A GEOGRAFIA ENQUANTO INSTRUMENTO DE CONSTRUÇÃO DE CONHECIMENTO PARA AS QUESTÕES AGRÁRIAS

Autores

  • Gislaine Fernandes
  • Edevaldo Aparecido Souza

Palavras-chave:

Ensino de Geografia. Geografia Agrária. Prática pedagógica.

Resumo

Este trabalho aborda a importância dos conteúdos de Geografia agrária para os estudantes. Quanto à metodologia, a pesquisa foi participante, tendo como instrumento o levantamento bibliográfico e entrevista semiestruturada. Os resultados obtidos mostraram que, de acordo com a Lei de Diretrizes e Bases, a educação compreende processos de instrução que se ampliam na vida familiar, no contato humano, no trabalho, nas instituições de ensino e na tomada de informações. Na perspectiva das questões agrárias, a geografia enquanto instrumento de construção de conhecimento, pode proporcionar aos estudantes uma tomada de consciência crítica e emancipatória capaz de apreender e questionar sua realidade.

Referências

BEHRENS, Marilda Aparecida. Formação continuada dos professores e a prática pedagógica. Curitiba, PR: Champagnat,1996.

BORDENAVE, Juan Díaz; PEREIRA, Adair Martins. Estratégias de ensino-aprendizagem. Ed. Vozes. 20. ed. Petrópolis, 1999.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: MEC; Consed; Undime, 2015.

CHAUI, Marilena. Convite a filosofia. 12. Ed. São Paulo: Ática, 1999.

CAVALCANTI, L. S. Geografia, escola e construção de conhecimentos. Campinas: Papirus, 1998.

CAVALCANTI, Lana de Souza. Geografia e prática de ensino. Goiânia: Alternativa, 2002.

CAMACHO, Rodrigo Simão. O ensino da Geografia e a questão agrária nas séries iniciais do ensino fundamental. 2008. 462 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) – Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Aquidana, 2008.

FERREIRA, Darlene Aparecida de Oliveira. Mundo rural e Geografia: Geografia agrária no Brasil - 1930 a 1999. São Paulo/SP: UNESP, 2002.

GIL, Antonio Carlos. Métodos e Técnicas de Pesquisa Social. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

LIBÂNEO, José Carlos. Adeus Professor, Adeus Professora? Novas exigências educacionais e profissões docente. São Paulo: Cortez, 1998.

______. Organização e gestão da escola. Goiânia: alternativa, 2001

MOREIRA, Ruy. O Pensamento Geográfico Brasileiro. As matrizes clássicas originárias. 2. ed. São Paulo: Contexto, 2015.

OLIVEIRA, Ariovaldo Umbelino. Modo de Produção Capitalista, Agricultura e Reforma Agrária. São Paulo: FFLCH, 2007.

OLIVEIRA, C. G. S. de.; TRINDADE, G. A. Ensino de Geografia e reflexões acerca da (re)construção do currículo no âmbito da licenciatura. In: TRINDADE, G. A.; CHIAPETTI, J. N. (orgs). Discutindo Geografia: doze razões para se (re)pensar a formação do professor. Ilhéus: Editus, 2007.

PIMENTA, Selma Garrido; ANASTASIOU, Lea das Graças Camargos. Docência no ensino superior. São Paulo: Cortez, 2002.

STÉDILE, João Pedro. A questão agrária no Brasil: O debate na esquerda – 1960-1980.

SANTOS, Ricardo Menezes; CONCEIÇÃO, Alexandrina Luz. A Questão Agrária Brasileira nos Livros Didáticos de Geografia no Ensino Fundamental. In: Encontro Nacional de Prática de Ensino em Geografia. O Ensino de Geografia e suas Composições Curriculares, 2009, Porto Alegre. 2009.

SPOSITO, Maria E. B. A avaliação de livros didáticos no Brasil, por quê? In: SPOSITO, Maria Encarnação Beltrão. (Org.). Livros Didáticos de Geografia e História: avaliação e pesquisa. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2006.

VIEIRA, Rui Marques e VIEIRA, Celina. Estratégias de Ensino/aprendizagem: o questionamento promotor do pensamento crítico. Instituto Piaget, (Coleção Horizontes Pedagógicos). Porto Alegre, 2005.

Downloads

Publicado

2022-02-16

Como Citar

Fernandes, G. ., & Souza, E. A. . (2022). A GEOGRAFIA ENQUANTO INSTRUMENTO DE CONSTRUÇÃO DE CONHECIMENTO PARA AS QUESTÕES AGRÁRIAS. Revista De Comunicação Científica, 10(1), 71–83. Recuperado de https://periodicos.unemat.br/index.php/rcc/article/view/6087