A ELITE DA CLASSE MÉDIA: UMA ANÁLISE NA PERSPECTIVA DA VIOLÊNCIA DOMÉSTICA CONTRA AS MULHERES

Autores

Palavras-chave:

elite, mulheres, classe média, violência doméstica, teoria das elites.

Resumo

Resumo

O texto discute como as mulheres da classe média ficam reféns da violência doméstica e familiar. Para elas, por diversos fatores sociais e econômicos acaba sendo difícil romper o relacionamento amoroso por diversos fatores sociais, mesmo vivendo o ciclo da violência doméstica e familiar. Pensou-se nas muitas opressões enfrentadas por essas mulheres da classe média, bem como na finalidade da Lei Maria da Penha. Utilizou-se da teoria das elites na perspectiva de análise das classes, frente à classe média. Analisando as formas de viver em sociedade pela classe média, foram detectadas as amarras pelas quais ficam adstritas estas mulheres.  

Palavras-chave: elite; mulheres; classe média; violência doméstica; teoria das elites.

 

Abstract

The text discusses how middle-class women are held hostage to domestic and family violence. For them, due to various social and economic factors, it ends up being difficult to break the love relationship due to various social factors, even living the cycle of domestic and family violence. It was thought of the many oppressions faced by these middle-class women, as well as the purpose of the Maria da Penha Law. Elites theory was used from the perspective of analyzing classes in relation to the middle class. Analyzing the ways of living in society by the middle class, the ties to which these women are attached were detected.

Keywords: elite; women; middle class; domestic violence; elite theory.

Biografia do Autor

Rosana Leite Antunes de Barros, Universidade Federal de Mato Grosso

Defensora Pública pelo Estado de Mato Grosso e mestranda em Sociologia/PPG UFMT

Referências

BANDEIRA, Lourdes Maria. Pensamento feminista brasileiro: formação e contexto. Angela Arruda, et al; organização Heloisa Buarque de Hollanda. Rio de Janeiro: Bazar do Tempo, 2019.

BRASIL. Planalto Federal. Lei n° 11.340, de 7 de agosto de 2006. Cria mecanismos para coibir a violência doméstica e familiar contra a mulher, nos termos do § 8º do art. 226 da Constituição Federal, da Convenção sobre a Eliminação de Todas as Formas de Discriminação contra as Mulheres e da Convenção Interamericana para Prevenir, Punir e Erradicar a Violência contra a Mulher; dispõe sobre a criação dos Juizados de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher; altera o Código de Processo Penal, o Código Penal e a Lei de Execução Penal; e dá outras providências. Brasília, 7 de agosto de 2006.

BECCHERI-CORTES, Mirian; SOUZA, Lídio de. Mujeres de classe media, relaciones de género y violencia conyugal: um estúdio exploratório. Rev. Gerenc. Polit. Salud, Bogotá (Colombia), 12 (24): 34-53, enero-junio de 2013.

CARNEIRO, Sueli. Mulheres em movimento: contribuições do feminismo negro. Pensamento feminista brasileiro: formação e contexto. Angela Arruda, et al; organização Heloisa Buarque de Hollanda. Rio de Janeiro: Bazar do Tempo, 2019.

DIAS, Maria Odila Leite da Silva. Pensamento feminista brasileiro: formação e contexto. Angela Arruda, et al; organização Heloisa Buarque de Hollanda. Rio de Janeiro: Bazar do Tempo, 2019.

ESTÉS, Clarissa Pinkola. Mulheres que correm com os lobos: mitos e histórias do arquétipo da Mulher Selvagem. Rio de Janeiro: Rocco, 2014.

GONZALEZ, Lélia. Por um feminismo afro-latino-americano. 3ª Impressão. Rio de Janeiro: Zahar, 2020.

HOLLANDA, Cristina Buarque de. Teoria das elites. Rio de Janeiro: Zahar, 2011.

LUGONES, Maria. Colonialidade e gênero. In: Holanda, H. B.(Org.). Pensamento Feminista hoje. Perspectivas decoloniais. Rio de Janeiro: Bazar do tempo, 2020, p.53-83.

MARTIN, Emily. A mulher no corpo. Uma análise cultural da reprodução. Rio de Janeiro: Garamond, 2006.

MOSCA, Gaetano. La classe politica. Roma-Bari: Laterza, 1975.

SAFFIOTI, Heleieth. A mulher na sociedade de classes: mito e realidade. 3° Edição. São Paulo: Expressão Popular, 2013.

SAFFIOTI, Heleieth. Gênero, patriarcado, violência. 2ª Ed. São Paulo: Expressão Popular, 2015.

SCOTT, Joan. La Travailleuse. Organização G. Duby e M. Perrot. Paris: Plon, 1991.

SEGATO, Rita Laura. Las estructuras elementales de la violencia: ensayos sobre género entre la antropología, el psicoanálisis y los derechos humanos. Universidad Nacional de Quilmes, 2003.

SOUZA, Jessé. A elite do atraso. Rio de Janeiro: Estação Brasil, 2019.

SOUZA, Jessé. A classe média no espelho. Rio de Janeiro: Estação Brasil, 2018.

WEBER, Max. Ensaios de sociologia. 5° Ed. Organização e introdução H.H. Gerth e C. Wright Mills. Rio de Janeiro: LTC, 2016

Downloads

Publicado

10/09/2021

Como Citar

Leite Antunes de Barros, R. (2021). A ELITE DA CLASSE MÉDIA: UMA ANÁLISE NA PERSPECTIVA DA VIOLÊNCIA DOMÉSTICA CONTRA AS MULHERES. Revista De Ciência Política, Direito E Politicas Públicas - POLITI(K)CON, 2(1), 106–115. Recuperado de https://periodicos.unemat.br/index.php/politikcon/article/view/5669