“DO FOGO QUE EM MIM ARDE”: DA RESISTÊNCIA À DESARTICULAÇÃO DA VISÃO SEXISTA SOBRE A MULHER NEGRA

Visualizações: 20

Autores

DOI:

https://doi.org/10.30681/rln.v16i44.11071

Palavras-chave:

Conceição Evaristo, imagens de controle, identidade

Resumo

Em uma contemporaneidade na qual as imagens de controle são disseminadas no meio social, analisamos como a autora Conceição Evaristo, por meio do seu poema “Do fogo que em mim arde”, subverte a lógica de dominação e os estereótipos negativos em torno do corpo de mulheres negras. Utilizamos como categoria de análise o conceito de imagens de controle, definido por Collins (2009). Nossas análises denotam que Conceição Evaristo apresenta uma escrita que pode ser reconhecida como uma forma de resistência e luta em prol da desconstrução de estereótipos que repercutem insignificância e desonra aos corpos de mulheres negras. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Henrique Miguel de Lima Silva, UFPB

Docente efetivo do DLPL/UFPB. Professor permanente dos Programa de Pós-graduação em Linguística e Ensino -MPLE e Programa de Pós-graduação Linguística - PROLING, ambos da UFPB. Pós-doutorado em Ensino pela UERN. Doutor e mestre em Linguística pelo PROLING/UFPB. Especialista em Psicopedagogia Clínica e Institucional pelo CINTEP. Especialista em Linguística Aplicada ao Ensino de Língua Portuguesa pela FUNESO. Graduação em Letras Português, Inglês e suas literaturas pela UPE. Pesquisador com ampla experiência em ensino; pesquisa e extensão em diversas IES no Brasil, tendo vasta produção científica em livros e periódicos nacionais e internacionais;

Fabíola Jerônimo Duarte, UFPB

Graduação em Letras Português pelo IFPB, Letras Inglês pela UFPB. Especialista em Tecnologias Educacionais e Ensino a Distância; Ensino de Português e Matemática numa perspectiva transdisciplinar, ambos pelo IFRN. Mestra em Linguística e Ensino pelo MPLE/UFPB sob orientação do prof.  Dr. Henrique Miguel de Lima Silva.

Referências

BUENO, W. Imagens de controle: um conceito do pensamento de Patrícia Hill Collins. Porto Alegre, RS: Zouk, 2020.

COLLINS, P. H. Black feminist thought: knowledge, conciousness and the politics of empowerment. New York: Routledge. 2009.

DAVIS, A. Mulheres, raça e classe. São Paulo: Boitempo, 2016.

DUARTE, F. J. Leitura e semiótica: uma análise acerca dos marcadores sociais da diferença e imagens de controle em livros didáticos de língua portuguesa. Dissertação (Mestrado em Linguística e Ensino). João Pessoa. 2023.- Universidade Federal da Paraíba - UFPB, MPLE.

EVARISTO, Conceição. Poemas da recordação e outros movimentos. Belo Horizonte: Nandyala, 2008 (Coleção Vozes da Diáspora Negra, Volume 1).

HALL, Stuart. Cultura e representação. Rio de Janeiro: Apicuri, 2016.

hooks, bell. Olhares negros: raça e representação. Tradução de Stephanie Borges. São Paulo: Elefante, 2019.

OLIVEIRA, C. M.; SAMPAIO, J. C. C.; SILVA, O. A. Entre e para além da literatura: um estudo da noção ‘escrevivência’, de Conceição EVARISTO. Nau Literária: crítica e teoria em língua portuguesa. Vol. 17, n. 2, 2021. PPG – LET UFRGS. Disponível em: file:///C:/Users/admmin/Downloads/110421-Texto%20do%20artigo-497127-2-10-20211201.pdf. Acesso em: 3 abr. 2023

Downloads

Publicado

21/08/2023

Como Citar

Silva, H. M. de L., & Duarte, F. J. (2023). “DO FOGO QUE EM MIM ARDE”: DA RESISTÊNCIA À DESARTICULAÇÃO DA VISÃO SEXISTA SOBRE A MULHER NEGRA. Revista De Letras Norte@mentos, 16(44). https://doi.org/10.30681/rln.v16i44.11071

Edição

Seção

Dossiê Temático 2023/1 "As escrevivências de Conceição Evaristo: as mulheres negras no centro das narrativas"