661/Gustavo_-__TCC_formatado_por_Michel_Net.Copy.pdf?sequence=1. Acesso em: 19 jan. 2020.

SILVA, V. G. RÁDIO E CIDADANIA: um estudo comparado da atuação de rádios de Lisboa e de Brasília. Revista Observatório, v. 3, n. 4, p.603-638, 1 jul. 2017. Universidade Federal do Tocantins. Disponível em: http://dx.doi.org/10.20873/uft.2447-4266.2017v3n4p603. Acesso em: 19 jan. 2020.

SOMENSI, J. F.; OTA, D. Rádios Comunitárias e Representação Local. A Licença para a Produção Interativa e suas conseqüências para o Desenvolvimento Local. XXXI Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação, Natal - RN, 2008.

THOMPSON, J. B. A Mídia e a modernidade: uma teoria social da mídia. Petrópolis, RJ: Vozes, 1998.

WEBER, A. F.; DEVÉNS, P. O rádio no meio rural: consumo de programas radiofônicos rurais por agricultores do Rio Grande do Sul. Revista Rádio-Leituras, ano I, num. 01, edição julho – dezembro, 2010.

WINOCUR, R. Ciudadanos Mediáticos. La Construcción de lo Publico en la Radio. Barcelona: Gedisa, 2002.

Downloads

Publicado

08/09/2022

Como Citar

Lopes Pereira, T., & Louise de Carvalho Fiúza, A. (2022). De um amigo companheiro a um velho arcaico: : as representações sociais sobre o rádio entre discentes do meio rural. Revista Comunicação, Cultura E Sociedade, 8(1). Recuperado de https://periodicos.unemat.br/index.php/ccs/article/view/5873