O newsgame como recurso interativo na comunicação transmídia

Autores

  • Eduardo Fernando Barboza Universidade do Estado de Mato Grosso

Palavras-chave:

Newsgame, Narrativa Transmídia, Gameficação, Jornalismo Transmídia, Interatividade

Resumo

Este artigo tem como objetivo mapear a evolução dos jogos eletrônicos, dos primeiros experimentos até os processos de gamificação e a aplicação dos elementos dos jogos no jornalismo por meio dos newsgames como recurso interativo da comunicação transmídia. Após a discussão sobre os conceitos elencados serão apresentados exemplos da utilização dos jogos noticiosos na construção de narrativas transmidiáticas voltadas para a produção de conteúdos jornalísticos interativos.

Biografia do Autor

Eduardo Fernando Barboza, Universidade do Estado de Mato Grosso

Formado em Jornalismo com especialização em Comunicação Integrada. Mestre em Comunicação Social pela Universidade Metodista de São Paulo. É professor do curso de Comunicação Social da Universidade do Estado de Mato Grosso (UNEMAT - Campus de Alto Araguaia) e membro do grupo de pesquisa Tecccog - Tecnologia, Comunicação e Ciência Cognitiva.

Referências

BOGOST, Ian; FERRARI, Simon; SCHWEIZER, Bobby. Newsgames: journalism at play. Cambridge, MA: MIT Press, 2010.

CHANDLER, Heather Maxwell. Manual de produção de jogos digitais. Tradução: Aldir José Coelho Corrêa da Silva. 2ª ed. Porto Alegre: Bookman, 2012.

FRASCA, Gonzalo. Juego, videojuego y creación de sentido: una introducción. In: MANNA, M.; CEBALLOS, D.; IRIGARAY F. CUARTO FORO INTERNACIONAL DE PERIODISMO DIGITAL: convergencias redes y móviles. Rosario: Laborde Libros Editor, 2011.

GONÇALVES, Elizabeth M. Da narratividade à narrativa transmídia: a evolução do processo comunicacional. In: RENÓ, Denis (org.). Narrativas transmedia: entre teorías y prácticas. Bogotá: Universidad del Rosário, 2012. p. 15-26.

GOSCIOLA, Vicente. Narrativa transmídia: conceituação e origens. In: RENÓ, Denis (org.). Narrativas transmedia: entre teorías y prácticas. Bogotá: Universidad del Rosário, 2012. p. 7-14.

GULARTE, Daniel. Jogos eletrônicos: 50 anos de interação e diversão. Teresópolis,RJ: Novas Idéias, 2010.

JENKINS, Henry. Cultura da convergência. 2. ed. São Paulo: Aleph, 2009.

LATORRE, Óliver P. Apuntes sobre la teoría de la diversión. In: SCOLARI, Carlos A. (ed.). Homo Videoludens 2.0. De Pacman a la gamification. Collecció Transmedia XXI. Laboratori de Mitjans Interactius. Universitat de Barcelona. Barcelona, 2013.

LIUZZI, Álvaro. Transmedia “Historytelling”: de documentales interactivos y gêneros híbridos. In: IRIGARAY, Fernando; LOVATO, Anahí (orgs.). Hacia una comunicación transmedia. Rosário: UNR, 2014, p. 67-86.

MASTROCOLA, Vicente Martin. Doses lúdicas: breves textos sobre o universo dos jogos e entretenimento. São Paulo: Independente, 2013.

NATALE, Adriano, A. A ciência dos videogames: tudo dominado... pelos elétrons! Rio de Janeiro: Vieira & Lent, 2013.

NOVAK, Jeannie. Desenvolvimento de games. Tradução: Pedro Cesar de Conti. São Paulo: Cengage Learning, 2010.

RENÓ, Denis Porto. Jornalismo transmídia: uma realidade. In: SQUIRRA, S. (org.). Cibercoms – tecnologias ubíquas, mídias persuasivas. Porto Alegre: Buqui, 2012.

RENÓ, Denis Porto; VIVAR, Jesús M. F. Periodismo transmedia. Madri: Fraga, 2012.

SCHUYTEMA, Paul. Design de games: uma abordagem prática. Tradução: Cláudia Mello Belhassof. São Paulo: Cengage Learning, 2011.

SCOLARI, Carlos A. Narrativas transmedia: cuando todos os medios cuentam. Barcelona: Centro Libros PAPF, 2013.

ZANOLLA, Silvia Rosa Silva. Videogame, educação e cultura: pesquisas e análise crítica. Campinas, SP: Editora Alínea, 2010.

YANAZE, Leandro. Tecno-pedagogia: os games na formação dos nativos digitais. São Paulo: Annablume, Fapesp, 2012.

Downloads

Publicado

08/09/2022

Como Citar

Barboza, E. F. (2022). O newsgame como recurso interativo na comunicação transmídia. Revista Comunicação, Cultura E Sociedade, 8(1). Recuperado de https://periodicos.unemat.br/index.php/ccs/article/view/6124