RESPONSABILIDADE NA GESTÃO FISCAL MUNICIPAL O CASO DE ARENÁPOLISMT BASEADO NOS INVESTIMENTOS EM EDUCAÇAO E SAÚDE NO PERÍODO DE 2011 A 2015 COMPARADO A RESULTADOS ALCANÇADOS

Autores

Palavras-chave:

Controle, Investimentos em Educação, Investimentos em Saúde, Responsabilidade Fiscal

Resumo

O presente ensaio teórico objetiva apresentar os investimentos municipais efetuados nas áreas de educação e saúde no período de 2011 a 2015 e compará-los aos resultados alcançados pelo município de Arenápolis/MT nas respectivas áreas. A Constituição Federal, no artigo 7º preconiza que a educação e saúde, juntamente com a alimentação, o trabalho, a moradia, o transporte, o lazer, a segurança, entre outros, são direitos sociais de todos os cidadãos brasileiros e por representarem grandes conjuntos de despesas da execução orçamentária da União, devem consagrar o princípio da moralidade administrativa como base da atuação da administração pública, em caso contrário, contendo risco de penalização aos gestores. No levantamento realizado pela Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), ano base 2016, Arenápolis apresentou desenvolvimento moderado com índice geral de 0,6816, resultado que posicionou o município na 74° colocação estadual e na 2.544° colocação nacional quanto ao desenvolvimento municipal, entretanto, percebe-se que o nível de investimento de recursos públicos não refletiu, necessariamente, melhora ou piora da qualidade dos serviços prestados.

Biografia do Autor

Ana Paula Silva de Andrade, Universidade do Estado de Mato Grosso - UNEMAT

Bióloga especialista em Gestão em Meio Ambiente e Saúde, pela Faculdade Afirmativo e Mestre em Ambiente e Sistema de Produção – PPGASP/UNEMAT

Referências

ARAUJO, A. H. S.; SANTOS FILHO, J. E.; GOMES, F. G. Lei de Responsabilidade Fiscal: efeitos e consequências sobre os municípios alagoanos no período 2000-10. Rev. Adm. Pública, Rio de Janeiro, v. 49, n. 3, p. 739-759, 2015. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php? script=sci_arttext&pid=S0034-76122015000300739&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 06 de julho 2018.

BARBOZA, M. N. Definição de improbidade administrativa. In: Cem perguntas e respostas sobre improbidade administrativa: incidência e aplicação da lei n. 8429. Brasília: ESMPU, 2013. 2. ed. rev. e atual. 133 p. Disponível em: <http://escola.mpu.mp.br/publicacoes/obras-avulsas/e-books/cem-perguntas-e-respostas-sobre-improbidade-administrativa-2a-edicao-revista-e-atualizada>. Acesso em: 06 de julho de 2018.

BRASIL. INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Cidades. Arenápolis - MT. Disponível em: <https://cidades.ibge.gov.br/brasil/mt/arenapolis/panorama>. Acesso em: 04 de julho de 2018.

_____. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA. IDEB – Resultados e Metas. Disponível em: <http://ideb.inep.gov.br/resultado/home.seam?cid=1677226>. Acesso em: 04 de julho de 2018.

_____. MINISTÉRIO DA SAÚDE. DATASUS. Estatísticas Vitais. Disponível em: <http://www2.datasus.gov.br/DATASUS/index.php?area=0205>. Acesso em: 04 de julho de 2018.

_____. MINISTÉRIO DAS MINAS E ENERGIA. SECRETARIA DE GEOLOGIA, MINERAÇÃO E TRANSFORMAÇÃO MINERAL. Projeto Diamante Brasil: áreas kimberlíticas e diamantíferas do estado de Mato Grosso. Brasília, 2017. 46 p. Disponível em: <http://rigeo.cprm.gov.br/ jspui/bitstream/doc/17618/1/irm_areas_kimberl_diamant_mt.pdf>. Acesso em: 04 de julho de 2018.

