O SENTIDO DA POLÍTICA COMO VOCAÇÃO EM MAX WEBER

Autores

  • Simone Cabral Marinho dos Santos Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN)/Campus Pau dos Ferros. https://orcid.org/0000-0001-8338-8482
  • Raimundo Cunha França Universidade do Estado do Mato Grosso- UNEMAT. Campus Universitário de Tangará da Serra

Palavras-chave:

Política. Vocação. Estado Moderno

Resumo

O mundo moderno, para Max Weber, desenvolveu-se no sentido de uma organização social cada vez mais racional e burocrática. Esse debate perpassa o surgimento do Estado Moderno e a emergência da burocracia, fenômenos centrais na obra weberiana. Weber, ao tratar do mundo político vocacionado presente na sociedade moderna, faz uma análise crítica da atividade política, na qual inclui a ideia de um homem de ação voltado para as questões práticas, bem como por motivações ideais/materiais. Trata-se da Política como vocação, enquanto uma esfera racionalizada. Nesse sentido, o artigo visa compreender, à luz dos ensinamentos de Weber, os elementos que configuram a Política como Vocação e a relação com o Estado Moderno que, segundo Weber, detém o legítimo monopólio do uso da força, da “violência” legítima.

 

Biografia do Autor

Simone Cabral Marinho dos Santos, Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN)/Campus Pau dos Ferros.

Professora do Departamento de Educação e dos Programas de Pós-Graduação em Ensino e Planejamento e Dinâmicas Territoriais no Semiárido, da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN)-Campus Pau dos Ferros.

Raimundo Cunha França, Universidade do Estado do Mato Grosso- UNEMAT. Campus Universitário de Tangará da Serra

Cientista Político e Doutor em Ciências Sociais, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Professor da Universidade do Estado do Mato Grosso- UNEMAT.

Campus Universitário de Tangará da Serra

Referências

ARON, Raymond. Max Weber. In: ________. As etapas do pensamento sociológico. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

COHN, Gabriel (Org.). Weber: Sociologia. São Paulo: Ática, 1997. (Coleção Grandes Cientistas Sociais, 13).

DIGGINS, Patrick John. Max Weber, a política e o espírito da tragédia. Rio de Janeiro: Record, 1999.

DREIFUSS, René. Política, poder, estado e força: uma leitura de Weber. Petrópolis-RJ: Vozes, 1993.

GERTZ, René (org.). Max Weber e Karl Marx. 2ª edição. São Paulo: HUCITEC, 1997.

WEBER, Max. A política como vocação. In: ________. Ensaios de Sociologia. Rio de Janeiro: Zahar, 1963.

______. Ciência e Política: duas vocações. São Paulo: Cultrix, 2008.

Downloads

Publicado

10/09/2021

Como Citar

Cabral Marinho dos Santos, S., & França, R. C. (2021). O SENTIDO DA POLÍTICA COMO VOCAÇÃO EM MAX WEBER. Revista De Ciência Política, Direito E Politicas Públicas - POLITI(K)CON, 2(1), 38–45. Recuperado de https://periodicos.unemat.br/index.php/politikcon/article/view/5653