MULHERES DA FICÇÃO, MULHERES DA REALIDADE: QUESTÕES DE GÊNERO E RAÇA NO CONTO “MARIA”, DE CONCEIÇÃO EVARISTO

Autores

DOI:

https://doi.org/10.30681/rln.v16i44.10985

Palavras-chave:

Gênero, Raça, História.

Resumo

Este trabalho de cunho bibliográfico interpretativo tem como objetivo refletir sobre como as questões de gênero e raça surgem no conto “Maria” de maneira ficcional, e trazem à tona para a realidade a dor, a violência e as dificuldades enfrentadas pela protagonista da narrativa: uma mulher negra. Para isso, recorremos a autorias como Evaristo (2020), Kilomba (2019) e Davis (2018) que ajudam a compreender as características que emergem na narrativa à medida que se dedicam a refletir sobre gênero e raça. Conclui-se que as vivências da personagem Maria na ficção simbolizam a também realidade de suas companheiras, negras e pobres.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Maria Suely de Oliveira Lopes, UESPI

    Professora Doutora em Letras pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), atua como professora do Mestrado em Letras da Universidade Estadual do Piauí (UESPI)

  • Atos Daniel Pereira da Silva, UESPI

    Mestrando em Letras pela Universidade Estadual do Piauí (UESPI)

Referências

ALMEIDA, Silvio de. Racismo estrutural. São Paulo: Pólen Livros, 2018.

BENJAMIN, Walter. O narrador: considerações sobre a obra de Nikolai Leskov. Magia e técnica, arte e política: ensaios sobre literatura e história da cultura. São Paulo: Brasiliense, 1994, p. 197-221.

DAVID, Nismária; BALISA, Fernanda. A violência contra a mulher negra no conto "Maria" de Conceição Evaristo. Litterata, Ilhéus, v. 7, ed. 1, p. 72-82, 2017. Disponível em: https://periodicos.uesc.br/index.php/litterata/article/view/1478. Acesso em: 24 out. 2022. DOI: https://doi.org/10.36113/litterata.v7i1.1478

DAVIS, Angela. A liberdade é uma luta constante. Org. Frank Barat. Trad. Heci Regina Candiani. São Paulo: Boitempo, 2018. 150 p.

DUARTE, Constância Lima. Canção para ninar menino grande: o homem na berlinda da Escrevivência. In: DUARTE, Constância Lima; NUNES, Isabella Rosado (Org.). Escrevivência: a escrita de nós: reflexões sobre a obra de Conceição Evaristo. Rio de Janeiro: Mina Comunicação e Arte, 2020. p. 134-150.

DUARTE, Eduardo de Assis. Escrevivência, Quilombismo e a tradição da escrita afrodiaspórica. In: DUARTE, Constância Lima; NUNES, Isabella Rosado (Org.). Escrevivência: a escrita de nós: reflexões sobre a obra de Conceição Evaristo. Rio de Janeiro: Mina Comunicação e Arte, 2020. p. 74-94.

EVARISTO, Conceição. Olhos d’água. Rio de Janeiro: Pallas, 2016.

EVARISTO, Conceição. Sobre o que nos move, sobre a vida In: DUARTE, Constância Lima; NUNES, Isabella Rosado (org.) Escrevivência: a escrita de nós: reflexões sobre a obra de Conceição Evaristo. Rio de Janeiro: Mina Comunicação e Arte, 2020.

FONSECA, Maria Nazareth Soares. Escrevivência: sentidos em construção. In: DUARTE, Constância Lima; NUNES, Isabella Rosado (org.). Escrevivência: a escrita de nós. Reflexões sobre a obra de Conceição Evaristo. Rio de Janeiro: Mina Comunicação e Arte, 2020. p. 58-73.

HALL, Stuart. Da diáspora: identidades e mediações culturais. Belo Horizonte/Brasília: Editora UFMG/Unesco, 2006.

KILOMBA,Grada. Memórias da plantação: episódios de racismo cotidiano. Tradução de Jess Oliveira. Rio de janeiro: Cobogó, 2019.

MAGALHÃES, Tulio. Maria: reflexões sobre gênero, raça e classe no conto de Conceição Evaristo. Literafro, [S. l.], 7 jan. 2022. Disponível em: http://www.letras.ufmg.br/literafro/artigos/artigos-teorico-criticos/1629-conceicao-evaristo-maria-reflexoes-sobre-genero-raca-e-classe-no-conto-de-conceicao-evaristo. Acesso em: 215 fev. 2023.

MUNANGA, Kabengele. Negritude: usos e sentidos. 2. ed. São Paulo: Ática, 1988. Série Princípios.

RAMOS, Celiomar; FERREIRA, Rosineia. VIOLÊNCIAS: Um diálogo entre a realidade e a ficção a partir do conto Maria, de Conceição Evaristo. In: Reflexões sobre as escrevivências de Conceição Evaristo. 1. ed. Curitiba: Bagai, 2020. cap. 2, p. 21-30. Disponível em:https://drive.google.com/file/d/1I0kwFxCvrfhS6WUwmjN0p9-XpfSDCoT/view. Acesso em: 15 fev. 2023.

SHARPE, Jim. A história vista de baixo. In: BUKER, Peter. A escrita a história: novas perspectivas. Tradução de Magda Lopes. São Paulo: UNESP, 1992. cap. 2, p. 39-62.

Downloads

Publicado

21/08/2023

Edição

Seção

Dossiê Temático 2023/1 "As escrevivências de Conceição Evaristo: as mulheres negras no centro das narrativas"

Como Citar

MULHERES DA FICÇÃO, MULHERES DA REALIDADE: QUESTÕES DE GÊNERO E RAÇA NO CONTO “MARIA”, DE CONCEIÇÃO EVARISTO. (2023). Revista De Letras Norte@mentos, 16(44). https://doi.org/10.30681/rln.v16i44.10985

Artigos Semelhantes

1-10 de 169

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.