_____. PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA. CASA CIVIL. SUBCHEFIA PARA ASSUNTOS JURÍDICOS. CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm>. Acesso em: 04 de julho de 2018.

_____. LEI COMPLEMENTAR N° 101, DE 4 DE MAIO DE 2000. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/lcp/Lcp101.htm>. Acesso em: 04 de julho de 2018.

_____. LEI N° 4.320, DE 17 DE MARÇO DE 1964. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/CCivil_03/Leis/L4320.htm>. Acesso em: 04 de julho de 2018.

______. TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO. Relatório Sistêmico de Fiscalização da Educação: Exercício de 2014. Brasília: TCU, Secretaria de Controle Externo da Educação, da Cultura e do Desporto, 2015.

______. Relatório Sistêmico de Fiscalização: Saúde: Exercício 2015-2016. Brasília: TCU, Secretaria de Controle Externo da Saúde, 2017.

CARVALHO, G. P. Prefácio. In: Cem perguntas e respostas sobre improbidade administrativa: incidência e aplicação da lei n. 8429. Brasília: ESMPU, 2013. 2. ed. rev. e atual. 133 p. Disponível em: <http://escola.mpu.mp.br/publicacoes/obras-avulsas/e-books/cem-perguntas-e-respostas-sobre-improbidade-administrativa-2a-edicao-revista-e-atualizada>. Acesso em: 06 de julho de 2018.

COSTA, J. A. A eficácia da lei de responsabilidade fiscal na gestão dos recursos públicos municipais. In: Congresso UFSC de Controladoria e Finanças, 2011. Anais do 4º Congresso UFSC de Controladoria e Finanças; org. por Maria Denize Henrique Casagrande. – Florianópolis: UFSC, 2011. Disponível em: http://dvl.ccn.ufsc.br/congresso/anais/4CCF/ 20101129180548.pdf. Acesso em: 06 de julho de 2018.

KALIFE, M.A. Administração Pública: Lei de Responsabilidade Fiscal e a Controladoria. Revista Eletrônica de Contabilidade, Santa Maria, v. 1, p. 268-270, 2004. Disponível em: <https://periodicos.ufsm.br/contabilidade/article/view/5897>. Acesso em 06 de julho de 2018.

MATO GROSSO. ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE MATO GROSSO. Lei N° 704, de 15 de dezembro de 1953. Cria o município de Arenápolis e dá outras providências. Disponível em: < http://www.al.mt.gov.br/legislacao/16436/visualizar>. Acesso em 06 de julho de 2018.

______. Lei N° 5.900, de 19 de dezembro de 1991. Cria o município de Nova Marilândia, desmembrado dos municípios de Arenápolis e Diamantino. Disponível em: < http://www.al.mt.gov.br/legislacao/?tipo=&restringeBusca=e&palavraChave=&numeroNorma=5900&anoNorma=1991&autor=&search=>. Acesso em: 06 de julho de 2018.

______. Lei N° 5.909, de 20 de dezembro de 1991. Cria o município de Santo Afonso, desmembrado do município de Arenápolis. Disponível em: < http://www.al.mt.gov.br/legislacao/?tipo=&restringeBusca=e&palavraChave=&numeroNorma=5909&anoNorma=1991&autor=&search=>. Acesso em: 06 de julho de 2018.

______. TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE MATO GROSSO. Contas Anuais. Disponível em: <http://www.tce.mt.gov.br/resultado_contas/tjur/tipo_jur/prefeituras>. Acesso em: 4 jul. 2018.

______. Glossário do Cidadão. 4. ed. Cuiabá: Publicontas, 2017.

MARTA, J. M. C. Caracterização de Garimpos em Mato Grosso. Revista de Estudos Sociais, v. 2, n. 4, p. 65-77, maio 2011. ISSN 2358-7024. Disponível em: <http://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/res/article/view/164>. Acesso em: 04 de julho de 2018.

MIRANDA, J. G.; A produção de ouro no Estado de Mato Grosso. 1997. 122 f. Dissertação (mestrado em Administração e Políticas de Recursos Minerais) – Instituto de Geociências, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, São Paulo, 1997. Disponível em: . Acesso em: 03 de julho de 2018.

PASSOS, M. M. O Mundo do Garimpo. In: 8º Encuentro de Geógrafos de América Latina, 2001, Santiago. 8º Encuentro de Geógrafos de América Latina. Santiago: Universidad Catolica de Chile, 2001. v. 1. p. 4-12. Disponível em: <http://observatoriogeograficoamericalatina.org.mx/egal8/Procesosambientales/Geomorfologia/02.pdf>. Acesso em: 03 de julho de 2018.

PORTAL MATO GROSSO. História de Arenápolis. 2008. Disponível em: <http://www.portalmatogrosso.com.br/municipios/arenapolis/dados-gerais/historia-de-arenapolis/435>. Acesso em: 04 de julho de 2018.

REVISTA CAFEICULTURA. História dos Municípios de Arenápolis, Canarana e Poconé – MT. Minas Gerais: 2007. Disponível em: <http://revistacafeicultura.com.br/?mat=9084>. Acesso em: 04 de julho de 2018.

RODRIGUES, C. C.; GARCIA, M. F. Garimpo: extrativismo e precariedade das relações sociais de produção no Seridó paraibano. In: PROCEDINGS OF XIII JORNADA DO TRABALHO, 1., 2012, Presidente Prudente. Centro de Estudos de Geografia do Trabalho. Disponível em: <http://www.proceedings.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=MSC0000000142012000100022&lng=en&nrm=abn>. Acesso em: 04 de julho de 2018.

SACRAMENTO, A. R. S.; PINHO, J. A. G. Transparência da Administração Pública: o que mudou depois da Lei de Responsabilidade Fiscal? Um estudo exploratório em seis municípios da região metropolitana de Salvador. Revista de Contabilidade da Universidade Federal da Bahia (UFBA), v. 1, n. 1 (2007). Disponível em: < https://portalseer.ufba.br/index.php/rcontabilidade/article/view/2579>. Acesso em: 04 de julho de 2018.

SILVA, S. A.; REIS, J. A. G.; A Eficiência e Eficácia da Lei de Responsabilidade Fiscal: promovendo a mudança na cultura fiscal do país. In: IX Encontro Latino-Americano de Iniciação Científica, 2005. Universidade do Vale do Paraíba, 2005. Disponível em: http://www.inicepg.univap.br/cd/INIC_2005/inic/06.htm >. Acesso em: 05 de julho de 2015.

SISTEMA FIRJAN. Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan). Índices Firjan. Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal | Ano Base 2016: recorte municipal, abrangência nacional (IFDM 2018). Junho/2018. Disponível em: < http://www.firjan.com.br/data/files/67/A0/18/D6/CF834610C4FC8246F8A809C2/IFDM_2018.pdf>. Acesso em: 2 jul. 2018.

WEICHERT, M. A. Sanções aplicáveis aos atos de improbidade administrativa. In: Cem perguntas e respostas sobre improbidade administrativa: incidência e aplicação da lei n. 8429. Brasília: ESMPU, 2013. 2. ed. rev. e atual. 133 p. Disponível em: <http://escola.mpu.mp. br/ publicacoes/obras-avulsas/e-books/cem-perguntas-e-respostas-sobre-improbidade-administrativa-2a-edicao-revista-e-atualizada>. Acesso em: 06 de julho de 2018.

Downloads

Publicado

30/03/2021

Como Citar

de Andrade, A. P. S. (2021). RESPONSABILIDADE NA GESTÃO FISCAL MUNICIPAL O CASO DE ARENÁPOLISMT BASEADO NOS INVESTIMENTOS EM EDUCAÇAO E SAÚDE NO PERÍODO DE 2011 A 2015 COMPARADO A RESULTADOS ALCANÇADOS. Revista De Ciência Política, Direito E Politicas Públicas - POLITI(K)CON, 1(1), 97–112. Recuperado de https://periodicos.unemat.br/index.php/politikcon/article/view/5356